Temendo o fim do mundo, homem devolve artefato roubado de 2.000 anos

Tempo de leitura: 2 min.

Por 15 anos, o roubo de uma pedra de catapulta pesou em sua mente. Com a crise do coronavírus, israelense anônimo usa intermediários para restaurar os tesouros nacionais e aliviar a consciência.

Temendo o fim do mundo, homem devolve artefato roubado de 2.000 anos
Pedra balista de 2.000 anos foi retornada à cidade de David por um israelense anônimo, 15 anos depois de roubá-la. (Moshe Manies)

Temendo o fim do mundo, um israelense devolveu uma pedra de catapulta de 2.000 anos ao Parque Nacional da Cidade de David – 15 anos depois de te-la roubado.

O cidadão anônimo disse em um comunicado à imprensa da Autoridade de Antiguidades de Israel na segunda-feira (16):

Chegou a hora de limpar minha consciência. Parece que o fim do mundo está próximo.

Embora ainda não saibamos se o mundo está terminando – devido à atual pandemia de coronavírus ou a qualquer outra ameaça existencial premente – a Israel Antiquities Authority (IAA) aproveitou a oportunidade para pedir aos cidadãos que devolvam achados arqueológicos ao Tesouro do Estado, para que todo o público possa se beneficiar deles.

O cidadão não entregou a pedra do tamanho de uma bola de bocha diretamente. Em vez disso, ele usou como intermediário um homem chamado Moshe Manies, que concordou em não divulgar a identidade do ladrão. Segundo Manies, o roubo original ocorreu quando dois jovens travessos que passeavam pelo parque há 15 anos viram uma exibição de pedras balistas, que foram catapultadas em fortificações.

O arqueólogo da IAA em Jerusalém, Dr. Yuval Baruch, explicou no comunicado de imprensa que as balistas são armas antigas, usadas por forças que cercam uma cidade, e usadas para arremessar pedras para fazer com que os soldados nas muralhas fugissem.

Baruch disse:

As pedras balistas descobertas na cidade de David provavelmente estão ligadas às duras batalhas entre os moradores sitiados de Jerusalém e os soldados da Legião Romana, por volta de 70 d.C. – o ano da destruição de Jerusalém.

Outros locais em Jerusalém onde pedras semelhantes de balistas foram descobertas incluem o Composto Russo próximo ao caminho estimado da Terceiro Muro, que era a parede externa de Jerusalém durante o tempo do Segundo Templo.

Baruch informou:

Nas escavações da Autoridade de Antiguidades de Israel, um campo de batalha foi descoberto, com dezenas de pedras de balista espalhadas no chão.

Quinze anos atrás, na cidade de David, ao ver uma pilha desses projéteis antigos, “um dos meninos levou uma das pedras para casa”, contou Manies em um post no Facebook que chamou a atenção da IAA.

Manies disse:

Enquanto isso, ele se casou e criou uma família, e me disse que nos últimos 15 anos a pedra pesa muito em seu coração. E agora, quando ele se deparou com a limpeza da Páscoa, juntamente com o sentimento apocalíptico gerado pelo coronavírus, sentiu que estava na hora de limpar sua consciência e me pediu para ajudá-lo a devolvê-la à Autoridade de Antiguidades de Israel.

Um inspetor da Unidade de Prevenção de Roubo da IAA, Uzi Rotstein, foi identificado em um dos comentários da publicação de Manies. Eles providenciaram uma rápida transferência do artefato.

Rotstein, que elogiou o retorno do objeto, disse:

Tirar o artefato de seu contexto arqueológico afeta negativamente a pesquisa e a capacidade de montar seu quebra-cabeça histórico.

Esses artefatos, com milhares de anos, são nosso tesouro nacional. Eles contam a história da Terra e de quem residia aqui antes de nós, e devem ser documentados e exibidos.

(Fonte)


Pelo menos há algumas notícias boas resultantes dessa fase difícil que a humanidade está passando.

Superaremos.

E não esqueça que na nossa página principal várias notícias são publicas todos os dias. Clique aqui para acessá-la.

n3m3

Compartilhe este artigo com a galáxia!

_______

ATENÇÃO: Este site publica notícias que estão sendo disponibilizadas na Internet a respeito do fenômeno OVNI, bem como assuntos alternativos relevantes ao nosso planeta/Universo e à raça humana. Antes de criticar um artigo aqui publicado, entenda nossa missão clicando neste link.

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)

_______

O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:


PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…

[Devido a problemas técnicos, dispositivos móveis que acessam a versão amp (Accelerated Mobile Pages) do OVNI Hoje não terão acesso ao sistema de comentários Disqus. Neste caso, para acessar os comentários simplesmente acesse o site ovnihoje.com diretamente, e não por intermédio do sistema de procura. Estou trabalhando para tentar resolver esta questão.]

-------
-------

AVISO: Todos são bem-vindos a participar da área de comentários abaixo. Contudo, os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprios autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências ou conflitos por eles causados.

Também informamos que, a fim de não causar distrações e conflitos desnecessários, comentários, avatares e pseudônimos com viés político, seja de qual ideologia for, serão prontamente apagados quando encontrados pelos moderadores. O foco dos comentários deve ser mantido no assunto de cada artigo e somente desviado quando for pertinente ao tema do OVNI Hoje.

Assim, colabore com o bom andamento dos comentários, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando comentários fora do padrão como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.