Fatos que você precisa saber sobre a missão tripulada à Lua em 2024

Tempo de leitura: 3 min.

A NASA pousará astronautas na superfície da Lua até 2024 e aqui está o que acontecerá. Na mitologia grega, Artemis é a irmã gêmea de Apolo e a deusa da Lua.

Fatos que você precisa saber sobre a missão tripulada à Lua em 2024
Shutterstock

A última vez que a humanidade pôs os pés na superfície da Lua foi há muito tempo. Especificamente, a missão Apollo 17 da NASA foi o último pouso tripulado na Lua.

Uma equipe de três astronautas passou três dias na superfície da Lua, colhendo amostras lunares e caminhando na superfície lunar. Eles pousaram com sucesso de volta à Terra em 19 de dezembro de 1972.

O voo ocorreu três anos após a primeira visita humana à Lua, na Apollo 11, em 1969. Desde então, a humanidade evitou a Lua, enviando apenas missões robóticas para explorar sua superfície.

A humanidade se pergunta há décadas porque novas missões não ocorreram. Alguns vêem o financiamento como o maior problema, enquanto outros argumentam que já tendo pousado na Lua, devemos procurar pousar em outros planetas e outras luas do sistema solar.

No entanto, se quisermos explorar o sistema solar e viajar além da Lua, precisamos voltar à superfície lunar. Construir colônias permanentes na superfície lunar deve ser um objetivo primário para a humanidade. Para chegar a Marte, precisamos voltar primeiro à Lua.

A NASA parece ter entendido essa parte, e sua nova missão na Lua – Artemis – será o primeiro passo para pousar um humano em outro planeta. Nós estamos indo para a Lua para nos preparar para Marte.

Dois dos novos trajes espaciais apresentados pela NASA para a missão de pouso na Lua em 2024 são vistos nesta imagem. Crédito de imagem: NASA / NASA HQ Photo / Flickr.

Artemis: pousando na lua

A NASA está comprometida em pousar astronautas estadunidenses na Lua, e sua próxima missão terá como objetivo pousar a primeira mulher e o próximo homem na Lua em 2024.

O próximo programa de pouso lunar é chamado Artemis, e está pronto para usar tecnologias inovadoras e futuristas para explorar a superfície da Lua como nunca antes.

Artemis verá a NASA colaborar com parceiros internacionais na esperança de estabelecer missões lunares sustentáveis ​​até 2028.

Pelo que a NASA aprender durante as missões Artemis, eles esperam poder dar o próximo salto gigante para a humanidade e enviar astronautas para a superfície do planeta vermelho – Marte.

Segundo a NASA:

Nosso chamado é ir mais longe no sistema solar do que nunca. Para nos preparar para Marte, precisamos estudar e provar novas capacidades humanas do espaço profundo em nossa Lua.

O desenvolvimento de novas tecnologias, novos foguetes e novos sistemas de propulsão é uma das principais prioridades da NASA. Felizmente, os cientistas já desenvolveram um foguete de última geração – o Sistema de Lançamento Espacial – que visa enviar astronautas na espaçonave Orion da Terra até a órbita lunar.

O plano, embora elaborado, é simples: os astronautas atracam a nave Orion no Gateway, transferindo-a para um sistema de pouso para a expedição lunar da superfície. Finalmente, os astronautas retornarão ao posto avançado orbital usando a Orion novamente, antes de retornarem com segurança à Terra.

Antes que a humanidade ponha os pés na Lua em um retorno histórico, a NASA enviará uma infinidade de instrumentos e tecnologias científicas para a superfície lunar. Para fazer isso, a NASA pretende fazer uso das entregas comerciais à Lua a partir de 2021.

Uma ilustração mostrando a trajetória planejada para a missão Artemis I. Crédito de imagem: NASA.

Antes de permitir que os astronautas ponham os pés na Lua, a Agência Espacial Americana terá duas missões lunares em órbita ao redor da Lua, permitindo que testem o sistema de exploração do espaço profundo.

A primeira missão será Artemis I, uma missão não tripulada que testará as naves espaciais SLS e Orion. Durante a missão Artemis I, a NASA enviará uma espaçonave Orion em uma missão de 25,5 dias, 6 desses dias em uma órbita retrógrada ao redor da Lua.

A Artemis I será seguido pela missão Artemis II, o primeiro voo de teste SLS e Orion que deverá transportar uma tripulação.

Espera-se que a NASA envie astronautas à Lua até 2024 na missão Artemis III, e uma nova equipe deverá pôr os pés na Lua uma vez por ano.

Depois de pousar com sucesso na superfície da lua, os astronautas explorarão toda a superfície com exploradores humanos e robóticos. A NASA pretende enviar astronautas para novos locais, e a nova missão Artemis deverá ver astronautas pousando no polo sul lunar. Lá, os astronautas procurarão água e outros recursos críticos que ajudarão a estabelecer uma exploração da Lua a longo prazo.

Os astronautas serão encarregados de investigar alguns mistérios que nossa Lua oferece, na esperança de responder como ela se formou, e quantos anos ela realmente tem.

O novo pouso lunar verá astronautas vivendo e operando na superfície de outro corpo celeste. Espera-se que isso sirva como um excelente treinamento que facilitará o funcionamento dos astronautas em outros planetas, como Marte.

O pouso na lua é de grande importância. Espera-se que as missões Artemis preparem o caminho para um pouso humano em Marte. Enquanto estiverem na Lua, os astronautas testarão novas tecnologias e sistemas que serão usados ​​em missões para Marte e além.

A missão Artemis vê a NASA continuar usando a mitologia grega em sua exploração histórica do espaço.

As missões Artemis estão profundamente conectadas com a Apollo. Na mitologia grega, Artemis era a irmã gêmea de Apolo e a deusa da Lua. Artemis personifica a nova e ousada jornada da NASA para a Lua.

(Fonte)


Espero ansiosamente por este dia.

E não esqueça: clique aqui para acessar nossa página principal, a qual é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia.

n3m3

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…

ATENÇÃO: Este site publica notícias que estão sendo disponibilizadas na Internet a respeito do fenômeno OVNI, bem como assuntos alternativos relevantes ao nosso planeta/Universo e à raça humana. Antes de criticar um artigo aqui publicado, entenda nossa missão clicando neste link.


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS E REGRAS:

[Devido a problemas técnicos, dispositivos móveis que acessam a versão amp (Accelerated Mobile Pages) do OVNI Hoje não terão acesso ao sistema de comentários Disqus. Neste caso, para acessar os comentários simplesmente acesse o site ovnihoje.com diretamente, e não por intermédio do sistema de procura. Estou trabalhando para tentar resolver esta questão.]

AVISO: Todos são bem-vindos a participar da área de comentários abaixo. Contudo, os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprios autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências ou conflitos por eles causados.

Também informamos que, a fim de não causar distrações e conflitos desnecessários, comentários, avatares e pseudônimos com viés político, seja de qual ideologia for, serão prontamente apagados quando encontrados pelos moderadores. O foco dos comentários deve ser mantido no assunto de cada artigo e somente desviado quando for pertinente ao tema do OVNI Hoje.

Assim, colabore com o bom andamento dos comentários, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando comentários fora do padrão como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.