“Bolhas de nada” estão comendo o espaço-tempo e destruindo o universo

Tempo de leitura: 2 min.

“Misteriosas Bolhas de Nada” soa como um ótimo nome para um álbum de rock progressivo ou uma descrição adequada da maioria dos discursos de campanhas políticas, mas na verdade é de uma manchete anunciando um novo estudo de um fenômeno que consiste em um “nada” de repente aparecer e comer todo o espaço e tempo ao seu redor, até consumir todo o universo … a menos que outro desses o faça primeiro.

"Bolhas de nada" estão comendo espaço-tempo e destruindo o universo

Isso empurrará o coronavírus para fora das notícias?

Estudamos instabilidades não-perturbativas do espaço-tempo do AdS na Relatividade Geral com uma constante cosmológica em dimensões arbitrárias. Nesta configuração simples, construímos explicitamente uma classe de instantons gravitacionais generalizando a bolha de nada de Witten.

Calculamos a ação euclidiana correspondente e mostramos que sua mudança é finita. A expansão dessas bolhas é descrita por uma geometria de Sitter de menor dimensão dentro de uma foliação não compacta do espaço-tempo do fundo. Além disso, discutimos a existência de spinors covariantemente constantes como uma possível obstrução topológica para que esses decaimentos ocorram.

Isso parece muito mais científico e muito além da compreensão da maioria. Felizmente, o site Vice faz um excelente trabalho ao condensar “Nothing really matters” (Nada realmente importa) – o título real de um artigo científico submetido ao Journal of High-Energy Physics – em bolhas de palavras que podemos entender.

Os físicos Giuseppe Dibitettoa, Nicol’o Petria e Marjorie Schillob, do Departamento de Física da Universidade de Oviedo, na Espanha, não se empenham em explicar o processo de decaimento do espaço-tempo – um tipo de bolha do nada – tanto quanto nos ajudam a aprender a gostar delas … ou pelo menos usá-las para entender melhor a teoria das cordas e sua conexão com o espaço e o tempo.

Em poucas palavras, a maioria do universo é um vácuo e é isso que o mantém estável. Na teoria quântica de campos, um vácuo estável é o estado de energia mais baixo possível e é um estado no qual todas as outras formas acabam se deteriorando, incluindo vazios instáveis ​​ou falsos.

Uma bolha no espaço-tempo é uma área que possui diferentes propriedades de energia dentro e fora de seu limite de ‘bolha’, de modo que uma ‘bolha de nada’, de acordo com a coautora Marjorie Schillob, é uma que não tem nada dentro.

Até agora, tudo bem … até que uma bolha de nada apareça dentro de um falso vácuo. Nesse caso, a bolha de nada se expandiria dentro do falso vácuo e impediria que ele se decompusesse em um vácuo estável, destruindo assim o universo.

O artigo analisa porque essas bolhas de nada podem estar ocorrendo e o que pode ser feito, se alguma coisa, para detê-las.

De acordo com Schillob, isso depende da teoria das cordas, que coloca o universo em quatro dimensões conhecidas – a combinação espaço-tempo de três dimensões espaciais mais a dimensão do tempo e outras dimensões muito pequenas para serem detectadas, exceto matematicamente.

Aí vem o que nos salva das misteriosas bolhas de nada – elas não se formarão no espaço-tempo quadridimensional, mas se formarão no pequeno espaço-tempo das multidimensões.

Nos modelos baseados nesse tipo de espaço-tempo, a probabilidade de uma bolha de nada destruir o universo é uma certeza virtual em um volume infinito de espaço – cuja existência os físicos debatem.

Embora isso ainda pareça muito ruim, Marjorie Schillob acha muito legal e adoraria realmente viajar fora de uma bolha de nada que esmaga o universo, porque ela teoriza que seria algo como o nascimento e a expansão inicial do universo.

Seria interessante descobrir em que condições um observador poderia ‘montar’ na bolha do nada e ver um universo semelhante ao em que vivemos. Como a bolha se expande, esse observador vê um universo em expansão, E isso poderia explicar a energia escura observada.

Você precisa amar esses físicos teóricos e seus sonhos.

Enquanto isso, parece que estamos a salvo das misteriosas bolhas de nada por um tempo.

Parabéns a Carly Minsky, do Vice, por condensar este artigo e teoria complicados em algo compreensível para alguém que estava mais animado por ter um novo nome em potencial para um álbum de rock.

(Fonte)


Entendeu? Não?

Seja como for, não é nada para se preocupar, pois isso provavelmente existe desde o início do Universo, e ainda estamos aqui.

E não esqueça: clique aqui para acessar nossa página principal, a qual é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia.

n3m3

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…

ATENÇÃO: Este site publica notícias que estão sendo disponibilizadas na Internet a respeito do fenômeno OVNI, bem como assuntos alternativos relevantes ao nosso planeta/Universo e à raça humana. Antes de criticar um artigo aqui publicado, entenda nossa missão clicando neste link.


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS E REGRAS:

[Devido a problemas técnicos, dispositivos móveis que acessam a versão amp (Accelerated Mobile Pages) do OVNI Hoje não terão acesso ao sistema de comentários Disqus. Neste caso, para acessar os comentários simplesmente acesse o site ovnihoje.com diretamente, e não por intermédio do sistema de procura. Estou trabalhando para tentar resolver esta questão.]

AVISO: Todos são bem-vindos a participar da área de comentários abaixo. Contudo, os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprios autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências ou conflitos por eles causados.

Também informamos que, a fim de não causar distrações e conflitos desnecessários, comentários, avatares e pseudônimos com viés político, seja de qual ideologia for, serão prontamente apagados quando encontrados pelos moderadores. O foco dos comentários deve ser mantido no assunto de cada artigo e somente desviado quando for pertinente ao tema do OVNI Hoje.

Assim, colabore com o bom andamento dos comentários, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando comentários fora do padrão como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.