A sonda Voyager 2 está de volta online após falha de energia

Tempo de leitura: < 1 min.

A sonda espacial de longa duração entrou em modo de proteção contra falhas na semana passada, depois de consumir inesperadamente muita energia.

A sonda Voyager 2 está de volta online após falha de energia
Concepção artística da sonda Voyager deixando a heliosfera. (NASA)

Atualmente situada a 28 bilhões de quilômetros da Terra, a Voyager 2 agora está tão distante que diagnosticar e reparar remotamente qualquer falha tornou-se um grande desafio. Sempre que um comando é emitido, são necessárias 34 horas para os engenheiros receberem uma resposta.

Essa foi a realidade enfrentada recentemente pela NASA, quando a sonda entrou no modo de proteção contra falhas, depois de inadvertidamente consumir muita energia devido a dois grandes sistemas em execução ao mesmo tempo.

A sonda é alimentada por geradores termoelétricos de radioisótopos, que estão lentamente se esgotando nas últimas décadas. Se a energia cair muito, a sonda não terá o suficiente para manter seus sistemas vitais funcionando, resultando em congelamento e quebra das linhas vitais de combustível.

Se isso acontecesser, não será mais possível se comunicar e a missão terminaria.

Felizmente, neste caso, os engenheiros da NASA conseguiram desligar com êxito o sistema que estava consumindo muita energia e os instrumentos científicos da sonda foram reativados.

Lançadas em 1977, a Voyager 1 e a Voyager 2 viajaram mais longe da Terra do que qualquer outro objeto feito pelo homem na história, e permanecem totalmente operacionais, apesar de 40 anos viajando pelo espaço.

Sua missão original de visitar os quatro planetas gigantes do gás foi possível graças a uma rara configuração planetária que acontece apenas uma vez a cada 175 anos – uma oportunidade que a NASA não podia perder.

O fato de ambas as sondas continuarem por tanto tempo não é nada mais do que notável.

(Fonte)


n3m3

Compartilhe este artigo com a galáxia!

_______

ATENÇÃO: Este site publica notícias que estão sendo disponibilizadas na Internet a respeito do fenômeno OVNI, bem como assuntos alternativos relevantes ao nosso planeta/Universo e à raça humana. Antes de criticar um artigo aqui publicado, entenda nossa missão clicando neste link.

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


_______

O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:


PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…

-------
-------

AVISO: Todos são bem-vindos a participar da área de comentários abaixo. Contudo, os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprios autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências ou conflitos por eles causados.

Também informamos que, a fim de não causar distrações e conflitos desnecessários, comentários, avatares e pseudônimos com viés político, seja de qual ideologia for, serão prontamente apagados quando encontrados pelos moderadores. O foco dos comentários deve ser mantido no assunto de cada artigo e somente desviado quando for pertinente ao tema do OVNI Hoje.

Assim, colabore com o bom andamento dos comentários, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando comentários fora do padrão como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.