China finalmente disponibiliza gigantesco radiotelescópio de “caça aos alienígenas”

Tempo de leitura: < 1 min.

No sábado (11), a China estreou oficialmente o gigantesco radiotelescópio de “caça aos alienígenas” que ela tem testado e depurado desde a conclusão de sua construção em 2016.

China finalmente disponibiliza gigantesco radiotelescópio de "caça aos alienígenas"

O Rádiotelescópio Esférico de Abertura de Quinhentos Metros (de sigla em inglês, FAST [Five-hundred-meter Aperture Spherical radio Telescope]) estabelece um novo recorde mundial para o maior radiotelescópio de prato único, com um diâmetro de meio quilômetro, segundo a agência de notícias estatal Xinhua. Agora que o telescópio está totalmente operacional e aberto aos pesquisadores de todo o mundo, os astrônomos poderão sondar mais cantos do universo do que nunca – e potencialmente descobrir sinais de vida extraterrestre.

Lançamento final

As autoridades chinesas deveriam ter dado a luz verde final à equipe FAST em outubro passado, depois que o telescópio completou uma rodada de testes em setembro, segundo a Nature News. Mas, embora não estivesse totalmente operacional, o FAST – conhecido informalmente como ‘Sky Eye‘ – ainda estava conduzindo pesquisas importantes.

Durante várias rodadas de testes, os cientistas do FAST descobriram 102 novos pulsares, informou o Xinhua. Isso é mais do que o número total descoberto no mesmo período por pesquisadores dos EUA e da Europa juntos.

O FAST é cerca de 2,5 vezes mais sensível que qualquer outro radiotelescópio do planeta, e espera-se que tenha quatro vezes o alcance do próximo maior prato, segundo o Xinhua.

Isso significa, potencialmente, que os astrônomos que usam o FAST poderão descobrir novos pulsares ou outros corpos celestes em extensões anteriormente inacessíveis do universo.

(Fonte)

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.