Equipe irá reavaliar a Grande Pirâmide de Gizé para confirmar câmara oculta

Tempo de leitura: 2 min.

Pesquisadores japoneses planejam bombardear a Grande Pirâmide de Gizé no Egito com raios cósmicos para confirmar se há uma misteriosa câmara interna que uma pesquisa anterior detectou.

Equipe irá reavaliar a Grande Pirâmide de Gizé para confirmar câmara oculta
 
A Grande Pirâmide de Gizé, Egito. (foto de arquivo Asahi Shimbun)

A equipe da Universidade de Kyushu espera chegar ao Egito em breve para escanear a estrutura maciça, construída por volta de 2500 a.C., a qual acreditava-se ser a tumba do faraó Quéops.

Sakuji Yoshimura, que lidera o projeto de pesquisa geral envolvendo outras universidades, disse:

A cavidade descoberta anteriormente é muito grande do ponto de vista arqueológico. Estamos muito interessados ​​em verificar os resultados.

Tadahiro Kin, professor associado de metrologia de radiação na Universidade de Kyushu, e outros pesquisadores irão escanear a pirâmide com um método chamado radiografia de múon, que é muito parecido com imagens de raios-X.

Múons são partículas subatômicas geradas quando prótons e outros raios cósmicos atingem a atmosfera. Uma área do tamanho da palma da mão de uma pessoa recebe um múon por segundo.

Embora os múons possam atravessar rochas de até 1 km de espessura, o número de múons que penetram nos objetos pode mudar dependendo da densidade e espessura.

A tecnologia permitirá à equipe de Kin medir a espessura dos blocos de pedra usados ​​para construir a pirâmide.

Um novo detector de múons operará por um mês dentro da Câmara da Rainha, localizada na parte inferior da estrutura gigante. Os dados acumulados serão combinados com os resultados de uma pesquisa por drones.

A pirâmide tem 139 metros de altura e uma base quadrada com cada lado medindo 230 metros. Sabe-se que existem algumas outras câmaras, como a Câmara do Rei e a Grande Galeria, mas os detalhes da construção interna continuam sendo um mistério.

Anteriormente, um grupo de pesquisa internacional, incluindo a Universidade de Nagoya e a Organização de Pesquisa em Aceleradores de Alta Energia, anunciou que havia encontrado uma cavidade desconhecida medindo mais de 30 metros de comprimento no centro da pirâmide, usando a tecnologia de múons.

A descoberta foi publicada na revista científica britânica Nature, em novembro de 2017.

Mas alguns pesquisadores no Egito são céticos em relação à alegação, e o governo egípcio pediu a Yoshimura, presidente da Universidade Internacional Higashi Nippon em Iwaki, província de Fukushima, para verificar as descobertas, já que ele está envolvido na pesquisa de pirâmides há muito tempo.

Além da Universidade de Kyushu, a Universidade de Tohoku, a Universidade de Tóquio e o Instituto de Tecnologia Chiba serão responsáveis ​​por outras partes do projeto de pesquisa sob Yoshimura.

O projeto deve terminar neste verão (inverno no hemisfério sul). As descobertas serão divulgadas por volta do outono (primavera no hemisfério sul).

(Fonte)


Mas o que o artigo acima não menciona, é que em novembro passado a equipe do projeto Scan Pyramids confirmou a existência da câmara, inclusive apontando à possibilidade de uma segunda câmara oculta existir.

A grande pirâmide ainda irá nos surpreender à medida que seus segredos são revelados… isto é, se a arqueologia tradicional permitir que as informações venham à tona.

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site.

Clique aqui para apoiar através do site Apoia.se, ou use o botão abaixo:


*Agora você também pode doar através de uma transferência PIX, clicando aqui, ou utilizando o QR Code abaixo:

(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.