Mars 2020 será lançado em 7 meses atrás de sinais de vida antiga em Marte

Tempo de leitura: 2 min.

A NASA confirmou que está quase concluindo o trabalho em seu próximo jipe robótico de exploração de Marte.

Mars 2020 será lançado em 7 meses atrás de sinais de vida antiga em Marte
Novo jipe-sonda Mars 2020. Credito da imagem: NASA/JPL-Caltech

Seguindo o jipe-sonda Curiosity da agência espacial, que circula na superfície de Marte desde 2012, o Mars 2020, ainda sem nome, é muito semelhante ao seu antecessor.

No entanto, por dentro, foi equipado com várias novas adições, incluindo um drone de helicóptero e novos instrumentos científicos projetados para procurar evidências de que Marte foi habitável em um passado distante.

O jipe-sonda também terá a tarefa de coletar amostras de solo e deixá-los em esconderijos especiais para que um futuro jipe-sonda venha e recupere como parte de uma ambiciosa missão de retorno de amostras.

Em fevereiro, o veículo espacial Mars 2020 será enviado ao Centro Espacial Kennedy da Flórida, onde será totalmente montado antes do lançamento da Estação da Força Aérea de Cabo Canaveral em julho.

Seu destino será a Cratera Jezero – lar de sedimentos primitivos que datam de 3,5 bilhões de anos.

Matt Wallace, vice-gerente de projetos do Mars 2020, disse:

O truque, porém, é que estamos procurando níveis vestigiais de produtos químicos de bilhões de anos atrás em Marte. Quando tivermos um conjunto suficiente, os colocaremos no chão, e outra missão, que esperamos lançar em 2026, chegará, pousará na superfície, coletará essas amostras e as colocará em um foguete, basicamente.

Mais recentemente, o jipe-sonda realizou uma série de testes de movimento rudimentares, projetados para garantir que todos os seus sistemas estejam funcionando corretamente.

O engenheiro de sistemas de mobilidade Rich Rieber informou:

O Mars 2020 ganhou sua carteira de motorista. O teste provou inequivocamente que o jipe-sonda pode operar com seu próprio peso e demonstrou muitas das funções de navegação autônoma pela primeira vez.

(Fonte)

Colaboração: Kaczmarczik


Duas coisas que acho muito estranho:

1. Por que a NASA não procura confirmar ou refutar de uma vez por todas a existência de vida microbiana em Marte, que teria sido descoberta na década de 70 pelas sondas Vikings? Vários cientistas insistem que os testes mostraram a existência dessa vida, mas a NASA fica dizendo que não. Seria muito simples dar um fim nesse debate com esse novo jipe-sonda. Só que agora a agência espacial proibiu mais testes desta natureza.

2. Por que a NASA não envia suas sondas para locais com característica “geológicas” muito mais intrigantes, como a região de Cydonia, onde alguns pesquisadores alegam haver uma enorme face humana voltada para o espaço, bem como outras edificações?

Seria muito simples dar um fim naquilo que a NASA diz serem somente teorias da conspiração. Ou será mesmo que seria simples assim?

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.