Marinha dos EUA divulga datas de três encontros com OVNIs oficialmente reconhecidos

Tempo de leitura: 3 min.


Em 11 de setembro passado, a Marinha dos EUA divulgou as datas de três encontros com OVNIs oficialmente reconhecidos, ou o que eles chamam de “fenômenos”.

Marinha dos EUA divulga datas de três encontros com OVNIs oficialmente reconhecidos

Em várias declarações recebidas exclusivamente pelo The Black Vault, a Marinha excitou os interessados ​​em OVNIs ao admitir oficialmente que os vídeos chamados “FLIR1“, “Gimbal” e “GoFast” eram, de fato, “Fenômenos Aéreos Não Identificados” ou FANIs (sigla em inglês UAPs). Agora, a Marinha ofereceu breves detalhes adicionais sobre os casos, alguns dos quais, eram anteriormente desconhecidos.

Os três vídeos mencionados foram levados a público originalmente pelo New York Times e pela To The Stars Academy (TTSA) a partir de dezembro de 2017.

Dois dos três vídeos, ‘FLIR1‘ e ‘Gimbal‘, foram publicados primeiro. Mais tarde, em março de 2018, o vídeo ‘GoFast‘ foi revelado no site da TTSA, mas ofereceu detalhes limitados.

A maioria das pessoas reconhece a sigla para ‘Objeto Voador Não Identificado’ ou OVNI, com muito mais facilidade do que UAP (sigla adotada pela Marinha dos EUA para Unidentified Aerial Phenomena/Fenômeno Aéreo Não Identificado). No entanto, a Marinha dos EUA aparentemente adotou essa sigla nos últimos anos.

Segundo Joseph Gradisher, porta-voz oficial do vice-chefe de operações navais para guerra de informação’:

A terminologia ‘Fenômenos aéreos não identificados” é usada porque fornece o descritor básico para avistamentos / observações de aeronaves / objetos não autorizados / não identificados que foram observados entrando / operando no espaço aéreo de vários intervalos de treinamento controlados por militares.

Quando perguntado sobre o que os três vídeos representavam, Gradisher declarou ao The Black Vault:

A Marinha não divulgou publicamente caracterizações ou descrições, nem divulgou nenhuma hipótese ou conclusão em relação aos objetos contidos nos vídeos mencionados.

Embora a Marinha não registre nenhuma conclusão que eles tenham tirado, Gradisher ofereceu um vislumbre de como eles caracterizam os vídeos, acrescentando:

A Marinha considera os fenômenos contidos / representados nesses três vídeos como não identificados ” (grifo nosso).

Também foi revelado que ‘FLIR1‘, ‘Gimbal‘ e ‘GoFast‘ não são os nomes oficiais usados ​​pelas forças armadas dos EUA para fazer referência a esses vídeos.

Gradisher disse:

Os identificadores oficiais da Marinha para os vídeos referenciados não correspondem aos nomes mencionados (FLIR1, Gimbal e GoFast) … a Marinha identifica esses vídeos pelas datas respectivas das observações / avistamentos.

A Marinha não ofereceu os números de designação exatos para os vídeos, mas revelou as datas dos três incidentes:

[As] datas são 14 de novembro de 2004 para “FLIR1”, 21 de janeiro de 2015 para ambos, “Gimbal” e “GoFast”.

O vídeo “FLIR1” foi gravado durante o que é conhecido como o “Incidente Tic-Tac” que ocorreu na costa de San Diego, e a data desse encontro já é conhecida há algum tempo. No entanto, as datas dos vídeos ‘Gimbal‘ e ‘GoFast‘ não eram conhecidas.

De acordo com o site da TTSA, “a data, o local e outras informações foram removidas pela autoridade de origem como parte do processo de aprovação da liberação”. Essa frase é usada literalmente nas páginas ‘Gimbal‘ e ‘GoFast‘.

Com esta nova revelação da Marinha, agora mostra os casos “Gimbal” e “GoFast” ocorridos no mesmo dia e, possivelmente, são dois aspectos do mesmo evento. A ideia foi divulgada por alguns pesquisadores de que os vídeos estavam relacionados, devido à análise crítica das exibições na tela e ao fato das vozes contidas nos vídeos parecerem semelhantes, mas o fato não foi oficialmente confirmado até agora.

Foi solicitado à Marinha detalhes mais específicos, como detalhes sobre o local em que os vídeos foram gravados, mas a resposta a essa linha de questionamento foi breve.

Gradisher respondeu:

Não forneceremos detalhes sobre relatórios individuais

E foi aí que as informações pararam de fluir nos três vídeos.

A notícia é uma surpresa para muitos pesquisando atualmente o andamento sobre esses casos de OVNIs. Embora a Marinha não faça comentários sobre detalhes específicos sobre o local ‘Gimbal‘ e ‘GoFast‘; um pesquisador acha que descobriu.

Cartaz do filme Nimitz Encounters. Crédito da imagem: Dave Beaty

De acordo com o cineasta Dave Beaty, que relançou o filme “Nimitz Encounters” sobre o “Incidente Tic-Tac” no início deste ano, outra peça do quebra-cabeça surgiu com essas declarações recentes.

Beaty disse:

O fato de sabermos agora as datas dos vídeos “Gimbal” e “GoFast” ajuda a montar mais uma peça do quebra-cabeça.

Os registros do convés do USS Normandy, o cruzador do USS Roosevelt Strike Group, mostram que ele estava em um local específico ao largo da costa da Flórida e da Geórgia. Especificamente, um pouco mais de 160 quilômetros a leste, equidistante entre Jacksonville e Savannah.

Este é o JAX OPAREA. O cruzador fica porta-aviões o tempo todo durante as operações. Portanto, agora não só sabemos a data, mas também a posição estimada do UAP (FANI/OVNI).

Embora muitas teorias tenham sido propostas sobre o que são esses encontros com OVNIs, alguns acreditam que eles possam ser simplesmente um produto de exercícios de treinamento mililtar dos EUA, utilizando drones ultra-secretos ou tecnologia relacionada.

Sem o conhecimento dos pilotos envolvidos, esses instrumentos secretos seriam utilizados em seu campo de visão, capturados em câmeras de infravermelho, e alguns membros das forças armadas podem não ter conhecimento com relação à tecnologia classificada secreta que podem estar testemunhando.

Embora isso pareça uma explicação plausível para esses encontros, essas novas declarações da Marinha que rotulam os casos como “fenômenos aéreos não identificados” estão dando um segundo palpite nessa teoria.

Beaty disse:

Acharia difícil acreditar que outro ramo, como a USAF (Força Aérea), realizasse testes secretos sem avisar a Marinha. Não está além da possibilidade, se o sigilo é primordial, mas acho que isso quebraria alguns protocolos de segurança.

Especulei que esses são os drones avançados mais novos que temos, mas agora estou reconsiderando isso mais uma vez.

(Fonte)


Depois de toda a informação já circulada aqui no OH, e todo o histórico de avistamentos e encontros com OVNIs acompanhando a raça humana desde sua aurora, posso dizer com certeza que esses objetos em questão não são drones secretos de nenhum país do mundo. Ainda não temos tal tecnologia e se qualquer país desse mundo a tivesse, sem exitar já a teria utilizado em conflitos bélicos.

Não sei porque é tão difícil assim para essas pessoas admitirem que pode haver algo além da realidade a nós imposta.

E não esqueça que na nossa página principal várias notícias são publicas todos os dias. Clique aqui para acessá-la.

n3m3

Compartilhe este artigo com a galáxia!

_______

ATENÇÃO: Este site publica notícias que estão sendo disponibilizadas na Internet a respeito do fenômeno OVNI, bem como assuntos alternativos relevantes ao nosso planeta/Universo e à raça humana. Antes de criticar um artigo aqui publicado, entenda nossa missão clicando neste link.

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)

_______

O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:


PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…

[Devido a problemas técnicos, dispositivos móveis que acessam a versão amp (Accelerated Mobile Pages) do OVNI Hoje não terão acesso ao sistema de comentários Disqus. Neste caso, para acessar os comentários simplesmente acesse o site ovnihoje.com diretamente, e não por intermédio do sistema de procura. Estou trabalhando para tentar resolver esta questão.]

-------
-------

AVISO: Todos são bem-vindos a participar da área de comentários abaixo. Contudo, os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprios autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências ou conflitos por eles causados.

Também informamos que, a fim de não causar distrações e conflitos desnecessários, comentários, avatares e pseudônimos com viés político, seja de qual ideologia for, serão prontamente apagados quando encontrados pelos moderadores. O foco dos comentários deve ser mantido no assunto de cada artigo e somente desviado quando for pertinente ao tema do OVNI Hoje.

Assim, colabore com o bom andamento dos comentários, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando comentários fora do padrão como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.