Alianças extraterrestres e o Programa Espacial Secreto da Força Aérea dos EUA

Tempo de leitura: 5 minutos


US Air Force Secret Space Program: Shifting Extraterrestrial Alliances & Space Forc é o quarto livro da série do Programa Espacial Secreto de Michael Salla. Um breve resumo deste livro é mostrado abaixo:

Atenção: Conteúdo da matéria sem comprovação de veracidade das alegações nele apresentadas, podendo contradizer a ciência atualmente aceita e as crenças gerais difundidas na humanidade.
Também vale lembrar que a sigla “OVNI” não significa necessariamente “nave alienígena”, mas simplesmente “Objeto Voador Não Identificado”, seja qual for sua origem – humana, natural ou extraterrestre.

Alianças extraterrestres e o Programa Espacial Secreto da Força Aérea dos EUA

O presidente Eisenhower e os nórdicos

Eisenhower era contra as armas nucleares, especialmente as armas termo-nucleares. Três dias antes de Eisenhower se tornar presidente, o presidente Truman aprovou a tecnologia de armas nucleares.

O presidente Eisenhower iniciou a iniciativa ‘Átomos pela Paz’, que foi rejeitada pelos russos. Finalmente, o presidente Eisenhower não teve outra opção a não ser ir junto com a Força Aérea dos EUA (USAF), Rand Corporation e Deep State (Estado Profundo) e continuar desenvolvendo bombas de hidrogênio.

 O Presidente Eisenhower foi informado sobre a presença contínua de seres extraterrestres nos EUA. As informações indicavam que não havia necessidade de preocupação: os ETs não tinham a intenção de causar ruptura naquele momento ou no futuro.

Eisenhower teve então um encontro cara a cara com extraterrestres nórdicos da Federação Galáctica.

Em 20 de fevereiro de 1954, no final da tarde, é dito que ele foi levado para a Base Aérea de Edwards. Sua desculpa para a viagem foi que ele teve que ter tratamento odontológico de emergência. Esta seria sua história quando perguntado no dia seguinte sobre onde ele esteve.

Primeiro, ele voou para a base da Força Aérea Norton, depois embarcou em um avião C-45 e seguiu para a Base Aérea de Edwards. A base foi desativada por 3 dias.

Charles L Suggs Senior, ex-comandante da Marinha dos EUA, participou da reunião com o presidente Eisenhower. Eles se encontraram e falaram com os nórdicos que tinham cabelos brancos, olhos azuis pálidos e lábios incolores. Eles disseram que vieram de outro sistema solar.

Um ex-piloto de testes e coronel da Força Aérea dos Estados Unidos confirmou que cinco naves alienígenas aterrissaram na base, duas em forma de charuto e três em forma de disco. Os alienígenas falavam inglês e queriam criar um programa de educação para o povo da Terra.

Outra versão deste encontro de William Cooper diz que grandes objetos estavam se movendo em direção à Terra, a princípio eles foram considerados asteroides, mas os objetos começaram a circular pelo equador, e disseram que eles eram um grupo diferente de extraterrestres que queriam estabelecer colônias na Terra.

Enquanto isso, os nórdicos contataram o governo dos EUA alertando-os sobre os extraterrestres circulando o equador. Eles queriam nos ajudar em um caminho espiritual.

A condição era desmantelar armas nucleares e eles se recusaram a compartilhar tecnologia que poderia ser usada para destruir outros. Eles disseram que estávamos em um caminho de autodestruição. Teríamos que parar de poluir a Terra e viver em harmonia uns com os outros.

O Presidente Eisenhower estava pronto para divulgar a verdade sobre os extraterrestres neste momento, bem como suas preocupações pessoais sobre armas nucleares. Isso causou uma divisão na Administração Eisenhower. Eisenhower foi parado pela USAF, National Security Establishment of the Deep State (Estabelecimento de Segurança Nacional do Estado Profundo [Oculto]).

Os EUA não queriam se livrar das armas nucleares, pois achavam que, com toda a atividade alienígena, necessitavam delas para a defesa da Terra.

Os nórdicos entenderam isso, mas não queriam que a Terra cometesse os mesmos erros que ocorridos anteriormente em nosso sistema solar. O planeta que uma vez ocupou o cinturão de asteroides (Maldek / Lucifer / Tiamat) foi destruído e a destruição deste planeta também causou a aniquilação de civilizações que viviam em Marte.

Finalmente, um acordo foi feito com a aliança alemã/draconiana, que não exigiu que o presidente Eisenhower abandonasse as armas termonucleares. Eles também concordaram em compartilhar tecnologia com os EUA.

Stargate – SG1

A série Stargate SG1 recebeu apoio da Força Aérea dos EUA durante seus 10 anos na TV. Os créditos reconheceram a cooperação com a Força Aérea dos Estados Unidos, o Comando Espacial dos EUA e o Departamento de Defesa.

A SG1 também teve acesso às instalações subterrâneas do Cheyenne Mountain Complex.

Dois Chefes do Estado Maior da Força Aérea apareceram na série, General Michael E Ryan e General John P Jumper.

Richard Dean Anderson, o produtor da série, recebeu um reconhecimento especial pela representação positiva da Força Aérea e da associação da Força Aérea.

Delatores afirmaram que a SG1 era parte da divulgação suave de um sistema de portal amplo em toda a galáxia. Corey Goode explica que existem sistemas de portais naturais e sistemas de portais da era atual, além de sistemas de portais antigos, construídos na Terra e deixados para trás por civilizações antigas.

Na série de TV, um cenário semelhante acontece quando a tripulação da SG1 viaja através de portais, conhecidos como portais estelares construídos por uma antiga raça de seres há milhares de anos.

Os portais são semelhantes aos stargates mostrados na série. Corey Goode também afirmou que os portais têm endereços numéricos, como eles têm no programa de TV. O da Terra termina em 606 e Marte termina em 605.

Corey Goode afirma que o Sol é um portal natural e naves espaciais o usam para entrar e sair do nosso sistema solar. Nosso Sol natural tem um filamento magnético ligado a todos os planetas do nosso sistema solar.

A galáxia é um campo de torção gigante. Ele explica que originalmente o sistema de buraco de minhoca foi desenvolvido pelos alemães com base na Antártica, com a ajuda de extraterrestres Reptilianos. Esses dois grupos também estabeleceram bases na Lua e em Marte.

Emery Smith disse que há várias dezenas de buracos de minhoca atravessáveis. Portais naturais e artificiais existem e se parecem com três lados de uma moldura vertical da porta.

Diz-se que o Iraque tem tecnologias de portal e selos cilíndricos que explicam como usar a tecnologia de portal.

Henry Deacon (vulgo Arthur Neumann) afirmou que portais foram descobertos no Iraque. A invasão do Iraque foi para encontrar tecnologias de portais antigas; não teve nada a ver com armas de destruição em massa ou qualquer outra razão fabricada.

Força Espacial

A Força Espacial abriu as portas para o presidente Trump fundar uma nova filial das forças armadas dos EUA.

Inicialmente, a USAF se juntará ao Comando Espacial e, por fim, à Marinha dos EUA. A Marinha dos EUA trabalhou em estreita colaboração com os extraterrestres nórdicos e a USAF trabalhou com os alemães antárticos e os reptilianos. Eles também trabalharam com grays, brancos altos e outros extraterrestres.

A USAF acreditava que esse era o grupo tecnologicamente mais avançado, mas descobriu que havia sido enganada pelos alemães antárticos e pelos reptilianos, e que eles só receberam tecnologia redundante.

Enquanto isso, a Marinha dos EUA avançou significativamente em seus programas e estava patrulhando todo o sistema solar; eles foram ajudados pelos nórdicos com seu programa espacial mais avançado.

Uma vez que a USAF descobriu isso, ela escolheu trabalhar com extraterrestres de aparência humana que estavam dispostos a ajudar em seu desenvolvimento com tecnologia espacial.

Os nórdicos intensificaram-se no passado para ajudar os mundos a se libertarem de influências corruptas como as dos reptilianos e draconianos alemães antárticos. A USAF está trabalhando agora de perto com o presidente Trump para eliminar o estado profundo através da criação da Força Espacial.

Havaí – Ameaça de Mísseis Balísticos

Em 13 de janeiro de 2018 às 8h07, uma ‘Ameaça de Mísseis Balísticos’ foi anunciada indo em direção ao Havaí. A mensagem foi enviada para a população e ela foi aconselhada a procurar abrigo imediato, pois aquilo não era um treinamento.

As pessoas fugiram para salvar suas vidas; 38 minutos depois, disseram-lhes que era um alarme falso. Alguém aparentemente tinha pressionado o botão errado.

A Agência de Gerenciamento de Emergências do Havaí informou que um treinamento estava marcado para o dia seguinte e que alguém confundiu o treinamento com uma emergência real.

Na realidade, um míssil havia sido lançado contra o Havaí e foi detectado no Oceano Pacífico, na costa do Havaí. O míssil foi interceptado e destruído por um submarino nuclear stealth.

Quem poderia ter abatido o míssil? Seria o programa espacial secreto dirigido pela Força Aérea dos EUA capaz de usar satélites de radiação e tecnologia de microondas, usando uma arma de energia dirigida de uma plataforma espacial? O Local de Vigilância Espacial de Maui poderia ter rastreado e ajudado a destruir o míssil balístico.

A Força Aérea dos EUA também poderia ter recebido ajuda de seus novos aliados, os nórdicos. OVNIs foram vistos e fotografados enquanto o incidente estava ocorrendo. A Marinha dos EUA não tinha a capacidade de abater o míssil, pois em testes recentes eles falharam em um cenário semelhante.

O presidente Trump pedira uma documentação que libertasse os Estados Unidos das garras de ferro do estado profundo; essa documentação foi realizada no Havaí. O estado profundo não entregaria a informação ao presidente Trump.

Sabia-se que, durante uma situação de emergência, houve uma transferência em massa de dados para o Pentágono. Teria este sido um ataque de bandeira falsa para obter as informações necessárias transferidas para a aliança de chapéu branco? Os arquivos incriminaram o estado profundo e a CIA. Ou teria esta sido uma tentativa do estado profundo de destruir a informação?

Isso também poderia ter sido um pretexto do estado profundo para causar uma terceira guerra mundial, culpando a Coréia do Norte pelo incidente.

Em síntese

O artigo acima aborda apenas algumas das revelações intrigantes do livro.

É uma leitura excelente e fascinante e tem muitas novas divulgações não mencionadas neste artigo, incluindo novas informações sobre Extraterrestres, Guerra Meteorológica, Projeto Rand, NASA, Q, Roswell e outras Recuperações OVNIs acidentados.

Muitas perguntas são respondidas neste livro, para quem quiser mais informações sobre OVNIs e a história dos programas espaciais secretos, é uma leitura obrigatória.

(Fonte)


Onde está a verdade? Seria tudo o que se lê acima uma fantasia? Há pitadas de verdade incluídas no texto, ou seria ele integralmente real?

Uma coisa é certa, algo estranho que ocorreu recentemente, e que foi dada uma desculpa muito esfarrapada pelo governo dos EUA, foi o caso do ataque de míssil contra o Havaí. Mesmo você não sendo um fã de teorias da conspiração, há de convir que foi algo muito estranho e mal explicado, ainda mais considerando-se que a equipe que trabalha com esses sistemas de alarme e emergência é altamente treinada, e um erro crasso como este seria algo muito difícil de ocorrer.

E, complementando, como curiosidade para nossos leitores, a autora do artigo acima, Julie Alexander, menciona ao final:

Percebi o que realmente estava acontecendo no mundo em 2013. Desde então, tenho tentado dar sentido a tudo e ajudar os outros ao longo do caminho.

Realmente há algo extraordinário ocorrendo o mundo, totalmente fora do “dia-a-dia” a nós imposto. Todos estão preocupados com suas ‘vidinhas’, enquanto as “máquinas” do bem e do mal trabalham para seus propósitos.

Enquanto nos preocupamos em fechar nossos meses financeiramente e segurar o fôlego até o final do próximo, há uma realidade totalmente alheia a isso tudo, que é muito maior do que se pode imaginar e crucial para o destino da humanidade.

Que a verdade venha à tona. Aliás, ela virá mais cedo ou mais tarde, pois ela sempre o faz, por mais que tentem abafá-la.

Como diz o velho ditado: “O tempo é o senhor da verdade”.

n3m3

Você pode ajudar na manutenção do OVNI Hoje. Clique aqui para saber mais.

ATENÇÃO: Este site publica notícias que estão sendo disponibilizadas na Internet a respeito do fenômeno OVNI, bem como assuntos alternativos relevantes ao nosso planeta/Universo e à raça humana. Antes de criticar um artigo aqui publicado, entenda nossa missão clicando neste link.



Participe dos comentários mais abaixo…