web analytics

O vídeo da autópsia de alienígena pode ser real

Tempo de leitura: 2 minutos

Há indicações de que o vídeo dito como falso da autópsia de alienígena que teria se acidentado em Roswell, na verdade, pode ser real.

O vídeo da autópsia de alienígena pode ser real
Video de autópsia alienígena pode ser real?

O vídeo em preto e branco granulado de 17 minutos que pareceu mostrar três patologistas do governo em macacões examinando e dissecando um cadáver alienígena pálido e barrigudo que teria sido encontrado no acidente de um OVNI/UFO em 1947 pode, na verdade, ser autêntico.

A ‘fita da autópsia alienígena’ foi lançada em 1995, depois que Ray Santilli afirmou ter recebido o vídeo em 1992 de um cinegrafista aposentado com os militares dos EUA. Ele acabou vendendo o vídeo para várias estações de televisão em 33 países diferentes. Foi somente quando outro cineasta chamado Spyros Melaris admitiu que os dois haviam falsificado o vídeo inteiro, que o mundo finalmente relaxou após muito medo e paranoia terem consumido o mundo quando eles acreditaram que uma autópsia estava sendo conduzida em um alienígena real.

No entanto, agora há uma nova reviravolta que indica que a filmagem era real. Um vazamento de 2001 foi enviado pelo físico Eric Davis para o bilionário aeroespacial Robert Bigelow, que alega que um ex-cientista da CIA chamado Kit Green foi “informado três vezes diferentes durante e após seu mandato na CIA sobre temas relevantes aos OVNIs e o Incidente Alienígena de Roswell”. Acredita-se que a informação vazada tenha se originado dos arquivos do falecido astronauta Edgar Mitchell.

Parte do memorando dizia:

Depois que Kit deixou a CIA, ele foi chamado ao Pentágono por uma pessoa de uniforme. Essa pessoa mostrou a Kit as fotos e relatórios de autópsias alienígenas, etc…

Foi quando, em 2001, Kit avaliou as informações e deu sua opinião profissional sobre o que ele havia sido informado. Aparentemente, a evidência que foi mostrada para Kit era do mesmo cadáver que foi visto no vídeo de 1995 de Santilli.

O resumo final da avaliação de Kit dizia:

O filme/vídeo da autópsia alienígena é real, o cadáver alienígena é real e o cadáver visto no filme/vídeo é o mesmo que as fotos que Kit viu no briefing do Pentágono de 1987/88.

Uma revelação ainda mais chocante é que Kit admitiu que recidos e órgãos alienígenas estavam sendo mantidos no Instituto Médico das Forças Armadas Walter Reed, localizado em Washington, DC.

Embora ainda haja muita especulação e confusão se o vídeo é de fato real, vários pesquisadores importantes de OVNIs/UFOs estão apoiando o filme, incluindo Linda Moulton Howe, Grant Cameron e Richard Dolan.

Linda Moulton Howe afirmou:

Essas palavras do Dr. Kit Green sobre a autenticidade do ser humano dissecado de seis dedos em cada mão e pé, após a recuperação de um acidente de OVNI de 1947, é a confirmação de que o vídeo do filme de Santilli é real”.

Um vídeo pode ser visto abaixo:

(Fonte)

Este site publica notícias que estão sendo disponibilizadas na Internet a respeito do fenômeno OVNI, bem como assuntos alternativos relevantes ao nosso planeta/Universo e à raça humana. Antes de criticar um artigo aqui publicado, entenda nossa missão clicando neste link.


Se o vídeo for realmente verdadeiro, por que Spyros Melaris teria dito que foi falsificado?

A única reposta é: Por pressão daqueles que estão no poder, para não causar pânico nos incautos humanos.

Porém, a comprovação de uma forma ou de outra só se dará com o desacobertamento total dos OVNIs/UFOs.

n3m3

Você pode ajudar na manutenção do OVNI Hoje. Clique aqui para saber mais.



ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprios autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado superior direito de cada comentário.

Obrigado.