web analytics

Encontro imediato do terceiro grau é reportado na Argentina

Tempo de leitura: 2 minutos
Encontro imediato do terceiro grau é reportado na Argentina

Foi com grande sigilo que pesquisadores do fenômeno OVNI na região empreenderam suas investigações em um caso que é, à primeira, vista muito marcante. De acordo com membros da Fundacion Argentina de Ovnilogia (FAO), há testemunhas que afirmam ter encontrado um humanoide nas primeiras horas da manhã desta última segunda-feira (21) entre Ensenada e Punta Lara.

Breaking News! Um encontro com um humanoide nas primeiras horas da manhã teve lugar entre a localidade de Ensenada e Punta Lara (Buenos Aires) com várias testemunhas. O caso está sob investigação.

Esta foi a breve mensagem divulgada na segunda-feira pelo renomado especialista Luis Burgos, que passou toda a sua vida liderando essas investigações.

Tendo contactado o site 0221.com.ar, o especialista limitou-se a reportar cautelosamente que a investigação está apenas a começar e que não há mais detalhes a fornecer, além da informação já fornecida.

Ele disse:

Temos que esperar, porque a pesquisa está apenas começando. Precisamos de tempo. É necessário fechar algumas brechas.

Além disso, Burgos levou o assunto a sério, alertando que as “testemunhas eram altamente confiáveis”.

No ano passado, este site (0221.com.br) já havia explicado uma de suas hipóteses para explicar a grande onda de OVNIs ocorrida naquela região durante o ano de 2018. Tudo isso resultou do evento de setembro passado em um campo vazio nos arredores de La Plata, quando a testemunha Cristian Yaon registrou o trânsito de uma nave estranha em plena luz do dia. Estamos lidando com a ‘Hipótese Decimal’, uma questão de grande prazer para os pesquisadores de OVNIs na cidade, corroborando sua previsão em 2017, de que haveria um grande aumento em casos de objetos voadores não identificados nos céus, que desencadeariam, por sua vez, inexplicáveis manifestações.

Na época foi alertado algo que acabou acontecendo em 2018:

Apesar do fato de que 2016 e 2017 foram muito, muito pobres em avistamentos, usando as duas grandes ondas [OVNI] de 1968 e 1978 sugeriria um impacto de OVNIs sobre a Argentina mais uma vez. Devemos estar atentos, porque uma nova onda traz consigo uma série de situações de todos os tipos no céu, na água e na terra.

Além disso, estatísticas sobre o fenômeno sugerem que toda vez que aparece um OVNI, todos os tipos de eventos acontecem: aparições, impressões misteriosas encontradas em campos, avistamentos de humanoides, fotos e filmes, misteriosas quedas do céu, explosões nas alturas, objetos submarinos. Em 2018, também encontramos mutilações de gado, que andam de mãos dadas com os relatórios dos discos. Por enquanto, nossa hipótese decimal permanece firme.

O que a hipótese afirma? Usando o banco de dados da FAO como suporte, ele se baseia em dois pontos básicos: primeiro, que uma parte considerável do fenômeno – entre 40 e 50% dos casos – retorna à cena dos eventos. Em segundo lugar, desses “repetidores”, uma parcela significativa ocorre em ciclos de dez anos. Por exemplo, um OVNI relatado em um determinado lugar em 1968 retornará ao local de observação em 1978, 1988, 1998 ou 2008. E foi o que aconteceu no ano passado. Agora, apenas 22 dias em 2019, o mistério apareceu mais uma vez.

O caso envolvendo um alegado encontro imediato do terceiro grau que está sendo estudado neste momento entre Ensenada e Punta Lara talvez possa estar relacionado a essa teoria, embora ainda seja cedo demais para tirar quaisquer conclusões.

(Fonte)


Por algum motivo, a região ao redor da capital argentina, Buenos Aires, é rica em avistamentos de OVNIs e casos relacionados. O que teria por lá que é de interesse daqueles que pilotam esses veículos?