Exoplaneta é encontrado orbitando estrela gêmea do nosso Sol

Tempo de leitura: < 1 min.
novo-planeta-messier-67
Esta ilustração artística mostra um dos três recém descobertos exoplanetas no agrupamento estelar Messier 67.
Credito: ESO/L. Calçada

Através do uso de um poderoso telescópio no Chile, cientistas encontram um exoplaneta (planeta fora de nosso sistema solar), o qual orbita uma estrela praticamente idêntica ao nosso sol.  Este conjunto de corpos celestes está localizado em um agrupamento de estrelas que fica a 2.500 anos luz da Terra.

A descoberta marca a primeira vez que cientistas descobrem um exoplaneta orbitando um gêmeo solar num agrupamento de estrelas, de acordo com autoridades do Observatório Europeu do Sul (European Southern Observatory – ESO).

Os cientistas usaram o telescópio HARPS, para descobrir o exoplaneta, o qual é um pouco menor do que Júpiter e leva 7 dias para completar a órbita ao redor de sua estrela. Esse estranho mundo, junto com outros dois exoplanetas também encontrados pelo HARPS, estão localizados no agrupamento estelar de aproximadamente 500 estrelas, conhecido como Messier 67.

No agrupamento estelar Messier 67, as estrelas têm aproximadamente a mesma idade e composição que o Sol“, disse Anna Brucalassi, o Instituto Max Planck para Física Extraterrestre, a qual lidera o novo estudo. “Isto o torna o perfeito laboratório para estudar como muitos planetas se formam num ambiente tão populoso, e se eles se formam pela maior parte ao redor de estrelas mais, ou menos massivas.

Os astrônomos do ESO também criaram um vídeo explanatório (em inglês) sobre este exoplaneta, bem como sobre dois outros mundos que foram descobertos no mesmo estudo.

De acordo com os astrônomos, todos os planetas deste sistema estão próximos demais de suas estrelas mãe para conter água no estado líquido.

Veja abaixo o vídeo elaborado pelos astrônomos:

n3m3

Fonte: www.space.com

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.