China dará início à procura por vida extraterrestre

Tempo de leitura: < 1 min.
A China está finalizando a construção do maior radiotelescópio do mundo. O FAST (Radiotelescópio Esférico, com Abertura de Quinhentos Metros)

De acordo com o site da Revista UFO, a corrida espacial empreendida com passos cada vez mais ambiciosos pelo país asiático não se resume somente as missões tripuladas, tais como a da Shenzhou 9, na qual viajaram em junho os astronautas Liu Wang, Jing Haipeng e Liu Yang, esta a primeira astronauta chinesa. Os três visitaram a estação espacial Tiangong 1 antes de retornarem com sucesso a Terra.

A China também está empenhada em explorações ao espaço profundo, conforme explicou em 21 de agosto o presidente da Sociedade Astronômica Chinesa e membro de sua Academia de Ciências, Su Dingqiang. Entre os planos que ele anunciou, estão missões para investigar buracos negros, matéria escura, e a busca por sinais de vida extraterrestre.

Um telescópio designado para captar raios-x será lançado entre 2014 e 2016, a fim de estudar buracos negros. Um explorador de matéria escura também está sendo construído para lançamento em 2015, e na Antártida a China tem um forte programa de observação astronômica. Seus cientistas acabaram de instalar o telescópio ATS3-1 (Telescópio de Pesquisa Antártico), o primeiro de três do tipo. O local escolhido foi o Dome Argus, situado na maior elevação do continente antártico.

Para ler o restante do artigo, favor acessar o site de origem: Revista UFO

n3m3

Fonte: Revista UFO

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.