Congressista (EUA): “Alguns OVNIs são de origem não humana”

Compartilhe com a galáxia!
Tempo de leitura: 4 min.

A deputada Anna Paulina Luna é membro do Comitê de Supervisão e Reforma da Câmara dos EUA, que tem investigado alegações sobre OVNIs e realizado audiências históricas com denunciantes militares.

Deputada Anna Paulina Luna em entrevista no The Grant Mitt Podcast. (Captura de vídeo)

Ela revelou ao The Grant Mitt Podcast esta semana que, após uma reunião confidencial com denunciantes da Força Aérea, ela “acredita absolutamente” que as aeronaves que eles e outros descreveram são “de origem não humana”.

Luna também afirmou que nessa mesma reunião ela passou por situações similares às visitas de “homens de preto”, primeiro por funcionários do Pentágono que tentaram cancelar a visita, e depois por agentes da CIA que estavam inexplicavelmente acompanhando sua reunião com o pessoal da Força Aérea.

Sua frase a respeito dos “homens de preto” referia-se à imagem da teoria da conspiração da cultura pop de agentes do governo em ternos pretos, enviados para manter as pessoas caladas sobre avistamentos de OVNIs.

Ela disse ao Mitterlehner:

“Sendo membros do Comitê de Supervisão, acompanhamos os denunciantes e também podemos conduzir as nossas próprias investigações.”

No curso de uma destas investigações, disse ela, Luna e dois outros representantes dos EUA foram à Base Aérea de Eglin, na região da Florida, onde se encontraram com um desses denunciantes.

Os outros dois representantes que acompanharam a visita foram Tim Burchett, do Tennessee, que também é membro do Comitê de Supervisão e Responsabilidade, e Matt Gaetz, da Flórida, que faz parte do Comitê de Serviços Armados da Câmara e do Comitê Judiciário da Câmara.

Ela saiu daquela visita com conclusões fortes:

“Posso dizer-lhe, com base nas minhas investigações, não num ambiente confidencial, que acredito absolutamente que existem coisas que são tecnologias avançadas que não são de origem humana”

A sua opinião é cada vez mais partilhada entre os legisladores e o público americano, à medida que uma série de divulgações e audiências de alto nível nos últimos anos tiraram os OVNIs do domínio da teoria da conspiração e colocaram-nos na arena do debate político.

Luna, Gaetz e outros pressionaram o Pentágono para desclassificar material relacionado aos OVNIs.

Os pilotos de Eglin compareceram ao gabinete do Representante Gaetz para dizer que a Força Aérea estava acobertando a atividade de OVNIs e que o Congresso precisava investigar o assunto.

Luz disse:

“Nós coordenamos a reunião. O Pentágono tentou inicialmente cancelar a primeira. Nós colocamos isso de volta nos livros. Aparecemos lá e entramos, e o comandante da base tentou basicamente nos dizer que não tínhamos autorização para investigar e falar com algumas das testemunhas.

Não se diz ao Congresso que não temos autorização, especialmente aos membros dos Serviços Armados, da Supervisão e do Judiciário da Câmara.”

Então ela discutiu com o comandante da base, disse Luna. E no meio da reunião ele tirou licença, “o que nunca acontece com uma delegação que vai para uma base militar“, ela acrescentou.

Também houve participantes na reunião que Luna tinha “quase certeza” de serem da Agência Central de Inteligência (CIA), uma ocorrência incomum.

Ela perguntou:

“Por que uma agência de inteligência precisaria estar presente em uma reunião para denunciantes?”

Luna também falou sobre a audiência no Congresso de julho de 2023, onde o denunciante David Grusch descreveu sob juramento como o governo dos EUA tem conhecimento dos OVNIs há quase um século e tem informado mal o público sobre eles.

Essa audiência, que se seguiu à visita de Luna a Eglin, continha informações que ela considerou “particularmente alarmantes”, devido às alegações de que pessoas podem ter sido assassinadas para manter em segredo a história do OVNI.

Mitterlehner perguntou a Luna:

-“Você recebeu informações confidenciais?”

Ela respondeu:

-“Sim, mas não posso falar sobre isso.”

Quando questionada se ela acreditava em alienígenas antes de se tornar membro do Congresso, Luna corrigiu o registro, ela disse:

“Eu não os chamaria de alienígenas. Gosto muito de como Grusch os chama: ele diz que são seres interdimensionais e é muito específico sobre isso.”

Ela esclareceu:

“…eles não são necessariamente uma entidade biológica de outro planeta, assim por dizer.”

O caso ao qual ela aludiu foi provavelmente aquele do ano passado, no qual Gaetz descreveu ter visto imagens de “um orbe“‘ pairando sobre o Golfo do México, movendo-se de uma forma que “não era de qualquer capacidade humana“.

Ele viu a filmagem durante uma visita à Base Aérea de Eglin, onde os pilotos da Força Aérea descreveram uma formação de aeronaves em diamante que viram no radar.

Ele disse, na época:

“Um dos pilotos vai verificar aquela formação de diamante e vê um grande e flutuante, o que só posso descrever como um orbe. Mais uma vez, como eu disse, não de qualquer capacidade humana que eu conheça.”

Luna falou, também, sobre a enorme mudança que o país tem passado nos últimos anos, longe do estigma que costumava ser associado a falar sobre seres extraterrestres ou OVNIs.

Ela contou:

“Quando eu estava estacionado na unidade da Guarda Aérea de Portland, há alguns anos, lembro que ocorreu um incidente, e os pilotos meio que voltaram e perguntei a um deles o que ele achava que era, e ele não conseguiu falar sobre isso. Ele não quis porque o estigma que os militares têm é que você é louco.

Mas estamos vendo isso, especialmente com a tecnologia que temos, até mesmo o seu iPhone, por exemplo, você pode gravar coisas e isso não será classificado [como secreto].”

Esperamos que mais pessoas se apresentem.”

Luna também observou como ela está animada com o impulso bipartidário por transparência sobre o assunto, o que torna irônico que outros funcionários ou escritórios do governo pareçam estar bloqueando os esforços dela e de seus colegas para saber o que está acontecendo com os OVNIs.

Ela disse:

“Se o Congresso está a redigir os projetos de lei para financiar estes programas, mas não temos acesso autorizado e supervisão, então isso não é necessariamente algo que acontece num país livre, certo? Então continuamos a pressionar.”

(Fonte)


…E não esqueça: Nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui para acessá-la.

ATENÇÃO: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

IMPORTANTE: Se puder, colabore para manter o OVNI Hoje no ar, pois cada doação, por menor que seja, é crucial para manter este espaço de informação e conhecimento disponível para todos os interessados. Ao utilizar o QR code do PIX abaixo ou a chave PIX “OVNIHoje” (sem aspas), você está desempenhando um papel fundamental na sustentação deste site.

Lembre-se que as doações não são apenas um ato de generosidade, mas também uma demonstração do seu compromisso em apoiar o compartilhamento de informações relevantes e o crescimento da comunidade interessada em assuntos tão fascinantes, possibilitando a continuação das pesquisas, análises e publicações que enriquecem nosso entendimento.

Seja parte deste movimento contínuo em prol do conhecimento. O OVNI Hoje e seus leitores agradecem sinceramente por seu apoio dedicado.

Agradecimentos aos colaboradores do mês: Edward Vaz Jr. ❤️ Silas Raposo ❤️ Danilo Tercariol ❤️

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS
(Mais abaixo…👇)

ATENÇÃO:


alienígenasAnna Paulina Lunadesacobertamento dos OVNIsEUAseres interdimensionais
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (0)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.