OVNIs em Malta: O que são eles?

Compartilhe com a galáxia!
Tempo de leitura: 4 min.

Por Mark Said (de Malta)
Com a nossa lista cada vez maior de grandes preocupações que vão desde as alterações climáticas, poluição, corrupção, terrorismo, restrições financeiras, imigração, múltiplas questões de saúde e segurança alimentar e hídrica, quem imaginaria por um momento alguém preocupado ou ponderando sobre as origens e a natureza de OVNIs?

Crédito da imagem ilustrativa: n3m3/leonardo.ai

Não sou ovniólogo e ainda não subscrevi quaisquer explicações continuamente produzidas por várias fontes oficiais e não oficiais de todo o mundo. Mas a maioria dos avistamentos são, sem dúvida, fatos, nomeadamente que objetos voadores não identificados foram verdadeiramente observados, independentemente da incapacidade de explicar as suas origens ou a sua natureza.

Todos nós já vimos, ouvimos ou lemos sobre OVNIs algumas vezes. Tivemos investigações que concluíram parcialmente que os avistamentos eram falsos, uma grande farsa, alterados ou simulados profissionalmente, imaginados, fruto de alucinações, ou, bem, simplesmente inexplicáveis ​​com o nosso conhecimento e racionalidade. O fenômeno OVNI começou em 1639, quando os puritanos foram os primeiros a registrar luzes estranhamente brilhantes e em movimento nos céus americanos. Ao longo dos anos, os avistamentos de OVNIs passaram de teorias de conspiração a sérias investigações governamentais fora dos EUA. Da Europa à China, da Rússia à Austrália, o interesse governamental nos OVNIs é muito real.

E Malta? Tivemos a nossa quota de avistamentos de OVNIs, e um dia a nossa soberania e segurança nacionais poderão estar em risco por causa deste fenômeno sem que tenhamos conhecimento.

Em 18 de junho de 1845, às 21h30, três misteriosos objetos brilhantes surgiram do mar ao largo de Malta, um fenômeno que alguns hoje considerariam um avistamento de OVNI.

No verão de 1947, ao largo da costa sul de Malta, pescadores testemunharam um objeto estranho, aparentemente tripulado, brilhando intensamente logo acima da superfície do mar, quando submergiu tão rapidamente quanto apareceu.

Em 24 de junho de 2007, vários objetos aéreos não identificados foram vistos voando em formação sobre a costa maltesa no final da noite.

Num dia de dezembro de 2009, um objeto desconhecido e em movimento lento foi avistado e filmado pairando sobre Siggiewi.

Num dia de abril de 2010, durante o dia, um objeto desconhecido foi filmado voando no céu de Malta. Imagens de satélite confirmaram isso.

Em 31 de agosto de 2011, em algum momento da manhã, luzes desconhecidas que desapareciam e apareciam foram registradas no céu acima de Ghajnsielem, em Gozo.

Em 11 de abril de 2012, às 12h, dois OVNIs foram capturados em filme pairando sobre o aeroporto. Depois de alguns minutos, eles começaram a descer ao chão, e então simplesmente desapareceram no ar.

23 de julho de 2012, 20h: Zfort Ertfay interrompeu rapidamente uma caminhada rápida na orla marítima de Qawra, em Malta, quando avistou um objeto voador não identificado pairando no horizonte e tirou fotos com seu celular. Ele não conseguiu entender o que era, exceto que era de formato triangular, escuro e voava em alta velocidade.

19 de março de 2013, 18h: Um policial afirmou ter capturado a imagem de um OVNI usando um telefone celular no dia 19 de março às 18h em Marsaxlokk. Assim como o que é comumente descrito como um objeto voador não identificado, o referido objeto capturado pela câmera do telefone parece ter formato oval e cor preta. A cena teria sido nas proximidades da chaminé da usina de Delimara.

Em 2 de abril de 2014, à noite, um OVNI de formato triangular pairando no céu noturno acima de Buġibba foi testemunhado por mais de uma pessoa.

Em 5 de agosto de 2014, em algum momento da tarde, um homem avistou um objeto voador em forma de anão de sua varanda em Birgu. O evento durou cerca de três minutos.

Em 11 de março de 2017, às 16h44, um objeto voador não identificado em forma de croissant foi capturado em filme sobre a área de Marsascala. Ele ficou pairando por cerca de 15 minutos e depois simplesmente desapareceu no mar.

28 de abril de 2020, 20h45: Uma série de luzes perfeitamente alinhadas pontilhou o céu logo acima de Żabbar por algum tempo.

Então, o que devemos fazer com esses avistamentos desconcertantes? Recentemente, descobri que o dia 2 de julho de cada ano é marcado como o Dia Mundial dos OVNIs. Agora pode ser um bom momento para começarmos a abordar seriamente o fato perturbador e revigorante de que podemos não estar sozinhos. Acredito que nós, e o nosso governo, precisamos encarar a possibilidade de que alguns dos estranhos objetos voadores vistos sobre o nosso país, que superam as melhores aeronaves do mundo e desafiam qualquer explicação, possam de fato ser visitantes de longe, e há muitas evidências para apoiar esses avistamentos de OVNIs.

Os encontros com OVNIs não são controláveis ​​nem repetíveis, o que torna o seu estudo extremamente desafiador. Mas o verdadeiro problema, na minha opinião, é que o tema OVNI é tabu, mesmo entre os mais altos escalões do nosso governo. Os OVNIs estão fora dos limites do estudo científico sério e da discussão racional, o que infelizmente deixa o tema no domínio de marginais e pseudocientistas, muitos dos quais enchem o campo com teorias da conspiração e especulações malucas. Entretanto, a nossa segurança nacional pode estar em risco.

A mídia amplifica o ceticismo ao publicar informações sobre OVNIs quando elas são emocionantes, mas sempre com um tom zombeteiro ou caprichoso e tranquilizando o público de que isso não pode ser verdade, mesmo diante de testemunhas e encontros credíveis. Qualquer coisa que entre em nosso espaço aéreo e não deveria estar lá é uma ameaça. Se estes fossem possivelmente jatos táticos de outro país que estavam por lá, seria um grande problema. Mas como parece um pouco diferente, ninguém está disposto a encarar o problema de frente. Ficamos felizes em simplesmente ignorar o fato de que eles estão por aí, nos observando todos os dias, e, sim, a verdade está lá fora.

Mas então, para além de toda a verdade sobre os OVNIs, talvez precisemos de alguma ameaça externa e universal para nos fazer reconhecer este vínculo comum da humanidade. Ocasionalmente penso na rapidez com que as nossas diferenças em todo o mundo desapareceriam se enfrentássemos uma ameaça alienígena de fora deste mundo.

(Fonte)


…E não esqueça: Nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui para acessá-la.

ATENÇÃO: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

IMPORTANTE: Se puder, colabore para manter o OVNI Hoje no ar, pois cada doação, por menor que seja, é crucial para manter este espaço de informação e conhecimento disponível para todos os interessados. Ao utilizar o QR code do PIX abaixo ou a chave PIX “OVNIHoje” (sem aspas), você está desempenhando um papel fundamental na sustentação deste site.

Lembre-se que as doações não são apenas um ato de generosidade, mas também uma demonstração do seu compromisso em apoiar o compartilhamento de informações relevantes e o crescimento da comunidade interessada em assuntos tão fascinantes, possibilitando a continuação das pesquisas, análises e publicações que enriquecem nosso entendimento.

Seja parte deste movimento contínuo em prol do conhecimento. O OVNI Hoje e seus leitores agradecem sinceramente por seu apoio dedicado.

Agradecimentos aos colaboradores do mês: Edward Vaz Jr. ❤️ Silas Raposo ❤️ Franklin Viana ❤️Leopoldo Della Rocca ❤️

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS
(Mais abaixo…👇)

ATENÇÃO:


MaltaOpiniãoOVNIsUAPUFOs
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (0)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.