Os alienígenas não estão aqui para se mostrar; nem são todos benevolentes

Compartilhe com a galáxia!
Tempo de leitura: 4 min.

Opinião por Noah Hradek

[Este artigo é publicado aqui para meramente cumprir a missão do OVNI Hoje, e este site não concorda nem discorda das afirmações contidas no mesmo.]

Crédito da imagem ilustrativa: n3m3/Bing/DALL-E

Tenho estudado o assunto OVNI desde que era adolescente. Comecei a ler livros quando criança, talvez por volta dos treze anos. Na faculdade, quase fui reprovado, em parte porque estava lendo documentos desclassificados sobre OVNIs sobrevoando o Irã e muitas outras nações, enquanto deveria estar cumprindo tarefas. Jatos de combate lutaram para perseguir esses objetos, que rapidamente desapareceram na noite. A toca do coelho ficou cada vez mais profunda e escura. Narrativas de abdução alienígena e depois sonhos de abdução alienígena. Comecei a ver OVNIs me seguindo com mais frequência também, induzindo uma espécie de histeria em mim. Ataques psíquicos e pesadelos diurnos muitas vezes vinham junto. A verdade muitas vezes não é o que queremos que seja, nem é necessariamente uma narrativa positiva que nos faz sentir bem.

Tudo mudou para mim quando ouvi a entrevista de Tom DeLonge no Fade to Black, uma entrevista obrigatória para qualquer pessoa interessada no assunto. Jacques Vallée repete o mesmo assunto em Messengers of Deception (Mensageiros da Enganação). Aqui está a verdade: não há nenhuma presença alienígena benevolente aqui para revelar a sua existência e salvar o nosso planeta das suas dificuldades. Se houvesse, eles já teriam nos salvado. Em todos os meus anos de pesquisa sobre incontáveis ​​livros de Richard Dolan e muitas entrevistas que ouvi, nunca houve tal coisa. Na melhor das hipóteses, existem alienígenas neutros aqui para negociar e, na pior das hipóteses, existem alienígenas que fazem experiências diretas conosco e nos controlam mentalmente. Honestamente, nesse caso, espero que estejamos todos loucos, porque assim a verdade não seria tão difícil. Os alienígenas neutros abrangem desde os brancos altos até os alienígenas semelhantes aos humanos, os negativos abrangem a gama dos grays aos reptilianos.

Ao ler qualquer literatura da renomada pesquisadora de abduções Karla Turner, ela está convencida de que nenhum desses fenômenos é positivo. Eles estão literalmente aqui pelas nossas almas. Embora eu não vá tão longe quanto as conclusões dela, elas não mostraram intenções nem um pouco benevolentes. As histórias mais positivas que li foram as de alienígenas neutros que estão aqui para fazer negócios, e também há alienígenas totalmente negativos abduzindo humanos e fazendo experiências com pessoas. Tratam a maioria de nós não melhor do que os animais é de certa forma irônico porque os humanos podem fazer muito em nome da ciência. Pode ser que tudo isso seja causado por problemas psicológicos, mas também pode ser real. Os céticos do fenômeno têm que lidar com milhares de anos de narrativas de abdução disfarçadas em diferentes formas, desde fadas até os modernos alienígenas grays e artigos bem escritos sobre habilidades anômalas de OVNIs. Alienígenas abduzindo humanos e fazendo sabe-se lá o quê.

Embora todos pensem que estão atrás do nosso DNA para consertar a sua espécie ou para nos ajudar na transição para alguma nova realidade, tem havido abduções em busca de material biológico, o objetivo de muitas abduções alienígenas parece ser induzir o medo. Na minha experiência, só há uma coisa que eles desejam: medo. Sejam quais forem, quem quer que sejam, parecem desejar e alimentar-se dos nossos medos. Eles são como dementadores ou antigos arcontes do antigo gnosticismo.

Isto não quer dizer que sejam todos maus, mas a minha experiência tem sido que não existem alienígenas bons, apenas neutros para aqueles que se alimentam das nossas almas. Cuidado com o conquistador que vem com presentes e boas novas. Seja lá o que forem, eles já existem há muito tempo. Desde os tempos bíblicos, quando Ezequial viu uma roda dentro de outra roda.

Considero a Lei do Um canalizada por Ra na década de 1970 como uma fonte legítima de informação e nunca declarou que Ra tinha qualquer intenção de divulgar a existência de vida extraterrestre. Ra afirma claramente que o planeta é controlado pelo chamado grupo Orion. A Terra está em quarentena de acordo com Ra e não parece que teremos o desacobertamento tão cedo.

No caso em que um complexo de memória social que é servo do Criador vê esta situação e tem uma ideia para a ajuda adequada que só pode ser feita entre os seus povos, o complexo de memória social que deseja este projeto apresenta-o ao Conselho de Saturno. Se for aprovado, a quarentena será suspensa.

Alguns desses “cruzados”, como Rá os chama, atormentam-nos e raptam-nos por razões próprias.

Eu sou Rá. O propósito deles é a conquista, ao contrário daqueles da Confederação que aguardam o chamado. O chamado grupo Orion faz um chamado para a conquista.

-Rá

Seja o que for que esteja acontecendo, de acordo com Rá, não é uma grande presença alienígena aqui para nos salvar de nós mesmos e nos ascender a alguma dimensão superior. Muitos destes alienígenas promulgam visões despovoacionistas e anti-humanas. Demonstram uma preocupação excessiva com o ambiente, mas não fazem nada a respeito, não nos fornecem a tecnologia de energia limpa de que necessitamos para ter um futuro limpo e florescente. A preocupação deles é qualquer que seja a sua agenda sinistra. Sim, as pessoas podem ser más, mas um alienígena de longe também não é necessariamente um santo. Isso me lembra dos alienígenas antes de sermos comidos em To Serve Man. Honestamente, a maior parte da literatura alienígena parece mais uma cena de O Destino de Júpiter do que alguma grande força alienígena aqui para nos salvar.

Esse filme continha a maior parte da literatura de abdução, a aliança gray-reptiliano-nórdica, segredo e abduções encobertas, controle mental e tudo isso no contexto de hoje. Não quero assustar ninguém, mas é a realidade.

Todos os alienígenas são ruins? Não, mas para muitos parecemos não ser melhores que forragem. Deveríamos ter um pouco de cuidado, como uma gazela consciente dos perigos do leão. Leia a literatura sobre abdução, por mais assustadora que seja: Karla Turner, David Jacobs e Linda Moulton Howe. Prepare-se e aprenda o máximo que puder, porque a verdade é selvagem e pode ser um pouco assustadora.

Não acho que todos os alienígenas estejam aqui para nos prejudicar, mas também não acho que estejam todos aqui para nos salvar ou mesmo revelar sua existência. Acho que é mais provável que seja uma mistura de múltiplas facções com agendas diferentes, algumas não tão boas.

Seja qual for a verdade, não tenha medo, mas esteja ciente do perigo e prepare-se.

(Fonte)


…E não esqueça: Nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui para acessá-la.

ATENÇÃO: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

IMPORTANTE: Se puder, colabore para manter o OVNI Hoje no ar, pois cada doação, por menor que seja, é crucial para manter este espaço de informação e conhecimento disponível para todos os interessados. Ao utilizar o QR code do PIX abaixo ou a chave PIX “OVNIHoje” (sem aspas), você está desempenhando um papel fundamental na sustentação deste site.

Lembre-se que as doações não são apenas um ato de generosidade, mas também uma demonstração do seu compromisso em apoiar o compartilhamento de informações relevantes e o crescimento da comunidade interessada em assuntos tão fascinantes, possibilitando a continuação das pesquisas, análises e publicações que enriquecem nosso entendimento.

Seja parte deste movimento contínuo em prol do conhecimento. O OVNI Hoje e seus leitores agradecem sinceramente por seu apoio dedicado.

Agradecimentos aos colaboradores do mês: Edward Vaz Jr. ❤️ Silas Raposo ❤️ Franklin Viana ❤️Leopoldo Della Rocca ❤️

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS
(Mais abaixo…👇)

ATENÇÃO:


agenda alienígenaalienígenashumanosOpinião
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (0)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.