Os extraterrestres veem os humanos como “recipientes de almas”?

COMPARTILHE COM A GALÁXIA:
Tempo de leitura: 5 min.

A origem da raça humana é talvez o mistério mais significativo que o mundo precisa desvendar. Na ciência dominante, a teoria da evolução é proposta para fornecer uma explicação para a história biológica humana. No entanto, poucas pessoas subscrevem a esta teoria, e pode haver muito mais nesta história que ainda não temos conhecimento.

Crédito da imagem ilustrativa: n3m3/Bing/DALL-E

No episódio número 2028 do podcast de Joe Rogan, as duas figuras populares atuais da ovnilogia, Jeremy Corbell e George Knapp, discutiram a possibilidade de que os humanos tenham sido geneticamente modificados por uma inteligência não humana para fins nefastos, e alguns indivíduos dentro do governo estão cientes disse. Knapp também menciona que conhece alguém de alto escalão que lhe disse que o conflito humano, especificamente a guerra, às vezes é intencionalmente planejado por uma inteligência não-humana malévola por meio da manipulação.

Durante o podcast, George Knapp discutiu sobre Bob Lazar e mencionou que Lazar foi informado enquanto trabalhava no “programa” que os humanos eram vistos pelos extraterrestres como “recipientes de almas”. Isto pode parecer bizarro e fictício para muitas pessoas; no entanto, Lazar pode ser visto dizendo exatamente a mesma coisa em suas entrevistas de 1989:

“Esses seres transmitiram informações sobre a capacidade de afetar o cérebro humano para anestesiar o corpo humano. Isto é feito sem qualquer contato físico de uma fonte remota. Para que essa anestesia seja realizada, o cérebro deve estar relaxado, semelhante ao necessário para a hipnose. Se o cérebro estiver sujeito a qualquer estimulação externa, como drogas estimulantes ou música alta, esta manipulação do sistema nervoso é ineficaz.

Esses seres diziam que o homem era o produto de uma evolução corrigida externamente. Disseram que o homem, como espécie, foi geneticamente alterado 65 vezes. Eles se referiam aos humanos como recipientes. No entanto, não sei do que somos recipientes. Como tenho certeza de que você já sabe, foi impossível para mim corroborar as informações da segunda seção. E, obviamente, se esta informação for verdadeira, as ramificações são de longo alcance e não é preciso ser um físico nuclear para descobrir isso.”

No podcast de Joe Rogan, Corbell fala a respeito de John Lear, que lhe disse que “os alienígenas nos veem como um vinho e nossos corpos são recipientes e nossas almas são seres amadurecidos como uma mercadoria”. Além disso, de acordo com outra teoria bizarra que foi abordada por investigadores como Linda M. Howe, David Icke, etc., estas inteligências não-humanas ou extraterrestres alimentam-se de almas humanas.

David Icke disse:

“É minha conclusão ao longo de muitos anos que a reencarnação é uma armadilha. Não é que não exista, embora eu não ache que seja exatamente o mesmo que está explicado, talvez seja um pouco mais sutil, mas acho que é uma armadilha.”

Linda Howe disse:

“A reciclagem da reencarnação das almas é a Máquina deste universo”.

Robert Allan Monroe (1915-1995) foi um executivo de radiodifusão de Indiana conhecido por sua pesquisa sobre consciência alterada e por fundar o Instituto Monroe. Seu livro de 1971, “Journeys Out of the Body”, popularizou o termo “experiência fora do corpo”.

Em 1958, Monroe sofreu uma série de acontecimentos bizarros, que o levaram a procurar aconselhamento médico, mas os médicos consideraram-no saudável. Ele decidiu dedicar sua vida ao estudo de estados alterados de consciência, eventualmente desenvolvendo a Sincronização Hemisférica (Hemi-Sync), uma tecnologia que usa batidas binaurais para harmonizar os hemisférios cerebrais.

O governo dos EUA interessou-se pelo trabalho de Monroe e convidou-o a juntar-se a um projecto secreto denominado Gateway Process, que visava utilizar as suas técnicas de visualização remota. Segundo arquivos desclassificados, este programa tinha como objetivo alterar a consciência, permitindo aos participantes acessar conhecimentos intuitivos e outras dimensões. (arquivo CIA)

Durante esses experimentos, os participantes sentaram-se no escuro usando fones de ouvido e relataram ter encontrado entidades interdimensionais. De acordo com Robert, os sujeitos frequentemente encontravam entidades interdimensionais. Na maioria das vezes, humanoides reptilianos foram testemunhados. Os espectadores se referiam às criaturas estranhas como “os jacarés” devido às suas características de crocodiliano. Curiosamente, Monroe já estava bastante familiarizado com a raça perturbadora. Durante inúmeras expedições, ele observou criaturas sáurias idênticas. Por mais de 35 anos, ele reuniu informações sobre esses seres surpreendentes.

Experimentos abriram portais para outras dimensões onde residem humanoides reptilianos.

Aqui está o que ele descobriu:

Durante milênios, a humanidade foi controlada e escravizada por vertebrados nefastos conhecidos como reptilianos, que operam dentro da 4ª dimensão, invisível para a maioria, mas para aqueles que conseguem perceber para além do nosso espectro limitado de luz visível. Estas entidades parasitas prosperam com a nossa força vital espiritual, referida como “loosh” por Monroe, e dependem de energia negativa e de baixa vibração para a sua sobrevivência. Vendo a Terra como uma vasta fazenda, eles colhem emoções humanas como medo, ódio, ansiedade, raiva e depressão. Com inteligência igual ou superior à dos humanos, esta esquiva raça semelhante a um lagarto considera-se superior e governante da humanidade.

Robert Monroe buscou empreendimentos transcendentais até falecer em 1995. Suas crenças nunca mudaram e ele frequentemente alertava sobre os sinistros vampiros espirituais. As experiências revolucionárias da Gateway continuaram ao longo da década de 1980.

Há o caso de uma mulher britânica chamada Samantha McDonald que alegou ter sido repetidamente abduzida por reptilianos desde o seu primeiro contacto na década de 1990, mas em cada abdução, a sua memória era apagada pelos seus abdutores. Em 2014, ela foi convidada para um talk show britânico chamado “This Morning”, onde revelou que havia duas espécies exóticas, os Grays e os Reptilianos, que trabalhavam juntos.

Ela disse que quando acordou havia marcas de agulhas, arranhões e hematomas em seu corpo.

Ela disse:

“Perguntei o que queriam comigo e eles disseram que vieram levar a mim e à minha família. O que eles procuravam era a minha energia e essência da alma. Não sei porque eles continuam voltando para mim. Acho que tem a ver com minhas energias, já que estou em cura e meditação.”

Ellis Silver, autor do livro “Humans are not from Earth: A Scientific Evaluation of the Evidence” (“Os Humanos Não São da Terra: Uma Avaliação Científica das Evidências”, em tradução livre), tem uma forte crença de que a vida na Terra foi desencadeada por alienígenas há milhares de anos.

Ele disse:

“A humanidade é supostamente a espécie mais desenvolvida do planeta, mas é surpreendentemente inadequada e mal equipada para o ambiente da Terra: prejudicada pela luz solar, uma forte aversão aos alimentos naturais, taxas ridiculamente altas de doenças crónicas, e muito mais.”

Ellis acredita firmemente que a Terra é uma espécie de prisão galáctica feita por alienígenas para ensinar uma lição de comportamento aos humanos. Da mesma forma, em 2019, membros do METI (Messaging Extraterrestrial Intelligence), uma organização de investigação sediada em São Francisco, reuniram-se em Paris e sugeriram que todos poderíamos estar a viver num jardim zoológico galáctico gerido por alienígenas.

Florence Raulin Cerceau, que é diretora do METI e também astrobióloga, explicou:

“Este quebra-cabeça de porque não detectamos vida extraterrestre tem sido discutido frequentemente… Mas no foco único deste workshop, muitas das palestras abordaram um explicação controversa sugerida pela primeira vez na década de 1970, chamada de ‘hipótese do zoológico’”.

O presidente do METI, Douglas Vakoch, opinou dizendo:

“Talvez extraterrestres estejam observando os humanos na Terra, da mesma forma que observamos os animais em um zoológico”.

O pesquisador do MIT, John Ball, apresentou a hipótese do zoológico em seu artigo de 1973. Ele escreveu:

“A vida inteligente extraterrestre pode ser quase onipresente. O aparente fracasso dessa vida em interagir conosco pode ser entendido em termos da hipótese de que eles nos colocaram de lado como parte de uma área selvagem ou de um zoológico.”

Mais tarde, ele escreveu em outro artigo de pesquisa:

“A Inteligência Extra Terrestre (IET) pode estar nos observando de maneira discreta, mas não se intrometendo.”

Além disso, o ex-agente especial de contra-espionagem do Exército dos EUA, defensor dos OVNIs e personalidade da mídia, Luis Elizondo, explicou seu raciocínio por trás da afirmação de que os mistérios dos OVNIs o tornaram “sombrio”. As suas ideias especulativas vêm directamente da ficção científica de meados do século XX, particularmente a chamada “hipótese do jardim zoológico” que apareceu numa série de histórias nessa altura, imaginando que a Terra era essencialmente um jardim zoológico gerido por alienígenas espaciais.

Ele disse:

“E se acontecer que existe outra espécie que está ainda mais acima nessa escala do que nós? Precisamos das instituições sociais que temos hoje, precisamos das organizações governamentais e religiosas que temos hoje, se descobrirmos que existe outra coisa ou alguém que é tecnologicamente mais avançado e, talvez de uma perspectiva evolutiva, mais avançada? Temos desperdiçado nosso tempo todo esse tempo? Ou estamos fazendo exatamente o que deveríamos fazer?

[E] se descobrirmos que a humanidade é na verdade apenas mais um animal no zoológico? Se antes nos víamos como tratadores do zoológico, talvez sejamos apenas mais uma exposição dentro do zoológico? O que isso significaria para nós?

Então, quando digo ‘sombrio’ ou ‘sério’, quero dizer que chegará um ponto nesta conversa em que teremos que nos reconciliar bastante com nós mesmos, seja lá o que isso signifique, seja qual for a formação filosófica que você tenha. Isso vai impactar cada um de nós. E eu acho que isso é importante. Encontramo-nos numa situação em que a história terá que ser reescrita? Então foi isso que eu quis dizer.”

(Fonte)


…E não esqueça: Nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui para acessá-la.

ATENÇÃO: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

IMPORTANTE: Se puder, colabore para manter o OVNI Hoje no ar, pois cada doação, por menor que seja, é crucial para manter este espaço de informação e conhecimento disponível para todos os interessados. Ao utilizar o QR code do PIX abaixo ou a chave PIX “OVNIHoje” (sem aspas), você está desempenhando um papel fundamental na sustentação deste site.

Lembre-se que as doações não são apenas um ato de generosidade, mas também uma demonstração do seu compromisso em apoiar o compartilhamento de informações relevantes e o crescimento da comunidade interessada em assuntos tão fascinantes, possibilitando a continuação das pesquisas, análises e publicações que enriquecem nosso entendimento.

Seja parte deste movimento contínuo em prol do conhecimento. O OVNI Hoje e seus leitores agradecem sinceramente por seu apoio dedicado.

Agradecimentos aos colaboradores do mês: Edward Vaz Jr. ||| Silas Raposo ||| Franklin Viana ||| Karin Gottert ||| Leopoldo Della Rocca

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS
(Mais abaixo…👇)

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta, portanto aja com responsabilidade.
  • O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com éticasempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!

COMPARTILHE COM A GALÁXIA:
alienígenasalmas humanasextraterrestreshumanidadereptilianos
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (0)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.