John Lear partiu para sua “próxima aventura”. Fará falta na ovnilogia

Tempo de leitura: 3 min.

A morte do aviador do estado de Nevada (EUA), John Lear, na noite de terça-feira causou ondas no mundo da aviação e nas teorias da conspiração. Lear era amplamente conhecido não só por suas afirmações sobre OVNIs e a Área 51, mas também por uma vida inteira de façanhas ousadas em tudo o que podia voar.

John Lear

Lear disse ao 8 News Now em entrevista de 2007:

“A maioria das pessoas pensa que sou absolutamente maluco e eu não me inporto com isso.”

Ele não se importava quando as pessoas atacavam suas histórias estranhas. Na verdade, ele se divertia com isso. Ele passou a ser conhecido como o “Padrinho das Conspirações”, mas qualquer um que fizesse um tour por sua “toca” sabia que havia muito mais em Lear do que histórias exageradas. Aquelas paredes eram um museu de sua vida, fotos com famosos e infames, de aviões que pilotara, lugares secretos e projetos que investigara. Arrependimento não era uma palavra que ele era conhecido por usar.

George Knapp: “Você faria novamente da mesma maneira.

John Lear: “Exatamente da mesma maneira.

Lear era filho de um homem mundialmente famoso. Seu pai, Bill Lear, criou o jato Lear e inventou o sistema de fita 8-Track. Determinado a trilhar seu próprio caminho, Lear mergulhou na aviação, tornando-se um piloto talentoso ainda jovem, eventualmente estabelecendo vários recordes mundiais em todos os tipos de aviões. Sua vida temerária teve um custo – ferimentos graves causados ​​por acidentes de avião aos quais ele não deveria ter sobrevivido.

Durante a era do Vietnã, ele voou em aviões de carga para a CIA e continuou a cortejar o perigo ao entrar e sair de outros pontos críticos. Seus contatos no mundo aeroespacial eram extensos, e Lear se interessou por aviões e projetos secretos. Nos anos 80, ele e alguns amigos começaram a demarcar bases obscuras no deserto de Nevada, lugares que mais tarde se tornaram mundialmente famosos.

Lear ajudou a KLAS-TV desvendar a história sobre a existência de um avião secreto invisível ao radar. Em meados dos anos 80, ele começou a ouvir histórias sobre um acobertamento de OVNIs e, não surpreendentemente, entrou com tudo, fazendo várias aparições na mídia para discutir suas ideias.

Lear disse:

“Sempre há algo acontecendo lá, algum projeto secreto acontecendo lá.”

Em março de 1989, ele acompanhou um pequeno grupo até os arredores da Área 51. Três noites seguidas de quarta-feira, eles observaram um disco brilhante erguer-se acima das montanhas sobre o Lago Papoose, um leito de lago seco.

Em 29 de março de 1989, Lear e amigos gravaram um vídeo desse objeto,um disco brilhante que surgiu de uma instalação que oficialmente não existia. Ironicamente, 29 de março foi a mesma data em que Lear morreu em sua casa em Las Vegas, embora muitos anos depois.

A pessoa que iniciou a excursão no deserto foi um cientista que alegou ter trabalhado em Papoose em discos voadores. Esse cientista foi entrevistado ao vivo na televisão em maio de 1989 na calçada de Lear, uma história que se espalhou pelo mundo.

Mais tarde naquele ano, a identidade do amigo de Lear foi divulgada. As alegações de Bob Lazar colocaram a Área 51 no mapa, inspiraram filmes, programas de TV e indústrias inteiras ao longo do que veio a ser conhecido como Rodovia Extraterrestre de Nevada.

Em seus últimos anos, a saúde de Lear piorou. Ele não podia mais voar, mas continuou a compartilhar histórias sobre conspirações cada vez mais ultrajantes, apreciando a indignação que elas geravam.

As histórias “malucas” não obscurecem o que foi uma vida incrível. No final, Lear achou que seria justificado.

Lear disse:

“Tudo o que posso dizer é que quando você descobrir a verdade daqui a um mês ou anos, você olhará para trás e dirá, meu Deus, o ‘filho da mãe’ estava certo.”

Lear instruiu sua filha a emitir esta mensagem após sua morte:

“Diga a eles que John Lear embarcou em sua próxima aventura.”


Declarações enviadas após a morte de John Lear

Bob Lazar:

“John foi um grande amigo por mais de 30 anos – se você teve a sorte de conhecê-lo, sabe que ele era uma pessoa inesquecível e única. Se ele não te fez pensar, ele certamente te fez sorrir. Eu realmente sentirei falta dele.”

Escritor de aviação Jim Goodall:

“John Lear entrou na minha vida pouco menos de meio século no início de 1973.

Uma das brincadeiras favoritas de John era fingir que ele estava furioso com você por algo que você não tinha conhecimento. Ele quase estaria espumando pela boca. Mas você tinha que observar seus olhos.

Se você detectasse aquele brilho de ‘John Lear’ em seus olhos, você sabia que ele estava apenas puxando sua perna. E quando pego, ele respondia com uma grande gargalhada.”

Gene Huff, amigo de Lear:

“Se você nunca foi entretido, educado ou surpreendido por John Lear, você nunca falou com ele! A ovnilogia nunca mais será a mesma sem ele.”

Jeremy Corbell, cineasta:

“John Lear era uma lenda tanto por suas realizações na aviação quanto por suas contribuições dinâmicas ao estudo do mistério dos OVNIs. Tudo o que estamos vendo se desenrolar hoje no campo dos OVNIs não teria sido possível sem John Lear. Ele era único.”

Nota:

A filha de John Lear disse que seu pai pediu que ela postasse essa mensagem em sua página do Facebook quando ele fosse para sua próxima vida.

“Os anjos podem cometer alguns erros, mas ele tentou não abusar desse privilégio.”

(Fonte)


Veja abaixo dois vídeos legendados pelo Canal João Marcelo. O primeiro é de um entrevista de 1988 com John Lear, conduzida por George Knapp. O segundo é um vídeo de 1989, onde ele fala sobre o acobertamento dos OVNIs.

Em ambos os vídeo Lear faz declarações impactantes:

Realmente, um personagem que agitou o mundo da ovnilogia, fazendo com que muitas pessoas sem o conhecimento do tema se interessassem por isso. Fará sim muita falta.

Veja abaixo um artigo interessante onde John Lear faz a declaração sensacional de que a Lua já tem mais de 250 mil habitantes:

Como costume dizer para meu pessoal aqui em casa: “Onde há fumaça, há fogo“.

n3m3

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!
Área 51John Learnota de falecimentoOVNI HojeovnilogiaOVNIsUFOs
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (0)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.