Grande avanço sobre a origem da vida: ambientes extraterrestres podem formá-la

Tempo de leitura: 3 min.
Crédito da imagem: depositphotos.com

Uma equipe de cientistas do Japão e dos Estados Unidos anunciou um avanço significativo na compreensão da origem da vida. Publicado no dia 7 passado na Nature Communications, os pesquisadores dizem que fizeram observações diretas de uma molécula-chave usada para construir outras moléculas orgânicas dentro de um meteorito. Se confirmada, a descoberta da molécula orgânica pré-biótica chamada hexametilenotetramina (HMT) validaria as teorias de que ambientes extraterrestres podem formar vida.

A presença confirmada de HMT em meteoritos pode contribuir significativamente para a compreensão da origem da vida na Terra e apoiar a ideia de que o universo está repleto de outros organismos biológicos.

A origem da vida foi um dos mistérios mais duradouros da humanidade.

Desde o final do século XVI, os estudiosos têm proposto muitas teorias diferentes para as origens da vida. Na década de 1980, a visão predominante foi um estágio hipotético na história evolutiva conhecido como Mundo do RNA.

A teoria do mundo do RNA propõe que as moléculas de RNA auto-replicantes são responsáveis ​​pela evolução do DNA e das proteínas. Como o RNA pode armazenar e replicar informações genéticas, as enzimas do RNA podem produzir reações químicas essenciais para a vida.

A teoria mundial do RNA e o surgimento de moléculas catalíticas autorreplicantes podem explicar as capacidades de identificação dos organismos vivos. No entanto, isso ainda não explica como a molécula protobiológica passou a existir ou como ela chegou à Terra.

Uma hipótese que tenta explicar a última pergunta sem resposta é a Panspermia. Em vez de explicar como a vida surgiu, a Panspermia examina a possibilidade de que a vida veio de outro lugar no universo. O princípio central da Panspermia é que meteoritos, vindo do espaço para a Terra, trouxeram microorganismos, semeando a Terra com os componentes biológicos necessários da vida.

Apoiando ainda mais a Panspermia, nos últimos anos, os cientistas descobriram um grande número de compostos orgânicos em meteoritos. No entanto, permanece a questão de como esses compostos foram formados pela primeira vez e como os processos químicos não biológicos podem se tornar componentes biológicos.

Com o anúncio, um grupo de cientistas liderado pelo Dr. Yahsurio Oba da Universidade de Hokkaido, no Japão, afirma ter feito um avanço significativo na resolução deste problema persistente.

No estudo publicado em 7 de dezembro, Oba e sua equipe afirmam ter detectado a presença de uma molécula orgânica pré-biótica que se acredita ser a chave para a formação de compostos orgânicos em ambientes interestelares. Os pesquisadores observaram a molécula chamada hexametilenotetramina (HMT) em três diferentes meteoritos ricos em carbono.

A presença de HMT em meteoritos apóia a teoria de que o composto estava presente em asteróides e meteoritos.

Um comunicado de imprensa emitido ontem pela Universidade de Hokkaido afirma:

“Ao confirmar a presença de HMT em meteoritos pela primeira vez, este trabalho apóia a hipótese de que o composto estava presente em asteroides, os corpos-mãe de muitos meteoritos.”

Os cientistas foram capazes de observar diretamente o HMT desenvolvendo um método para extrair o composto de meteoritos com degradação mínima. O estudo afirma que isso “permitiu que isolassem quantidades significativas de HMT e derivados de HMT dos meteoritos Murchison, Murray e Tagish Lake”.

O estudo observa que modelos experimentais mostraram que água, amônia e metanol darão origem a muitos compostos orgânicos quando expostos a condições comuns em um ambiente extraterrestre. O mais comum desses compostos é o HMT. Teoricamente, o HMT deve ser comum em materiais extraterrestres contendo água; entretanto, não foi detectado até agora.

Os cientistas também examinaram o papel que o HMT pode desempenhar na formação de aminoácidos em meteoritos; porém, eles não foram capazes de fazer quaisquer conclusões definitivas.

Uma teoria proposta pela equipe é que muitos asteroides poderiam ter sido aquecidos por colisões ou decadência de elementos radioativos no início da história do sistema solar. Alguns asteroides podem conter água líquida e estar quentes o suficiente para permitir a decomposição do HMT e fornecer os blocos de construção para as moléculas biológicas. Uma das moléculas biológicas que poderiam ter se formado são os aminoácidos.

Como observam os autores:

“Alguns tipos de aminoácidos são usados ​​pela vida para fazer proteínas, que são usadas para construir estruturas como cabelo e unhas, ou para acelerar e regular reações químicas”.

A descoberta de HMT em meteoritos certamente levará a experimentos futuros para entender a origem e formação química de compostos prebióticos em ambientes extraterrestres. Em última análise, os resultados desses estudos podem resultar em finalmente ser capaz de resolver o mistério de como a vida surgiu.

Com a presença de HMT em meteoritos provando que a vida pode evoluir no espaço interestelar, a probabilidade do Universo estar repleto de vida continua a aumentar dramaticamente. Considerando que essa descoberta surge em meio a um ressurgimento do interesse na exploração espacial, a humanidade continua a sentir que pode estar cada vez mais perto de resolver alguns dos maiores mistérios de nosso Universo.

(Fonte)


Somente considerando-se as probabilidades com base no número de planetas no Universo, pode-se dizer que a não existência de vida lá fora é que é a impossibilidade, e não o contrário.

n3m3

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!

origem da vidapanspermiavida extraterrestre
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (0)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.