Essas 5 empresas espaciais podem retornar os humanos à Lua antes da NASA

Compartilhe com a galáxia!
Tempo de leitura: 3 min.
Ouça este artigo...


Para preservar a posição dos Estados Unidos na corrida espacial do século XXI, o presidente Donald Trump quer que a NASA envie astronautas estadunidenses de volta à Lua até 2024.

Mas, temendo que a agência espacial não possa entregar a missão dentro do prazo apertado do presidente, um grupo de legisladores e veteranos da indústria espacial recentemente tiveram a ideia de oferecer um prêmio de US$ 2 bilhões para qualquer um que pudesse enviar humanos para a Lua primeiro.

Isso não é uma piada. Diferentemente de meio século atrás, quando os humanos andaram pela Lua pela primeira vez, uma safra de empresas espaciais financiadas pelo setor privado surgiu para representar um sério desafio para a NASA. Os empreendimentos espaciais fundados por bilionários da tecnologia, especialmente a Blue Origin, de Jeff Bezos, e SpaceX, de Elon Musk, por exemplo, estabeleceram metas ambiciosas para lançar missões lunares tripuladas nos próximos quatro anos.

Também há menos esforços públicos, abrangendo de iniciativas de participantes tradicionais da indústria até propostas conceituais de startups.

Aqui estão cinco empresas e organizações espaciais que podem realmente aterrissar humanos na Lua antes da NASA. Muitas delas têm parcerias com a NASA para ajudar a agência a alcançar sua missão lunar. Mas com o prêmio pendente que Washington está propondo, elas podem muito bem considerar ir por conta própria.

SpaceX: Starship

O chefe da SpaceX, Elon Musk, foi um dos primeiros empreendedores a propor um programa de turismo lunar para pessoas comuns. Em fevereiro de 2017, ele anunciou um plano para levar dois turistas espaciais em uma trajetória ao redor da Lua em 2023 e encontrou seu primeiro cliente, o magnata da moda japonesa Yusaku Maezawa, em setembro de 2018.

Espera-se que Maezawa complete a viagem em uma espaçonave, cujos protótipos estão prontos para testes neste outono.

Enquanto o plano original da SpaceX era levar as pessoas ao redor da Lua, Musk disse este ano que a Starship seria capaz de pousar na superfície da Lua também. Se tudo correr conforme o planejado, poderíamos esperar um programa de turismo lunar totalmente comercial da SpaceX em apenas três anos.

Blue Origem: Blue Moon Lander

A Blue Origin de Jeff Bezos era mais conhecida por seu projeto de turismo sub-orbital, mas em maio, a empresa revelou uma maquete de um módulo de pouso lunar, chamado “Blue Moon”, que estava em funcionamento há três anos.

Semelhante ao calendário da SpaceX, a Blue Moon espera fazer sua primeira aterrissagem lunar em 2023. Se for bem sucedida, uma missão tripulada será realizada.

Boeing, Lockheed Martin & Masten: Xeus Lander

Em 2006, a Boeing e a Lockheed Martin formaram um serviço de lançamento espacial chamado United Launch Alliance (ULA) para lançar satélites de vários tipos (clima, comunicação, segurança nacional, etc.) para o governo dos EUA.

Em 2015, a joint venture tornou-se parceira da Masten Space Systems, especializada em tecnologia de pouso vertical, para desenvolver um módulo lunar chamado Xeus que pode transportar até 10 toneladas de carga útil.

O projeto foi arquivado em julho de 2018, quando a ULA priorizava outros projetos internos, incluindo um novo lançador.

Bigelow Aerospace

A Bigelow Aerospace é uma empresa de tecnologia espacial fundada pelo magnata do hotel de Las Vegas, Bob Bigelow, em 1999.

O produto exclusivo da Bigelow, um módulo inflável, é usado atualmente na Estação Espacial Internacional da NASA. A empresa também está desenvolvendo uma base inflável para a Lua, feita com a mesma tecnologia.

Agência Espacial Européia – ESA

A contraparte européia da NASA também pode ter uma chance na nova corrida lunar, embora possa não ser elegível para os US $ 2 bilhões do concurso.

A ESA recentemente apresentou um plano para construir uma base lunar usando impressão 3D. O projeto envolve a criação de uma estrutura em forma de cúpula e, em seguida, cobrindo-a com uma camada de regolito lunar impresso em 3D (por robôs) para proteger os ocupantes da radiação espacial e dos micrometeoróides.

(Fonte)


Alguém aqui quer apostar quem vai chegar lá primeiro? Será que a NASA vai conseguir esse feito antes das outras empresas?

Se eu tivesse que apostar, diria que a NASA vai conseguir primeiro, pois o orgulho da agência espacial – e consequentemente do governo dos EUA – será ferido se outra entidade enviar humanos para Lua antes dela. (Mas posso estar errado.)

E você, o que acha?

…E não esqueça: Nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

ATENÇÃO: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

IMPORTANTE: Se puder, colabore para manter o OVNI Hoje no ar. Cada doação, por menor que seja, é crucial para manter este espaço de informação e conhecimento disponível para todos os interessados. Ao utilizar o QR code do PIX abaixo ou a chave PIX “OVNIHoje” (sem aspas), você está desempenhando um papel fundamental na sustentação deste site.

As doações não são apenas um ato de generosidade, mas também uma demonstração do seu compromisso em apoiar o compartilhamento de informações relevantes e o crescimento da comunidade interessada em assuntos tão fascinantes, possibilitando a continuação das pesquisas, análises e publicações que enriquecem nosso entendimento.

Seja parte deste movimento contínuo em prol do conhecimento. O OVNI Hoje e seus leitores agradecem sinceramente por seu apoio dedicado.

Agradecimentos aos colaboradores do mês!

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS
(Mais abaixo…👇)

ATENÇÃO:

Blue OriginESAhumanos na LuaLuaNASASpaceX
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (0)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.