web analytics

Geólogo: “Estes rastros são de veículos de 14 milhões de anos atrás”

Compartilhe com a galáxia!
Tempo de leitura: 3 min.
Ouça este artigo...

Segundo declarações de um geólogo russo, os rastros vistos nas fotos abaixo foram feitos por veículos que pertenciam à uma civilização antiga avançada, a qual habitou o nosso planeta há 14 milhões de anos.

01_Dr_Alexander_Koltypin_rastros de veículos 1

Todos sabemos que vários textos religiosos falam de gigantes que viviam na Terra no passado distante.

Embora os especialistas em campos diferentes possuam opiniões distintas sobre esta possibilidade, há outros que acreditam que os gigantes antigos existiram e que hoje ainda podemos encontrar vários traços de sua existência.

O geólogo Alexander Koltypin acredita que estas marcas misteriosas, as quais se estendem ao longo do Vale Phrygian, no centro da Turquia, foram feitas por uma raça inteligente há cerca de 12 ou 14 milhões de anos.

O geólogo disse:

Podemos presumir que veículos antigos, com rodas, passaram por sobre um solo macio, talvez uma superfície molhada. Devido ao grande peso desses veículos, eles deixaram para trás valetas profundas, as quais finalmente petrificaram e se tornaram evidência.

Geólogos estão familiarizados com tais fenômenos, pois eles têm encontrado pegadas petrificadas de dinossauros, as quais foram preservadas da mesma forma.

Junto com três colegas, o Dr. Koltypin, diretor do Centro de Pesquisas Científicas de Ciências Naturais, na Universidade Internacional Independente Ecológica-Política, viajou ao sítio arqueológico em Anatolia, na Turquia, onde estas marcas podem ser encontradas.

Ao retornar de sua viagem, ele descreveu o que observou como sendo “trilhas petrificadas em rocha tufácea [constituída de depósitos de cinza vulcânica compactada]”.

Geólogo: "Estes rastros são de veículos de 14 milhões de anos atrás"

O Dr. Koltypin disse:

“Todas estas áreas rochosas estavam cobertas com trilhas deixadas há alguns milhões de anos… não estamos falando de seres humanos. Estamos lidando aqui com algum tipo de carros ou veículos para todos os terrenos. Os pares de rastros se cruzam uma vez ou outra, e alguns são mais profundos do que outros.”

O Dr. Koltypin é um dos poucos especialistas que realmente acredita que a ciência precisa mudar sua abordagem sobre diferentes assuntos.  Ele acredita que há muitos arqueólogos que evitam tocar neste assunto, já que isso iria arruinar toda a teoria clássica.

O Dr. Koltypin disse:

“Como geólogo, posso certamente dizer a você que veículos multi-terreno antidiluvianos e desconhecidos eram usados no Centro da Turquia, há alguns 12 a 14 milhões de anos. Penso que estamos vendo sinais de civilizações que existiram antes da criação do mundo clássico. Talvez criaturas daquela pré-civilização não eram como os humanos modernos.”

03_Dr_Alexander_Koltypin_rastros de veículos 2

De acordo com o Dr. Koltypin e muitos outros arqueólogos especialistas que optaram por uma nova forma de pensar, estes “rastros de automóveis” antigos são uma das evidências melhores preservadas que sem dúvida provam a existência de civilizações antigas altamente avançadas, as quais habitaram o nosso planeta no passado distante.

Muitos pesquisadores acreditam que há várias evidência que apontam em direção da existência de civilizações antigas altamente avançadas, as quais existiram na Terra há milhões de anos.

O Dr. Koltypin disse:

“Não havia nenhum sistema compreensível para [explicar] os rastros, mas a distância entre cada par é a mesma. A profundidade máxima de uma valeta é de aproximadamente um metro. Nos lados das valetas podem haver arranhões horizontais que parecem ter sido deixados pelas pontas dos eixos de rodas antigas.  Encontramos muitas valetas com tais arranhões.”

Geólogo: "Estes rastros são de veículos de 14 milhões de anos atrás"
Arranhões nas laterais dos rastros deixados por possíveis rodas

Será que o Dr. Koltypin está correto?  E será possível que os cientistas tradicionais têm ignorado estas gigantescas evidências, na esperança de preservar seus métodos e formas de pensar?

Estariam estes cientistas receosos de adotar uma nova abordagem para a história antiga?

Muitos acreditam que com a abordagem clássica, a ciência está se tornando menos objetiva.

(Fonte)


…E não esqueça: Nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui para acessá-la.

ATENÇÃO: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

IMPORTANTE: Se puder, colabore para manter o OVNI Hoje no ar, pois cada doação, por menor que seja, é crucial para manter este espaço de informação e conhecimento disponível para todos os interessados. Ao utilizar o QR code do PIX abaixo ou a chave PIX “OVNIHoje” (sem aspas), você está desempenhando um papel fundamental na sustentação deste site.

Lembre-se que as doações não são apenas um ato de generosidade, mas também uma demonstração do seu compromisso em apoiar o compartilhamento de informações relevantes e o crescimento da comunidade interessada em assuntos tão fascinantes, possibilitando a continuação das pesquisas, análises e publicações que enriquecem nosso entendimento.

Seja parte deste movimento contínuo em prol do conhecimento. O OVNI Hoje e seus leitores agradecem sinceramente por seu apoio dedicado.

Agradecimentos aos colaboradores do mês: Edward Vaz Jr. ❤️ Silas Raposo ❤️ Leopoldo Della Rocca ❤️ Egídia L dos Santos ❤️

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS
(Mais abaixo…👇)

ATENÇÃO:


Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!!!

Caro leitor, a existência do OVNI Hoje depende dos anúncios apresentados aqui. Por favor, apoie o OVNI Hoje e desabilite seu bloqueador de anúncios para este site. Obrigado!

hit counter code