web analytics

Repórter investigativo expõe manobra do Pentágono para ocultar os OVNIs

Compartilhe com a galáxia!
Tempo de leitura: 2 min.
Ouça este artigo...

Numa narrativa em evolução que entrelaça o sigilo governamental com a integridade jornalística, a abordagem do Pentágono para disseminar informações sobre os OVNIs gerou desconfianças.

Repórter investigativo expõe manobra do Pentágono para ocultar os OVNIs
Ross Coulthart alerta sobre manobra do Pentágono para restringir as informações sobre os OVNIs.

No centro deste discurso está Ross Coulthart, um experiente repórter investigativo e correspondente especial da NewsNation, que expressou preocupações sobre o que considera serem os esforços do Pentágono para orientar a conversa sobre OVNIs através de uma estratégia de reuniões informativas seletivas.

A análise do repórter aponta para uma escolha deliberada do Pentágono de convidar um grupo restrito de jornalistas para participar de reuniões informativas sobre OVNIs, decisão que, segundo ele, visa fazer a curadoria da narrativa que chega ao público. Este método de disseminação de informação, argumenta Coulthart, afasta efetivamente os repórteres que são conhecidos pelas suas investigações e pela sua recusa em fugir a questões difíceis. A implicação é que, ao controlar a presença dos meios de comunicação social nestas reuniões, o Pentágono pode garantir que a narrativa permaneça favorável ou, pelo menos, não conflituosa.

O pano de fundo da crítica de Coulthart é seu próprio trabalho pioneiro no domínio dos relatórios sobre OVNIs. Foram as entrevistas do repórter com denunciantes e os seus esforços investigativos que catalisaram uma discussão pública mais ampla sobre os OVNIs, levando em última análise a audiências no Congresso e à introdução de legislação destinada a aumentar a transparência em relação aos OVNIs. Apesar desta contribuição significativa, a NewsNation viu-se excluída de uma recente reunião informativa do Pentágono sobre o assunto, uma medida que Coulthart e outros consideram um desprezo que diz muito sobre o desejo do Pentágono de controlar o fluxo de informação.

As preocupações de Coulthart vão além do domínio das queixas pessoais. Ele vê a estratégia de reuniões informativas seletivas do Pentágono como sintomática de uma questão mais ampla – uma tentativa de reprimir a curiosidade e o ceticismo públicos através da manipulação dos meios de comunicação social. Isto, alerta ele, poderá ter o efeito oposto, alimentando a suspeita e a desconfiança do público em relação ao Departamento de Defesa e à comunidade de inteligência em geral. O cerne da crítica do repórter reside na crença de que a transparência e o diálogo aberto são fundamentais, especialmente em questões de interesse público significativo, como os OVNIs.

Pelas lentes de Coulthart, a abordagem do Pentágono não é apenas sobre OVNIs; trata-se dos princípios mais amplos de responsabilidade, transparência e do direito do público de saber. A sua experiência sublinha os desafios que os jornalistas enfrentam para romper o véu do segredo governamental, lembrando-nos do papel vital que o jornalismo de investigação desempenha numa democracia saudável. À medida que a conversa sobre os OVNIs continua a evoluir, a voz de Coulthart serve como um lembrete crítico da necessidade de vigilância na busca da verdade, encorajando tanto o público como a imprensa a questionar, explorar e exigir transparência em todos os assuntos de interesse nacional.

(Fonte)

Colaboração: MaryH


Agradecimentos aos colaboradores do mês: Edward Vaz Jr. ❤️ Silas Raposo ❤️ Leopoldo Della Rocca ❤️ Egídia L dos Santos ❤️

Muito obrigado!

Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!!!

Caro leitor, a existência do OVNI Hoje depende dos anúncios apresentados aqui. Por favor, apoie o OVNI Hoje e desabilite seu bloqueador de anúncios para este site. Obrigado!

hit counter code