web analytics

Missão lunar do Japão pode ter pistas sobre as origens da Lua

Compartilhe com a galáxia!
Tempo de leitura: 2 min.

A Lua tem fascinado a humanidade há milhares de anos. Não é exatamente fácil ignorar o objeto mais brilhante do céu noturno.

Missão lunar do Japão pode ter pistas sobre as origens da Lua
Módulo lunar japonesa havia pousado de cabeça para baixo. Crédito: JAXA

À medida que as ideias humanas e mais tarde a compreensão científica evoluíram, surgiram teorias sobre a origem exata da Lua. Algumas delas dizem que a Lua se formou a partir da Terra quando colidiu com outro planeta há milhões de anos. Outras teorias sugerem que a Lua era um corpo celeste independente que mais tarde foi atraído para o campo gravitacional da Terra e se tornou seu satélite.

Agora, a Agência Japonesa de Exploração Aeroespacial (JAXA) espera ter algumas pistas.

O módulo de pouso Smart Lander for Investigating Moon (SLIM) da JAXA está na superfície lunar neste momento e realiza importantes observações científicas. A Associated Press (AP) citou Shinichiro Sakai da JAXA, que disse que o SLIM tem usado sua câmera espectral multibanda para estudar a composição das rochas na superfície lunar.

O Japão se tornou a quinta nação a pousar na superfície lunar com um pouso de precisão do SLIM em 22 de janeiro. A missão sofreu um soluço de última hora quando o módulo de pouso pousou com o lado errado para cima devido a uma falha de última hora. Após o período inicial em que o módulo de pouso não gerou energia, ele finalmente conseguiu e começou a funcionar.

Shinichiro Sakai, disse:

“Durante quatro dias, o Smart Lander for Investigating Moon, ou SLIM – que pousou na Lua no mês passado – usou sua câmera espectral multibanda para estudar a composição das rochas e trabalhou no exame das rochas lunares.

Esperamos que a análise das rochas nos leve à origem da Lua.

Ao compararmos as composições minerais das rochas lunares e da Terra, eles poderiam descobrir se as rochas têm elementos comuns.”

Atualmente, o SLIM está ‘hibernando’ na noite lunar. Vai durar até o final de fevereiro. É provável que o módulo de pouso seja ativado assim que a luz solar atingir a região onde pousou. Mas ele tem o desafio de sobreviver às temperaturas ultrabaixas da noite lunar até então.

(Fonte)

Colaboração: mario charles souza frossard


…E não esqueça: Nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui para acessá-la.

ATENÇÃO: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

IMPORTANTE: Se puder, colabore para manter o OVNI Hoje no ar, pois cada doação, por menor que seja, é crucial para manter este espaço de informação e conhecimento disponível para todos os interessados. Ao utilizar o QR code do PIX abaixo ou a chave PIX “OVNIHoje” (sem aspas), você está desempenhando um papel fundamental na sustentação deste site.

Lembre-se que as doações não são apenas um ato de generosidade, mas também uma demonstração do seu compromisso em apoiar o compartilhamento de informações relevantes e o crescimento da comunidade interessada em assuntos tão fascinantes, possibilitando a continuação das pesquisas, análises e publicações que enriquecem nosso entendimento.

Seja parte deste movimento contínuo em prol do conhecimento. O OVNI Hoje e seus leitores agradecem sinceramente por seu apoio dedicado.

Agradecimentos aos colaboradores do mês: Edward Vaz Jr. ❤️ Silas Raposo ❤️ Franklin Viana ❤️Leopoldo Della Rocca ❤️ Jessica Luana de Souza ❤️

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS
(Mais abaixo…👇)

ATENÇÃO:


Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!!!

Caro leitor, a existência do OVNI Hoje depende dos anúncios apresentados aqui. Por favor, apoie o OVNI Hoje e desabilite seu bloqueador de anúncios para este site. Obrigado!

hit counter code