web analytics

Força Espacial dos EUA quer rastrear “observáveis ​​anormais” na órbita da Terra

Compartilhe com a galáxia!
Tempo de leitura: 3 min.

A Força Espacial dos EUA quer ser capaz de identificar e rastrear objetos misteriosos em órbita.

Força Espacial dos EUA quer rastrear "observáveis ​​anormais" na órbita da Terra
Crédito da imagem ilustrativa: n3m3/Bing/DALL-E

O Comando de Treinamento e Prontidão Espacial da Força Espacial, ou STARCOM, que tem a tarefa de educar e treinar o pessoal da Força Espacial dos EUA, publicou recentemente um documento intitulado “Space Doctrine Publication 3-100, Space Domain Awareness” (“Publicação de Doutrina Espacial 3-100, Conscientização do Domínio Espacial”) que descreve o que é a consciência do domínio espacial (SDA) e como estabelecê-lo e mantê-lo. Em poucas palavras, SDA significa ser capaz de identificar, compreender, rastrear e manter a custódia de todos os vários objetos em órbita ao redor da Terra.

A maior parte do documento descreve a necessidade de manter um ambiente seguro monitorando e rastreando objetos como pedaços de detritos espaciais, o número cada vez maior de satélites comerciais, naves espaciais operadas por adversários e “os perigos representados pelo ambiente espacial e detritos naturais“, como meteoroides ou erupções solares.

No entanto, o documento prossegue salientando que operar com segurança no espaço também requer “a capacidade de identificar e responder rapidamente a ameaças e perigos, incluindo objetos que apresentam observáveis ​​e padrões de vida anormais e não podem ser correlacionados com qualquer proprietário ou ponto de origem”. Então, o que seriam esses objetos?

Na maioria das vezes, são objetos lançados por outras nações. O documento STARCOM salienta que é “imperativo para a segurança das operações espaciais que os Estados Unidos não só saibam onde estão os objetos e as naves espaciais num determinado momento, mas também como chegaram lá, quem os possui, as suas capacidades potenciais e a sua capacidade, e a intenção de seu operador.”

A publicação prossegue descrevendo as muitas formas como esta capacidade pode ser alcançada, incluindo a utilização de sistemas de radar, sensores infravermelhos e óticos, monitorização de radiofrequência, estações meteorológicas espaciais orbitais e a utilização de informações produzidas pela comunidade de inteligência.

Ainda assim, mesmo com a multiplicidade de maneiras pelas quais a Força Espacial dos EUA e outras organizações rastreiam objetos na órbita da Terra, eventos recentes demonstram como alguns podem não ser atribuídos.

Num exemplo do início de 2022, um foguete perdido foi visto avançando em direção à Lua. Embora a maioria dos observadores tenha notado que o foguete era provavelmente um impulsionador da missão lunar Chang’e 5-T1 da China, a própria China negou a afirmação.

O avião espacial reutilizável da China também foi observado liberando cargas desconhecidas em órbita recentemente, em outubro de 2022.

Anteriormente, em 2014, estações de rastreamento espacial observaram um objeto desconhecido ao lado de três satélites russos. Acreditava-se que fosse um dispositivo antissatélite ou uma espaçonave inspetora, mas permaneceu não identificado.

À luz destes e de outros desenvolvimentos, a Força Espacial está tentando ficar de olho no que está acontecendo em órbita. Em outubro de 2023, o Comando de Sistemas Espaciais da Força Espacial selecionou várias empresas privadas para ajudar a acelerar o desenvolvimento de novas tecnologias relacionadas à consciência do domínio espacial, de acordo com a SpaceNews.

No início deste ano, a United Launch Alliance lançou a nave espacial secreta Silent Barker da Força Espacial, projetada para ser um “cão de guarda” dos satélites em órbita geossíncrona, a região do espaço a cerca de 35.786 quilômetros de altura que permite que a espaçonave permaneça estacionária acima de pontos fixos na terra.

E, em 2022, o Pentágono criou o AARO, o Gabinete de Resolução de Anomalias em Todos os Domínios, cuja missão é tentar detectar, identificar e atribuir objetos “espaciais anômalos e não identificados”, bem como aqueles no ar ou na água, ou aqueles que parecem viajar entre esses domínios. Até agora, o escritório não encontrou “nenhuma evidência credível” de que qualquer um destes objetos anômalos seja de origem extraterrestre.

Mas, apesar da necessidade de mais consciência sobre o que está no espaço e quem pode o operar, “as capacidades de domínio espacial para a consciência espacial ainda estão atrasadas“, disse o Chefe de Operações Espaciais da Força Espacial, General B. Chance Saltzman, em abril de 2023.

(Fonte)


…E não esqueça: Nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui para acessá-la.

ATENÇÃO: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

IMPORTANTE: Se puder, colabore para manter o OVNI Hoje no ar, pois cada doação, por menor que seja, é crucial para manter este espaço de informação e conhecimento disponível para todos os interessados. Ao utilizar o QR code do PIX abaixo ou a chave PIX “OVNIHoje” (sem aspas), você está desempenhando um papel fundamental na sustentação deste site.

Lembre-se que as doações não são apenas um ato de generosidade, mas também uma demonstração do seu compromisso em apoiar o compartilhamento de informações relevantes e o crescimento da comunidade interessada em assuntos tão fascinantes, possibilitando a continuação das pesquisas, análises e publicações que enriquecem nosso entendimento.

Seja parte deste movimento contínuo em prol do conhecimento. O OVNI Hoje e seus leitores agradecem sinceramente por seu apoio dedicado.

Agradecimentos aos colaboradores do mês: Paulo Sanchez ❤️ Edward Vaz Jr. ❤️ Jose Carlos Mamede ❤️ Sila Raposo ❤️

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS
(Mais abaixo…👇)

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta, portanto aja com responsabilidade.
  • O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com éticasempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!

Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!!!

Caro leitor, a existência do OVNI Hoje depende dos anúncios apresentados aqui. Por favor, apoie o OVNI Hoje e desabilite seu bloqueador de anúncios para este site. Obrigado!

hit counter code