web analytics

Sonda da NASA encontra gama de moléculas orgânicas em Marte

Compartilhe com a galáxia!
Tempo de leitura: 2 min.
Ouça este artigo...

Estamos chegando muito, muito perto de encontrar evidências de vida em Marte.

Sonda da NASA encontra gama de moléculas orgânicas em Marte
Jipe-sonda Perseverance em Marte. Crédito: NASA

Em uma revelação empolgante, o jipe-sonda Perseverance Mars da NASA detectou uma série de moléculas orgânicas em Marte, sugerindo um ciclo químico mais intrincado no Planeta Vermelho do que inicialmente percebido. Isso nos aproxima um pouco mais da descoberta da primeira evidência de vida em Marte.

Descobertas da cratera Jezero de Marte sugerem uma história potencial da interação química entre água e rochas, com outras possibilidades como poeira interplanetária ou influência de meteoros não descartadas. Embora não seja definitiva, a gênese biológica desses elementos também está sendo considerada.

Aprimorar nosso conhecimento da matéria orgânica marciana pode revelar fontes potenciais de carbono e contribuir para nossa busca por possíveis sinais de vida.

Sonda pioneira: o papel do SHERLOC

Sob a liderança do pesquisador de pós-doutorado Sunanda Sharma no Jet Propulsion Lab da NASA, os dados foram coletados usando o instrumento SHERLOC do jipe-sonda. O SHERLOC, projetado para mapear e analisar moléculas e minerais orgânicos marcianos, e oferece uma abordagem mais detalhada do que seus predecessores.

Mapeamento de moléculas orgânicas marcianas

Geralmente caracterizadas por ligações hidrocarboneto ou carbono-carbono, as moléculas orgânicas foram previamente identificadas em meteoritos marcianos e na Cratera Gale. No entanto, esta nova descoberta, conforme publicada na Nature, contribui para nossa compreensão abrangente da química orgânica de Marte.

Avaliar a diversidade e a detectabilidade da matéria orgânica em Marte é essencial para entender os processos da superfície marciana e as possíveis fontes de carbono”, destacou o trabalho de pesquisa.

Por que a cratera Jezero?

A NASA selecionou a Cratera Jezero para o pouso do Perseverance devido à sua história como uma antiga bacia de lago, o que a tornou um local promissor para potencial vida marciana.

Sharma e sua equipe analisaram dados de duas formações da Cratera Jezero – Máaz e Séítah, encontrando evidências de moléculas orgânicas em todos os dez alvos. As variadas associações minerais podem fornecer informações sobre as diferentes origens da matéria orgânica em Marte.

Síntese, Transporte ou Preservação?

Nossas descobertas sugerem uma diversidade de moléculas aromáticas na superfície marciana, persistindo apesar da exposição às condições da superfície. Essas potenciais moléculas orgânicas são encontradas principalmente em minerais relacionados a processos de água, indicando um papel fundamental desses processos na síntese, transporte ou preservação orgânica”, conclui o estudo.

Embora uma confirmação adicional possa exigir a análise de amostras da Terra – um empreendimento futuro da NASA – os resultados sugerem que os blocos de construção necessários para a vida podem estar presentes em Marte entre 2,3 e 2,6 bilhões de anos. Simultaneamente, “espécies químicas não detectadas” podem ser preservadas dentro das configurações paleodeposicionais potencialmente habitáveis ​​na cratera Jezero, acrescentou o estudo.

(Fonte)

Colaboração: Lênio


ATENÇÃO: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

Apoie o OVNI Hoje: Cada Doação é Essencial!

Agradecimentos aos colaboradores do mês: ❤️Eneias Vieira ❤️Silas Raposo ❤️Leopoldo Della Rocca ❤️Cristina Vilas Boas

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS
(Mais abaixo…👇)

ATENÇÃO:

Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!!!

Caro leitor, a existência do OVNI Hoje depende dos anúncios apresentados aqui. Por favor, apoie o OVNI Hoje e desabilite seu bloqueador de anúncios para este site. Obrigado!

hit counter code