web analytics

MIT mostra simulação de guerra nuclear entre os EUA e a Rússia

COMPARTILHE COM A GALÁXIA:
Tempo de leitura: 3 min.

O Massachusetts Institute of Technology (MIT), o mais famoso centro científico de importância mundial e que colabora ativamente com o Pentágono, divulgou um vídeo de 3 minutos no qual mostrava o que aconteceria como resultado de um conflito nuclear em grande escala entre os Estados Unidos e a Rússia.

MIT mostra simulação de guerra nuclear entre os EUA e a Rússia
Crédito da imagem ilustrativa: n3m3/pixlr.com

O vídeo é feito em estilo seco, “computadorizado”, sem naturalismo, e não impressiona nem pelos efeitos visuais nem pela novidade: absolutamente tudo o que ali é mostrado é discutido e repetido há quarenta anos.

Quem ataca quem não é declarado diretamente, mas pelo contexto fica de alguma forma imediatamente clara que a Rússia ataca primeiro. A França e a Grã-Bretanha imediatamente se envolvem no conflito, porque são obrigadas a proteger os Estados Unidos pelo Artigo 5 da OTAN. Na verdade, todo o papel da velha Europa é tornar-se vítima do choque de superpotências.

As primeiras explosões nucleares produzem um poderoso pulso eletromagnético que desativa as comunicações e os equipamentos. No momento da explosão, a bola de fogo desce direto para as ruas das grandes cidades, sua temperatura é como nas profundezas do Sol; asfalto se transforma em um mar quente líquido. As grandes cidades estão se tornando alvo obrigatório dos ataques, e por dois motivos: há instalações militares ali e o inimigo procura impedir a reconstrução da economia após o conflito.

Parece que os criadores do vídeo realmente não acreditam em defesa aérea, pois no vídeo, os mísseis voam quase livremente e causam estragos. Não há salvação, como nos dizem claramente os autores do vídeo.

Mas, claro, o pior começará depois. As cinzas nucleares sobem. As grandes cidades queimam ferozmente e a fumaça é extremamente prejudicial. Em cerca de duas semanas, todo o hemisfério norte do planeta é coberto por uma nuvem negra, através da qual os raios do Sol não conseguem penetrar. Fica mais frio em uma média de 20 graus. É claro que não há plantas, nem criação de animais – e não existe mais comida. As pessoas começam a morrer de fome. Noventa e nove por cento dos habitantes dos EUA, Rússia, Europa e China não sobreviverão a um inverno nuclear que pode durar anos.

As consequências de um conflito nuclear foram estudadas no MIT mesmo nos anos tranquilos dos anos 2000, quando ninguém pensava seriamente nisso. Assim, o MIT realizou exposições e conferências nas quais foi dado certo espaço às vítimas do ataque nuclear a Hiroshima e Nagasaki. A última exposição desse tipo foi realizada, até onde sabemos, no verão passado.

Os cientistas do MIT estão constantemente sendo questionados sobre “e se”. Assim, no final do ano passado, Max Tergmak, um especialista de Massachusetts, estimou a probabilidade de um conflito nuclear entre os Estados Unidos e a Rússia em uma em seis.

Ele enfatizou:

“É como a probabilidade de perder na roleta russa. É muito alta.”

Ao mesmo tempo, o professor considerou o cenário de conflito apresentado no vídeo apenas como um dos possíveis, e o pior. De fato, quem disse que uma colisão nuclear certamente seria global, com o lançamento de todos os mísseis e a troca de todo o potencial de combate?

No entanto, Tergmak disse que com uma probabilidade de 80% da OTAN intervirá no conflito entre a Rússia e a Ucrânia. O professor estimou em 70% a probabilidade de a Rússia ser destruída pela resposta da OTAN com armas nucleares. Somando essas porcentagens, como é costume entre os matemáticos, ele deduziu a probabilidade de um para seis.

Os cientistas do MIT recebem informações de primeira mão fornecidas pelo Pentágono. Se a guerra em grande escala entre as superpotências é remotamente tão ruim quanto este estudo prevê, ela não tem vencedores, apenas perdedores.

[Para instruções de como ativar a legenda em português do(s) vídeo(s) abaixo, embora esta não seja precisa, clique aqui.]

(Fonte)


Como sempre reafirmo ao postar artigos sobre um conflito nuclear em nosso planeta, a única coisa que poderá nos salvar é uma interferência externa. Mas será que, embora haja relatos de OVNIs interferindo com armamentos nucleares, “eles” realmente se importam se a raça humana se aniquilar devido a estupidez de alguns de nós?

Se acontecer, veremos.

n3m3

…E não esqueça: Nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui para acessá-la.

ATENÇÃO: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

IMPORTANTE: Se puder, colabore para manter o OVNI Hoje no ar, pois cada doação, por menor que seja, é crucial para manter este espaço de informação e conhecimento disponível para todos os interessados. Ao utilizar o QR code do PIX abaixo ou a chave PIX “OVNIHoje” (sem aspas), você está desempenhando um papel fundamental na sustentação deste site.

Lembre-se que as doações não são apenas um ato de generosidade, mas também uma demonstração do seu compromisso em apoiar o compartilhamento de informações relevantes e o crescimento da comunidade interessada em assuntos tão fascinantes, possibilitando a continuação das pesquisas, análises e publicações que enriquecem nosso entendimento.

Seja parte deste movimento contínuo em prol do conhecimento. O OVNI Hoje e seus leitores agradecem sinceramente por seu apoio dedicado.

Agradecimentos aos colaboradores do mês: Edward Vaz Jr. ||| Silas Raposo ||| Franklin Viana ||| Karin Gottert ||| Leopoldo Della Rocca

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS
(Mais abaixo…👇)

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta, portanto aja com responsabilidade.
  • O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com éticasempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!

COMPARTILHE COM A GALÁXIA:
Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!!!

Caro leitor, a existência do OVNI Hoje depende dos anúncios apresentados aqui. Por favor, apoie o OVNI Hoje e desabilite seu bloqueador de anúncios para este site. Obrigado!

hit counter code