web analytics

Enorme matriz de radiotelescópios é montada para encontrar alienígenas

Compartilhe com a galáxia!
Tempo de leitura: 3 min.
Ouça este artigo...

Uma das matrizes de radiotelescópios mais poderosas do mundo está se juntando à busca por sinais de outras civilizações galácticas.

Enorme matriz de radiotelescópios é montada para encontrar alienígenas
Crédito da imagem ilustrativa: n3m3/leonardo.ai

O Karl G. Jansky Very Large Array (VLA) da National Science Foundation, situado a cerca de 80 quilômetros a oeste de Socorro, Novo México (EUA), está coletando dados que os cientistas analisarão para o tipo de emissões que apenas transmissores artificiais fazem, sinais que denunciariam a existência de uma sociedade tecnicamente realizada.

Andrew Siemion, Bernard M. Oliver Chair do SETI no Instituto SETI, disse:

“O VLA é o instrumento ideal para radioastrônomos, mas esta é a primeira vez que o estamos usando em uma busca ampla e contínua por assinaturas tecnológicas.”

O VLA é um dos radiotelescópios mais produtivos do mundo e consiste em 27 antenas parabólicas espalhadas por 37 quilômetros de deserto. Desde 2017, este equipamento está envolvido em um projeto conhecido como VLASS (Very Large Array Sky Survey), um reconhecimento de rádio de 80% do céu. Mas enquanto essas observações estão sendo realizadas, um toque na rede de distribuição de sinal enviará uma cópia dos dados para um receptor especial com canais muito estreitos (aproximadamente um hertz de largura). Os pesquisadores esperam que qualquer sinal de um transmissor construído deliberadamente contenha tais componentes de banda estreita, e sua descoberta indicaria que o sinal não é produzido pela natureza, mas por um transmissor alienígena.

O novo sistema de processamento para o SETI é apelidado de “COSMIC” – o Comensal Open-Source Multimode Interferometer Cluster – e é liderado pelo Instituto SETI, em colaboração com o National Radio Astronomy Observatory e a Breakthrough Listen Initiative.

Paul Demorest, cientista e líder do grupo de suporte científico VLA/VLBA no Observatório Nacional de Radioastronomia, disse:

“O COSMIC opera de forma comensal, o que significa que funciona em segundo plano usando uma cópia dos dados que os astrônomos estão obtendo para outros fins científicos [é uma maneira ideal e muito eficiente de obter grandes quantidades de tempo de telescópio para procurar sinais raros]”.

Ao contrário de muitas observações anteriores do SETI, uma ampla variedade de transmissões, como sinais pulsados ​​e transitórios, pode ser reconhecida por este novo experimento. A faixa de frequências a ser monitorada não tem precedentes, e a contagem de sistemas estelares examinados será de aproximadamente dez milhões.

Desde o início de 2023, os sinais da espaçonave Voyager 1 foram detectados pelo sistema COSMIC para verificar a operação das antenas individuais no arranjo, bem como combinar suas observações para produzir um resultado que mostra claramente a portadora e as bandas laterais das transmissões da nave espacial. A Voyager 1 está atualmente a uma distância de cerca de 24 bilhões de quilômetros e é o objeto feito pelo homem mais distante.

Jack Hickish, fundador da Real-Time Radio Systems Ltd. disse:

“A detecção da Voyager 1 é uma demonstração empolgante das capacidades do sistema COSMIC. É o culminar de uma enorme quantidade de trabalho de uma equipe internacional de cientistas e engenheiros. O sistema COSMIC é um exemplo fantástico do uso de hardware de computação moderno de uso geral para aumentar as capacidades de um telescópio existente e serve como um teste para pesquisas de assinaturas tecnológicas em futuros radiotelescópios, como o NRAO’s Next Generation VLA.”

Quando combinado com a sensibilidade requintada do VLA, o COSMIC será aproximadamente mil vezes mais abrangente do que qualquer pesquisa SETI anterior. A história mostra que grandes melhorias na sensibilidade e no alcance dos experimentos exploratórios são frequentemente recompensadas com a detecção de um sinal. Nesse caso, esse esforço pode levar à descoberta de um sussurro de rádio que nos diria que não somos os únicos habitantes inteligentes da Via Láctea.

Tony Beasley, diretor do NRAO, disse:

“O Observatório Nacional de Radioastronomia tem orgulho de fazer parceria com o Instituto SETI nesta iniciativa empolgante. Parcerias reunindo instrumentos de pesquisa de classe mundial, institutos de pesquisa privados e membros do público pessoalmente comprometidos com a ciência de ponta podem permitir novas descobertas importantes.”

(Fonte)


…E não esqueça: Nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui para acessá-la.

ATENÇÃO: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

IMPORTANTE: Se puder, colabore para manter o OVNI Hoje no ar, pois cada doação, por menor que seja, é crucial para manter este espaço de informação e conhecimento disponível para todos os interessados. Ao utilizar o QR code do PIX abaixo ou a chave PIX “OVNIHoje” (sem aspas), você está desempenhando um papel fundamental na sustentação deste site.

Lembre-se que as doações não são apenas um ato de generosidade, mas também uma demonstração do seu compromisso em apoiar o compartilhamento de informações relevantes e o crescimento da comunidade interessada em assuntos tão fascinantes, possibilitando a continuação das pesquisas, análises e publicações que enriquecem nosso entendimento.

Seja parte deste movimento contínuo em prol do conhecimento. O OVNI Hoje e seus leitores agradecem sinceramente por seu apoio dedicado.

Agradecimentos aos colaboradores do mês: Edward Vaz Jr. ❤️ Silas Raposo ❤️ Leopoldo Della Rocca ❤️ Egídia L dos Santos ❤️

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS
(Mais abaixo…👇)

ATENÇÃO:


Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!!!

Caro leitor, a existência do OVNI Hoje depende dos anúncios apresentados aqui. Por favor, apoie o OVNI Hoje e desabilite seu bloqueador de anúncios para este site. Obrigado!

hit counter code