web analytics

Objeto misterioso é puxado pelo buraco negro no núcleo da Via Láctea

COMPARTILHE COM A GALÁXIA:
Tempo de leitura: 3 min.

Essas descobertas não apenas fornecem novas visões sobre a dinâmica complexa da região central da Via Láctea, mas também têm implicações importantes para nossa compreensão da formação e evolução das galáxias.

Objeto misterioso é puxado pelo buraco negro no núcleo da Via Láctea
Foto do buraco negro Sagitário A*. O que está sendo puxado em sua direção?

No centro da nossa galáxia, a Via Láctea, encontra-se um objeto maciço, escuro e misterioso que intriga os astrônomos há décadas: um buraco negro supermassivo. Estima-se que este buraco negro, conhecido como Sagitário A* (Sgr A*), tenha uma massa de cerca de 4,1 milhões de vezes a do nosso Sol e esteja localizado a aproximadamente 26.000 anos-luz de distância da Terra.

Apesar de seu enorme tamanho, Sgr A* é invisível a olho nu e só pode ser observado por meio de seus efeitos em estrelas próximas e nuvens de gás. Os astrônomos estudam Sgr A* há muitos anos, usando uma variedade de instrumentos, inclusive telescópios que observam nas regiões visível, infravermelha e de raios-X do espectro eletromagnético.

Uma das descobertas mais notáveis ​​sobre o Sgr A* é que ele é incrivelmente silencioso. Ao contrário de muitos outros buracos negros supermassivos que são cercados por discos de acreção quentes e brilhantes de gás e poeira, Sgr A* parece estar relativamente adormecido. Isso levou alguns astrônomos a sugerirem que o buraco negro pode ter consumido a maior parte de seu material circundante há muito tempo e agora está em estado de fome.

Um universo de maravilhas

O universo está cheio de maravilhas e os cientistas sempre descobrem coisas novas que nos surpreendem. Uma dessas descobertas é um objeto misterioso chamado X7, localizado não muito longe do buraco negro supermassivo no centro de nossa galáxia, a Via Láctea. Depois de estudar sua evolução nas últimas duas décadas, os cientistas acreditam que X7 pode ser uma nuvem de poeira e gás que foi ejetada durante uma colisão entre duas estrelas. Este estranho objeto se esticou e está sendo separado pela enorme gravidade exercida pelo buraco negro, à medida que arrasta o objeto para mais perto.

Sua atração gravitacional é tão forte que pode distorcer o tecido do espaço-tempo ao seu redor. As imensas forças gravitacionais são responsáveis ​​por puxar nuvens de gás e poeira, que eventualmente alimentam o buraco negro.

O objeto X7, no entanto, é diferente. Não está sendo puxado para dentro do buraco negro, mas sim esticado e dilacerado. Os cientistas acreditam que isso ocorre porque o X7 não era originalmente um único objeto, mas uma coleção de gás e poeira que foi ejetada durante uma colisão entre duas estrelas.

Derramando nova luz

A colisão foi tão forte que fez com que o gás e a poeira fossem expelidos em alta velocidade, formando uma nuvem que agora está sendo separada pela gravidade do buraco negro. De acordo com uma declaração da UCLA, esta descoberta lança uma nova luz sobre como os buracos negros supermassivos interagem com seus arredores. X7 é o primeiro exemplo conhecido de uma nuvem esticada perto de um buraco negro e oferece uma oportunidade única para os cientistas estudarem a dinâmica desses ambientes.

Além de seu significado científico, o X7 também é fascinante para o público em geral. É um lembrete de quão vasto e misterioso é o nosso universo, e quanto ainda temos que aprender. O fato de que uma nuvem de gás e poeira pode ser esticada e separada pela gravidade de um buraco negro é uma prova das incríveis forças que atuam no universo.

A descoberta de X7 perto do buraco negro supermassivo no centro da nossa galáxia é um desenvolvimento emocionante no campo da astrofísica. Ela oferece uma oportunidade única para os cientistas estudarem a dinâmica desses ambientes e lançarem uma nova luz sobre como os buracos negros interagem com seus arredores. Essa descoberta também nos lembra o quanto ainda temos que aprender sobre o universo e quanto mais há para descobrir.

(Fonte)


…E não esqueça: Nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui para acessá-la.

ATENÇÃO: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

IMPORTANTE: Se puder, colabore para manter o OVNI Hoje no ar, pois cada doação, por menor que seja, é crucial para manter este espaço de informação e conhecimento disponível para todos os interessados. Ao utilizar o QR code do PIX abaixo ou a chave PIX “OVNIHoje” (sem aspas), você está desempenhando um papel fundamental na sustentação deste site.

Lembre-se que as doações não são apenas um ato de generosidade, mas também uma demonstração do seu compromisso em apoiar o compartilhamento de informações relevantes e o crescimento da comunidade interessada em assuntos tão fascinantes, possibilitando a continuação das pesquisas, análises e publicações que enriquecem nosso entendimento.

Seja parte deste movimento contínuo em prol do conhecimento. O OVNI Hoje e seus leitores agradecem sinceramente por seu apoio dedicado.

Agradecimentos aos colaboradores do mês: Edward Vaz Jr. ||| Silas Raposo ||| Franklin Viana ||| Karin Gottert ||| Leopoldo Della Rocca

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS
(Mais abaixo…👇)

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta, portanto aja com responsabilidade.
  • O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com éticasempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!

COMPARTILHE COM A GALÁXIA:
Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!!!

Caro leitor, a existência do OVNI Hoje depende dos anúncios apresentados aqui. Por favor, apoie o OVNI Hoje e desabilite seu bloqueador de anúncios para este site. Obrigado!

hit counter code