web analytics

A vez que um piloto de caça peruano tentou abater um OVNI

Compartilhe com a galáxia!
Tempo de leitura: 4 min.
Ouça este artigo...

As notícias nas últimas duas semanas foram inundadas com relatos sobre um balão de vigilância chinês sendo derrubado por caças dos EUA logo após passar por uma grande parte do país, seguido por relatos de três objetos voadores não identificados, que parecem ser balões, sendo abatidos sobre os EUA e o Canadá.

A vez que um piloto de caça peruano tentou abater um OVNI
Huerta entrando em sua aeronave de fabricação russa, Sukhoi-22.

Muitos dos relatórios tratam isso como uma ocorrência inédita e nunca antes vista de um combate entre um piloto de caça e um OVNI em forma de balão, resultando no abate do OVNI.

O piloto de caça da Força Aérea Peruana (FAP), tenente Oscar Santa María Huerta, discordaria.

“Em 11 de abril de 1980, às 7h15 da manhã, 1.800 homens estavam em formação na Base Aérea de La Joya, Arequipa. Todos eles observaram um objeto estacionário no céu, que parecia um balão, a cerca de 4,8 quilômetros de distância e aproximadamente 550 metros de altitude. Era luminoso porque refletia o Sol. O comandante da minha unidade ordenou que eu decolasse em meu jato Sukhoi 22 para abater o objeto esférico. Estava em espaço aéreo restrito, sem autorização, e estávamos preocupados com espionagem.”

Assim começa o relato de Oscar Santa María Huerta sobre um evento pouco conhecido em 1980 – o que alguns relatos da mídia chamaram de a única tentativa conhecida de abater um OVNI por um piloto militar.

Em uma conferência de imprensa em 2009, o agora aposentado piloto de caça revelou detalhes surpreendentes do incidente em 1980 que ainda são críveis até hoje. Na época, o tenente Huerta tinha 23 anos, era piloto há oito e pilotava caças da Força Aérea Peruana desde os 19. Ou seja, Oscar Huerta era um piloto muito experiente.

O ano era 1980 – uma época tensa. Passaram-se apenas alguns anos após o fim da guerra no Vietnã, mas a União Soviética ainda existia e era considerada uma ameaça por muitos países. O Peru tinha sido um aliado dos EUA, mas em 1968, uma junta militar liderada pelo general pró-soviético do Exército peruano Juan Velasco Alvarado assumiu e a Força Aérea Peruana adquiriu aeronaves de fabricação soviética, incluindo caças Sukhoi Su-22, aeronaves de transporte e helicópteros. Os líderes pró-americanos voltaram ao poder em 1980, mas Huerta ressalta que o governo ainda estava preocupado com os espiões soviéticos.

“Eu me aproximei do objeto e atirei sessenta e quatro projéteis 30 mm nele. Alguns projéteis foram em direção ao solo e outros atingiram o objeto totalmente, mas não tiveram efeito algum. Os projéteis não quicaram; provavelmente eles foram absorvidos. A ‘parede de fogo’ em forma de cone que enviei normalmente obliteraria qualquer coisa em seu caminho.“

Isso foi em 1980, não em 2023, e Huerta estava pilotando um jato soviético mais antigo, então seu armamento não eram mísseis guiados por calor como os F-22 da moderna Força Aérea dos EUA, mas armas disparando projéteis de 30 mm. Isso provavelmente deveria ter sido suficiente se ele estivesse atirando em um balão – que ele e muitos de seus colegas militares no solo pensavam que ele estava atacando. No entanto, o que quer que ele tinha acabado de alvejar não agiu como qualquer aeronave teria depois de absorver tal bombardeio.

“O objeto então começou a subir e se afastar da base. Quando eu estava a cerca de 36.000 pés (11.000), ele parou repentinamente, forçando-me a desviar para o lado, já que estava a apenas 450 metros de distância. Eu voei mais alto para atacá-lo de cima, mas assim que eu havia fixado o alvo e estava pronto para atirar, o objeto fez uma subida vertical reta evitando o ataque.”

Esses tipos de manobras evasivas não podiam ser feitas por nenhum balão conhecido em 1980 – nem mesmo em 2023. Huerta acreditava que a nave era capaz de prever suas ações ou de alguma forma captava sinais, porque mais duas vezes ele mirou no objeto e ele moveu-se habilmente para fora do alcance. Ele então o perseguiu e o objeto rapidamente subiu para 63.000 pés (19.000 metros). (Nota: essa era mais ou menos a altitude do balão de vigilância chinês quando o caça americano o derrubou.) Foi nessa altitude que Huerta diz ter percebido que não era um balão.

“Nesse ponto, cheguei a cerca de 90 metros do OVNI. Ele tinha cerca de 30 metros de diâmetro. Era uma cúpula esmaltada de cor creme, com uma base larga, circular e metálica. Não tinha motores, escapamentos, janelas, asas ou antenas. Faltavam todos os componentes típicos de uma aeronave, sem nenhum sistema de propulsão visível.”

Foi nessa altitude que Huerta também percebeu que seu jato estava quase sem combustível. Ele pediu por rádio outro jato para perseguir o OVNI, mas foi informado que o objeto estava muito alto. Ele então desceu perigosamente – planando em alguns pontos para economizar combustível e ziguezagueando para evitar ser atacado.

Depois de pousar com segurança, ele estimou que havia se envolvido com o OVNI por 22 minutos – um OVNI que ainda era visível do solo para Huerta e outros militares por mais duas horas. Ele concluiu observando que um documento do Departamento de Defesa dos EUA de 1980 intitulado ‘UFO Sighted in Peru‘ (‘OVNI Avistado no Peru’) descreveu o incidente e afirmou que a origem do veículo “permanece desconhecida”.

“Eu me encontro na posição única, pelo menos no momento, e até onde eu sei, de ser o único piloto militar do mundo que realmente disparou uma arma e atingiu um OVNI. Ainda me dá arrepios só de pensar nisso.”

Isso foi em 2009. O propósito de Huerta ao participar desta conferência de imprensa era chamar a atenção para este encontro pouco conhecido e convencer o Pentágono a abrir investigações sobre ele e outros envolvimentos semelhantes entre jatos militares e OVNIs.

Agora é 2023. Acabamos de ter quatro encontros com balões ou objetos não identificados se comportando como balões no espaço aéreo dos EUA. É óbvio que seu testemunho – junto com o conhecimento de que centenas de soldados e oficiais da Base Aérea de La Joya, no Peru, testemunharam o OVNI e o encontro – fez pouco para comover o Pentágono nos anos seguintes ao seu testemunho.

Quarenta e três anos depois, ainda não sabemos o que escapou do ataque do piloto de caça tenente Huerta.

Os pilotos que abateram os OVNIs em 2023 acabarão dando coletivas de imprensa em dez anos para convencer o Pentágono a fazer algo a respeito? Ou os tempos mudaram?

Paul Seaburn

(Fonte)


E os “professores da impossibilidade” ficam gritando que todos os OVNIs que têm sido vistos nos céus do mundo por todos esses anos são somente balões. Acredite quem quiser.

n3m3

…E não esqueça: Nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui para acessá-la.

ATENÇÃO: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

IMPORTANTE: Se puder, colabore para manter o OVNI Hoje no ar, pois cada doação, por menor que seja, é crucial para manter este espaço de informação e conhecimento disponível para todos os interessados. Ao utilizar o QR code do PIX abaixo ou a chave PIX “OVNIHoje” (sem aspas), você está desempenhando um papel fundamental na sustentação deste site.

Lembre-se que as doações não são apenas um ato de generosidade, mas também uma demonstração do seu compromisso em apoiar o compartilhamento de informações relevantes e o crescimento da comunidade interessada em assuntos tão fascinantes, possibilitando a continuação das pesquisas, análises e publicações que enriquecem nosso entendimento.

Seja parte deste movimento contínuo em prol do conhecimento. O OVNI Hoje e seus leitores agradecem sinceramente por seu apoio dedicado.

Agradecimentos aos colaboradores do mês: Edward Vaz Jr. ❤️ Silas Raposo ❤️ Leopoldo Della Rocca ❤️ Egídia L dos Santos ❤️

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS
(Mais abaixo…👇)

ATENÇÃO:


Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!!!

Caro leitor, a existência do OVNI Hoje depende dos anúncios apresentados aqui. Por favor, apoie o OVNI Hoje e desabilite seu bloqueador de anúncios para este site. Obrigado!

hit counter code