web analytics

É revelada a existência de outro programa oficial para investigar OVNIs

Ouça este artigo...
Tempo de leitura: 3 min.

Um relatório secreto do Comando Estratégico dos EUA revela um esforço anteriormente desconhecido para investigar os OVNIs.

É revelada a existência de outro programa oficial para investigar OVNIs
Crédito da imagem ilustrativa: www.espaciomisterio.com

Dois relatórios ultrassecretos da equipe de inteligência do USSTRATCOM, escritos em julho e agosto de 2020, revelam a existência de uma unidade para o estudo de OVNIs.

O USSTRATCOM é um dos onze comandos unificados do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, responsável pela dissuasão estratégica, ataques globais e operação da Rede Global de Informações.

Os escritos, classificados como ultrassecretos, foram elaborados com quase um mês de intervalo e destinavam-se ao vice-almirante da Marinha dos EUA, Matthew Kohler. Eles revelam que a unidade agora descoberta respondia ao acronimo UAP JIATF (Joint Inter-Agency Task Force) e tinha o objetivo de descrever e estudar a “sucessão de fenômenos e/ou conjunto de fenômenos aéreos não identificados“.

Os relatórios foram publicados no site The Black Vault depois que seu editor, John Greenewald, os obteve por meio da famosa FOIA (Lei de Liberdade de Informação) em uma petição denominada caso DON-NAVY-2022-010335.

A JIATF realizou briefings ultrassecretos para avaliar as ameaças OVNI.

O relatório é fortemente redigido, com numerosas caixas pretas, algumas linhas quase ilegíveis, revelando, no entanto, que briefings confidenciais foram dados a Charles Richard, Comandante USSTRATCOM e outro pessoal sênior. Mas, de acordo com a porta-voz do Pentágono, Susan Gough, “foi um simples erro de terminologia“. Ela nega a existência dessa força-tarefa.

A porta-voz do Pentágono afirmou em um comunicado enviado por e-mail para o editor de ‘La Bóveda‘:

“Tanto ‘JIATF’ quanto ‘Fenomenologia’ são um erro da equipe do USSTRATCOM quando prepararam seu relatório interno. Não havia JIATF do Departamento de Defesa sobre os OVNIs.”

Greenwald, no entanto, questiona em um artigo publicado em seu site:

“Esta Força-Tarefa Conjunta Interagências em Fenomenologia Aérea Não Identificada foi simplesmente uma referência equivocada para a Força-Tarefa OVNI (UAPTF) que foi posteriormente estabelecida ou, pelo contrário, é isso outro grupo secreto que estava conduzindo uma investigação de OVNIs e fornecendo informações classificadas para militares de alto escalão sobre suas descobertas?”

Acompanhe o sigilo militar sobre OVNIs

Todos sabemos que, antes do atual AARO (All Anomaly Resolution Office) existiam programas de estudo de OVNIs à semelhança do seu antecessor, o AOIMSG (Airborne Object Identification and Management Group), a conhecida UAPTF que apresentou o relatório histórico de 25 de junho de 2021 , ou os programas anteriores mais polêmicos, como o AATIP dirigido por Luis Elizondo, ou seu contêiner, o misterioso AAWSAP (Advanced Aerospace Weapons System Application Program). Poderia este ser mais um projeto?

Nesse sentido, Greenwald aponta que a data do relatório (24 de julho de 2020) é anterior à constituição oficial da UAPTF, que foi criada em 4 de agosto daquele mesmo ano e, no entanto, esses relatórios agora revelados estabelecem que já estavam sendo conduzidos briefings classificados, incluindo um pedido específico para informar o Comandante do USSTRATCOM, administrador e defensor das capacidades estratégicas dos Estados Unidos.

“A data do relatório é anterior ao estabelecimento oficial da UAPTF, portanto não pode ser um erro de transcrição.”

O responsável pelo USSTRATCOM era na época o almirante Charles ‘Chas’ Richard, cujo nome aparece em outros documentos relacionados à espinhosa questão dos OVNIs, e foi confirmado que isso ocorreu para ele e seus quadros superiores, no final de agosto de 2020.

Embora a Força Tarefa para o Estudo s da Força Aérea já estivesse em vigor em 17 de agosto, ou seja, quando ocorreram os briefings, o USSTRATCOM continuou a usar a referência UAP JIATF para o grupo que forneceu os briefings. Provavelmente a administração dos Estados Unidos continua a brincar de gato e rato com a questão dos OVNIs. Mesmo se eles se esconderem em um erro, a mentira tem pernas curtas.

(Fonte)


Esta não é a primeira vez que Susan Gough mentiu. Claro, ela é mandada mentir pelos seus superiores para acobertar a realidade do que está acontecendo por lá.

E assim, continuamos como um cachorro perseguindo o próprio rabo na busca da verdade sobre os OVNIs. Mas seguimos mesmo assim, irrelevantemente dos percalços.

n3m3

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

Participe dos comentários mais abaixo… e (importante) se puder, colabore na manutenção do OVNI Hoje utilizando o QR code do PIX abaixo, ou use a chave PIX “OVNIHoje” (sem as aspas):

Agradecimentos aos colaboradores do mês: Egídia dos Santos, Edward de Lima.

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!

hit counter code
Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!!!

Caro leitor, a existência do OVNI Hoje depende dos anúncios apresentados aqui. Por favor, apoie o OVNI Hoje e desabilite seu bloqueador de anúncios para este site. Obrigado!