web analytics

NASA irá procurar por vida alienígena no Sistema Solar

Ouça este artigo...
Tempo de leitura: 3 min.

O “Ocean Worlds Life Surveyor”, OWLS, (‘Agrimensor’ de Vida em Mundos Oceânicos) será a próxima missão da NASA que visitará luas como Encélado e analisará se há vida lá.

NASA irá procurar por vida alienígena no Sistema Solar
Encélado, lua de Saturno, pode ter vida abaixo de sua crosta de gelo. Crédito: NASA

O universo é um lugar vasto e a humanidade está indo em passos muito pequenos para explorá-lo. No entanto, estamos progredindo e a primeira coisa que precisamos fazer é explorar nosso sistema solar. Existem muitos lugares, tanto planetas quanto luas, não tão distantes da Terra que têm o potencial de abrigar a vida como a conhecemos. Esta vida não precisa ser vida inteligente e pode vir em várias formas, como bactérias – microorganismos.

A questão de saber se estamos sozinhos no universo é uma que perdurou na história por séculos e a resposta pode estar muito mais perto de nós do que jamais imaginamos, especialmente depois de encontrar luas incrustadas de gelo em nosso sistema solar com potencial oceanos subterrâneos habitáveis. Há enormes desafios para encontrar vida a centenas de milhões de quilômetros de distância em um mar gelado e alienígena. É imperativo que o equipamento científico utilizado possa suportar radiação intensa e temperaturas criogênicas, sendo extremamente complexo. Também é essencial que os instrumentos possam realizar medições diversas, independentes e complementares que, quando combinadas, possam fornecer provas de vida cientificamente defensáveis.

Para superar alguns dos desafios que as futuras missões de detecção de vida podem encontrar, o Laboratório de Propulsão a Jato da NASA no sul da Califórnia desenvolveu o OWLS, uma coleção inovadora de instrumentos científicos diferente de qualquer outra. OWLS significa Ocean Worlds Life Surveyor e foi literalmente projetado e construído para ingerir e analisar amostras líquidas. O OWLS possui oito instrumentos – todos automatizados – que exigiriam várias dezenas de pessoas para operar em um laboratório na Terra. Por exemplo, OWLS poderia analisar a água congelada da pluma de vapor de Encélado, que irrompe de uma lua muito interessante de Saturno.

A um bilhão de quilômetros da Terra, como você pode determinar se a vida existe em uma pitada de gelo enquanto todos na Terra esperam com a respiração suspensa?” perguntou Peter Willis, co-investigador principal do projeto e cientista-chefe. “Para encontrar sinais químicos e biológicos de vida, queríamos projetar o sistema de instrumentos mais poderoso que pudéssemos”, revelaram os pesquisadores.

Amostras líquidas no espaço foram um grande desafio para a equipe OWLS. Uma espaçonave passando pelo sistema solar ou na superfície de uma lua congelada não é capaz de confiar na gravidade, em uma temperatura razoável de laboratório e na pressão do ar para manter as amostras no lugar. Consequentemente, a equipe desenvolveu dois instrumentos para extrair amostras líquidas e processá-las no espaço. Para poder medir uma ampla gama de tamanhos, de moléculas únicas a microorganismos, o OWLS também precisava incluir a maior variedade possível de instrumentos, pois não está claro que forma a vida pode encontrar em um mundo oceânico. Para atingir este objetivo, o projeto combinou dois subsistemas: um usando uma variedade de técnicas de análise química e outro com vários microscópios para examinar pistas visuais.

Este sistema de microscópio seria o primeiro no espaço a ser capaz de observar células nas imagem. Cientistas da Portland State University o projetaram em colaboração com a equipe do OWLS, combinando um microscópio holográfico digital que pode identificar células e movimento em um volume de amostra com imagens fluorescentes que podem observar conteúdo químico e estrutura celular usando corantes. Com uma resolução de apenas um mícron ou cerca de 0,000102 centímetro, eles fornecem visualizações sobrepostas. ELVIS significa Extant Life Volumetric Imaging System, um subsistema de microscópio que não possui partes móveis. Ao analisar o movimento de organismos vivos e detectar moléculas fluorescentes, sejam elas naturais ou corantes adicionados a partes delas, algoritmos de aprendizado de máquina podem ser usados ​​para identificar movimentos realistas e detectar objetos fluorescentes.

O OWLS usa seu Sistema de Análise de Eletroforese Capilar Orgânica (de sigla em inglês, OCEANS) para examinar formas muito menores de evidência, que basicamente ferve amostras líquidas e as alimenta em instrumentos para analisar sua composição química. O OWLS foi projetado para fornecer “autonomia de instrumentos científicos a bordo”. Ao usar algoritmos, os computadores analisariam, resumiriam, priorizariam e selecionariam apenas os melhores dados para uso doméstico, fornecendo um “manifesto” de informações ainda a bordo.

(Fonte)


E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

Participe dos comentários mais abaixo… e (importante) se puder, colabore na manutenção do OVNI Hoje utilizando o QR code do PIX abaixo, ou use a chave PIX “OVNIHoje” (sem as aspas):

Agradecimentos aos colaboradores do mês: Egídia dos Santos, Edward de Lima.

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!

hit counter code
Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!!!

Caro leitor, a existência do OVNI Hoje depende dos anúncios apresentados aqui. Por favor, apoie o OVNI Hoje e desabilite seu bloqueador de anúncios para este site. Obrigado!