web analytics

Seria viável enviar astronautas a Vênus?

Ouça este artigo...
Tempo de leitura: 4 min.

Este mundo hostil e de alta pressão está relativamente próximo, mas suas condições de superfície são inegavelmente infernais.

Seria viável enviar astronautas a Vênus?
Impressão artística de um vulcão ativo em Vênus. Crédito de imagem: NASA / JPL-Caltech / Peter Rubin

Vênus, muitas vezes chamado de planeta “gêmeo do mal” da Terra, formou-se mais perto do Sol e desde então evoluiu de maneira bem diferente do nosso próprio planeta. Ele tem um efeito estufa ‘descontrolado’ (o que significa que o calor fica completamente preso), uma atmosfera espessa rica em dióxido de carbono, nenhum campo magnético e uma superfície quente o suficiente para derreter chumbo.

Várias missões científicas não tripuladas estudarão na próxima década como e porque isso aconteceu. Mas agora alguns cientistas querem enviar uma missão tripulada para lá também para um sobrevoo. Essa é uma boa ideia?

Com um diâmetro ligeiramente menor que a Terra, Vênus orbita mais perto do Sol. Isso significa que qualquer água na superfície teria evaporado logo após sua formação, iniciando seu efeito estufa. Erupções vulcânicas precoces e sustentadas criaram planícies de lava e aumentaram o dióxido de carbono na atmosfera – iniciando o efeito estufa descontrolado, que aumentou a temperatura de apenas um pouco mais alta que a da Terra para seu alto valor atual de 475°C.

Enquanto o ano de Vênus é mais curto que o nosso (225 dias), sua rotação é muito lenta (243 dias) e ‘retrógrada’ – o contrário para a Terra. A rotação lenta está relacionada à falta de campo magnético, resultando em uma perda contínua de atmosfera. A atmosfera de Vênus gira mais rápido que o próprio planeta. Imagens de muitas missões mostram padrões de nuvens em forma de V, compostas por gotículas de ácido sulfúrico.

Apesar das condições adversas, alguns cientistas especularam que as nuvens de Vênus podem, em algumas altitudes, abrigar condições habitáveis. Medições recentes aparentemente mostrando fosfina – um sinal potencial de vida, pois é continuamente produzida por micróbios na Terra – nas nuvens de Vênus têm sido fortemente debatidas. Claramente, precisamos de mais medições e exploração para descobrir de onde ela vem.

Missões futuras

O que sabemos sobre Vênus até agora foi coletado de várias sondas anteriores. Em 1970-82, por exemplo, as sondas soviéticas Venera 7-14 foram capazes de pousar na superfície dura de Vênus, sobreviver por até duas horas e enviar imagens e dados. Mas ainda há questões sobre como Vênus evoluiu de maneira tão diferente da Terra, que também são relevantes para entender quais planetas orbitando outras estrelas podem abrigar vida.

A próxima década promete ser uma bonança para os cientistas que estudam Vênus. Em 2021, a NASA selecionou duas missões, Veritas e DaVinci+, com lançamento previsto para 2028-30. A Agência Espacial Europeia selecionou o EnVision para lançamento no início de 2030. Estas são missões complementares e não tripuladas que nos darão uma compreensão mais profunda do ambiente e da evolução de Vênus.

A Veritas mapeará a superfície de Vênus para determinar a história geológica, a composição das rochas e a importância da água primitiva. A DaVinci+ inclui um orbitador e uma pequena sonda que descerá pela atmosfera e medirá sua composição, estudará a formação e evolução do planeta e determinará se ele já teve um oceano. A EnVision estudará a superfície, a subsuperfície e os gases residuais atmosféricos do planeta. Ela usará radar para mapear a superfície com melhor resolução do que nunca. A Índia também planeja uma missão não tripulada, Shukrayaan-1, e a Rússia propôs a Venera-D.

Precisamos de sobrevoos tripulados?

A ideia de um sobrevoo tripulado de Vênus foi sugerida no final da década de 1960 e envolvia o uso de uma cápsula Apolo para transportar pessoas ao redor do planeta. Mas essa ideia acabou quando Apolo terminou. Agora, o projeto Artemis para voar ao redor da Lua e outras ideias de missões tripuladas levaram a ideia a ser lançada novamente, mais recentemente em jornais e em uma recente reunião da Federação Astronáutica Internacional, uma organização de defesa, em setembro de 2022.

A ideia seria pilotar uma espaçonave tripulada ao redor de Vênus e retornar à Terra. Isso permitiria aos cientistas testar técnicas do espaço profundo, como operar uma missão tripulada com atrasos significativos ao se comunicar com a Terra. Poderia, portanto, nos preparar para uma missão mais complexa e tripulada a Marte. No entanto, a tripulação não faria nenhum pouso ou investigação real da atmosfera em Vênus – as condições são muito duras.

Os pesquisadores que apoiam essa ideia argumentam que você também poderia usar a gravidade de Vênus para alterar o curso da espaçonave para Marte, o que poderia economizar tempo e energia em comparação com ir diretamente da Terra para Marte. Isso porque a última opção exigiria que as órbitas dos dois planetas estivessem alinhadas, o que significa que você teria que esperar o momento certo tanto na ida quanto na volta. No entanto, como uma missão tripulada a Marte seria altamente complexa, ir diretamente da Terra para Marte manteria os projetos mais simples.

Enviar humanos para um planeta que pode abrigar organismos vivos também não tornará mais fácil encontrá-los. É arriscado – podemos acabar contaminando a atmosfera antes de descobrir qualquer vida. A melhor maneira de procurar sinais bioquímicos de vida é com sondas não tripuladas. Também haveria desafios térmicos significativos e maior radiação de erupções solares devido à maior proximidade do Sol.

E, infelizmente, com uma missão de sobrevoo como essa, apenas algumas horas de dados seriam possíveis nas trajetórias de entrada e saída. Seria um empreendimento muito caro, que sem dúvida produziria algumas imagens incríveis e dados adicionais úteis. No entanto, isso acrescentaria pouco aos estudos detalhados e muito mais longos sob medida atualmente planejados. Portanto, acredito que a probabilidade de uma missão tripulada a Vênus seja muito improvável.

Também houve estudos conceituais e mais rebuscados – incluindo o envio de dirigíveis tripulados para pairar na atmosfera de Vênus, em vez de apenas voar. Esta é uma boa ideia, que pode alcançar mais ciência do que um sobrevôo, mas continua sendo um conceito distante e irreal por enquanto.

No momento, só realizamos exploração tripulada em órbita baixa da Terra. O projeto Artemis, no entanto, visa transportar pessoas ao redor da Lua e construir uma estação, chamada Gateway, em órbita lunar. Isso está sendo projetado para fazer ciência, permitir pousos tripulados na Lua e, crucialmente, testar técnicas de espaço profundo, como reabastecimento e operação em um ambiente remoto que poderia, a longo prazo, nos ajudar a chegar a Marte sem fazer treinamento em Vênus.

-Andrew Coates, Professor de Física, Diretor Adjunto (Sistema Solar) no Laboratório de Ciências Espaciais Mullard, UCL

(Fonte)


E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

Participe dos comentários mais abaixo… e (importante) se puder, colabore na manutenção do OVNI Hoje utilizando o QR code do PIX abaixo, ou use a chave PIX “OVNIHoje” (sem as aspas):

Agradecimentos aos colaboradores do mês: Edward de Lima, Maria Dorotea Soares, Leopoldo DeLa Rocca, Fabiano de Faria, Silas Raposo, Eduardo Figueiredo, Paulo Sanchez.

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!

hit counter code
Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!!!

Caro leitor, a existência do OVNI Hoje depende dos anúncios apresentados aqui. Por favor, apoie o OVNI Hoje e desabilite seu bloqueador de anúncios para este site. Obrigado!