Estariam os extraterrestres inteligentes se escondendo de nós?

Tempo de leitura: 3 min.

Onde está todo mundo?“,’ o físico exclamou de repente, provocando risos dos outros cientistas à mesa. Embora ele não tivesse sido mais específico do que isso, todos pareciam saber exatamente a que ele estava se referindo: onde estão todos os alienígenas?

Estariam os extraterrestres inteligentes se escondendo de nós?

Essas foram as famosas palavras que o físico Enrico Fermi expressou no verão de 1950, conforme lembrado em uma carta de seu colega Edward Teller, durante uma das várias sessões de almoço no Laboratório Nacional de Los Alamos, no Novo México (EUA). Mais cedo naquele dia, Fermi e Teller, juntamente com os colegas de trabalho Emil Konopinski e Herbert York, estavam discutindo a recente onda de avistamentos de OVNIs nos Estados Unidos quando a conversa mudou para uma das maiores questões sobre nosso universo: se há uma probabilidade de que existam outras formas de vida inteligente lá fora, então onde elas estão?

O debate sobre o que desde então tem sido chamado de “o grande silêncio” ou, mais comumente, o paradoxo de Fermi, continua até os dias atuais. As soluções propostas incluem a possibilidade de que a vida simplesmente não seja tão comum em todo o universo ou que alienígenas inteligentes possam estar se escondendo de nós.

Mas e se fosse o contrário: Seria possível que estejamos efetivamente escondidos de quaisquer extraterrestres que possam estar tecnologicamente equipados para nos encontrar?

Este é o argumento apresentado em um novo artigo por uma equipe de pesquisadores, que dizem que todas as evidências de vida inteligente na Terra podem simplesmente estar escondidas de extraterrestres que poderiam estar nos procurando.

Uma das técnicas mais promissoras que os pesquisadores do SETI podem usar para detectar planetas distantes e potencialmente habitáveis ​​envolve microlentes. Isso se refere a um fenômeno astronômico único que surge do efeito da lente gravitacional, que pode ser útil para os astrônomos na busca de estrelas e planetas, mesmo quando eles não emitem luz suficiente para serem claramente visíveis.

No entanto, voltando as lentes cósmicas para nós mesmos, em seu artigo recente, a equipe de pesquisa faz perguntas fundamentais sobre a própria detectabilidade da Terra com a ajuda de lentes gravitacionais, como pode ser vista por qualquer possível civilização alienígena de longe.

No estudo recente do astrônomo Eamonn Kerins da Universidade de Manchester e vários colegas, a equipe analisou a questão de como o sinal de microlente do nosso planeta pode ser percebido por qualquer extraterrestre inteligente com tecnologias comparáveis ​​às que usamos atualmente em nossas próprias pesquisas SETI.

Os autores escrevem no artigo:

“Em princípio, o sinal de microlente da Terra pode oferecer a chance de outras civilizações tecnológicas encontrarem a Terra através de distâncias galácticas.”

Em sua pesquisa, a equipe examinou locais em toda a galáxia que podem fornecer os melhores pontos de observação para observar o que eles chamam de “zona de microlente da Terra”, ou EMZ (sigla em inglês).

Os autores escreveram:

“A EMZ pode ser pensada como o análogo de microlente da Zona de Trânsito da Terra (ETZ) de onde os observadores veem a Terra transitar pelo Sol.”

Ao empregarem dados contidos no catálogo Gaia DR2 da ESA, eles foram capazes de mapear a probabilidade provável e as taxas de detecção de quaisquer potenciais observadores distantes.

Embora a Terra resida em um sistema solar onde se une a vários vizinhos planetários próximos, a equipe descobriu que esses fatores não melhoram significativamente a visibilidade da Terra por meio de microlentes. Na verdade, parece ser exatamente o contrário.

Os autores concluíram:

“A Terra está de fato bem escondida para observadores com tecnologia comparável à nossa. [As assinaturas de microlentes do nosso planeta provavelmente seriam visíveis, em média] apenas dezenas por ano por quaisquer civilizações extraterrestres em potencial dentro do alcance.”

Dito de outra forma, a localização da Terra a cerca de 27.000 anos-luz de distância do centro galáctico da Via Láctea nos coloca em uma localização cósmica que, de acordo com as conclusões da equipe, provavelmente impedirá que a maioria dos observadores alienígenas nos localizem, pelo menos usando técnicas de microlentes fotométricas. O que pode não ser uma coisa tão ruim, já que atualmente não temos como saber que tipos de razões os extraterrestres podem ter para nos procurar.

Felizmente, podemos pelo menos esperar que suas motivações sejam semelhantes às nossas, e que, sobrecarregadas por tão grandes distâncias, a descoberta de vida inteligente distante dificilmente facilitaria qualquer contato direto entre civilizações.

(Fonte)


Certamente, da forma que funciona a ciência tradicional, estes cientistas desconsideram a possibilidade de que já estamos sendo visitados há muito tempo, mas estes visitantes realmente não querem se expor mais do que um eventual contato imediato “aqui e ali”. E se pelo menos 1% de todos os relatos de contato imediato for real, precisamos saber porque esses seres não se apresentam abertamente e qual é sua agenda. Mas talvez a resposta para isso seja porque “eles são inteligentes”.

Mas, é claro, a ciência não gosta nem de pensar nessa possibilidade, pois ela quer fatos concretos, testáveis e prováveis para admitir qualquer coisa. Enquanto isso, fica para nós o grande e aberto “parque das imaginações” para discutirmos essas possibilidades. É aqui que nos divertimos e possivelmente poderemos até mesmo alcançar a verdade algum dia.

n3m3

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

Participe dos comentários mais abaixo… e (importante) se puder, colabore na manutenção do OVNI Hoje utilizando o QR code do PIX abaixo, ou use a chave PIX “OVNIHoje” (sem as aspas):

Agradecimentos aos colaboradores dos últimos meses: Edward de Lima, José de Castro, Teogenis de Oliveira, Egídia dos Santos, Silas Raposo, Reinaldo Galhardo, Luiz Buria, Silas Raposo, Maria Dorotea Soares.

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!
hit counter code
Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!!!

Caro leitor, a existência do OVNI Hoje depende exclusivamente dos anúncios apresentados aqui. Por favor, apoie o OVNI Hoje e desabilite seu bloqueador de anúncios para este site. Obrigado!