Congresso dos EUA insinua que OVNIs têm origens não humanas

Tempo de leitura: 3 min.

No Congresso dos Estados Unidos, onde a legislação é elaborada, debatida e promulgada, definições claras e concisas são de suma importância. À medida que as tripulações militares encontram cada vez mais objetos voadores não identificados (OVNIs), os legisladores recentemente fizeram várias revisões impressionantes na definição de “OVNIs”. Chave entre eles: A implicação explosiva de que alguns OVNIs têm origens não humanas.

Congresso dos EUA insinua que OVNIs têm origens não humanas

Conforme relatado pela primeira vez pelo pesquisador Douglas Johnson, um projeto de lei aprovado por unanimidade pelo Comitê Seleto de Inteligência do Senado renomeia os OVNIs como “fenômenos aeroespaciais-submarinos não identificados”. Expandir a definição para incluir objetos no espaço e sob os oceanos amplia significativamente o escopo de um novo escritório musculoso encarregado pelo Congresso de investigar OVNIs.

A definição revisada de “OVNI” também inclui objetos “transmídia” que, segundo os legisladores, “transitam entre o espaço e a atmosfera, ou entre a atmosfera e corpos d’água”.

Em suma, os membros de um importante comitê focado em segurança nacional acreditam que objetos de origem desconhecida estão demonstrando tecnologia notavelmente avançada, movendo-se perfeitamente entre o espaço, o ar e a água. Um relatório que acompanha a legislação observa que “ameaças transmídias à segurança nacional dos Estados Unidos estão se expandindo exponencialmente”.

Isso força a credulidade de que os legisladores incluiriam uma linguagem tão extraordinária na legislação pública sem provas convincentes. Talvez os membros tenham visto os dados confidenciais do sensor que levaram o diretor de inteligência nacional do ex-presidente Trump a afirmar que os OVNIs exibem “tecnologias que não temos [e] das quais não somos capazes de nos defender” (entre vários outros comentários de levantar as sobrancelhas).

O mais impressionante é que a nova definição de “OVNI” do Congresso exclui objetos “feitos pelo homem.

Nas últimas sete décadas, a maioria dos avistamentos de OVNIs envolveu objetos “feitos pelo homem”, como aeronaves, balões, satélites ou drones mal identificados. No entanto, agora, de acordo com o Congresso, objetos “feitos pelo homem” “não devem ser considerados sob a definição de fenômenos aeroespaciais-submarinos não identificados”.

Além disso, em uma diretriz do Congresso, objetos identificados pelo novo escritório de OVNIs “como feitos pelo homem… serão passados ​​para os escritórios apropriados do [Departamento de Defesa e Comunidade de Inteligência]” para análise posterior.

O Congresso, em suma, está forçando o governo a se concentrar em objetos que não sãofeitos pelo homem”.

Imagine que o novo escritório de OVNIs identifique um drone altamente avançado voando em espaço aéreo sensível. De acordo com o projeto de lei, independentemente da origem do drone – seja chinesa, russa ou não – o escritório de OVNIs deve parar imediatamente de investigar e entregar o caso a outra entidade governamental.

Isso implica que os membros do Comitê de Inteligência do Senado acreditam (em uma base bipartidária unânime) que alguns OVNIs têm origens não humanas. Afinal, por que o Congresso estabeleceria e encarregaria um novo escritório poderoso de investigar OVNIs “não feitos pelo homem” se tais objetos não existissem?

Não se engane: Um ramo do governo americano que sugere que os OVNIs têm origens não humanas é um desenvolvimento explosivo.

Também faz parte de uma mudança notável nas atitudes oficiais em relação aos OVNIs.

No final dos anos 1940 e início dos anos 1950, muitos altos funcionários do governo acreditavam que os OVNIs tinham origens “interplanetárias”. Mas uma série de encontros ainda inexplicáveis ​​no verão de 1952 provocou temores de segurança nacional da Guerra Fria entre as agências de defesa e inteligência. Como resultado, o governo dos EUA iniciou uma campanha para “desmascarar” e desacreditar todos os avistamentos de OVNIs, não importa o quão credíveis. Por décadas, as autoridades zombaram de qualquer sugestão de que os OVNIs tivessem origens extraterrestres.

Não mais.

Em discussões e entrevistas, o administrador da NASA, Bill Nelson, sugeriu que os OVNIs encontrados por tripulações militares nos últimos anos têm origens sobrenaturais. (A NASA, deve-se notar, está procedendo “com força total em um estudo científico sem precedentes de OVNIs.)

O ex-diretor da CIA, John Brennan, afirmou que os OVNIs podem “constituir uma forma diferente de vida”. De acordo com James Woolsey, outro ex-diretor da CIA, “algo está acontecendo que é surpreendente para… pilotos experientes”.

Como os aviadores treinados em Top Gun continuam convencidos de que observaram objetos “que não são deste mundo”, a diretora de inteligência nacional Avril Haines – o principal espião dos EUA – não descartou origens extraterrestres para OVNIs.

Além disso, o ex-presidente Clinton se refere reflexivamente à alta probabilidade de vida sobrenatural no universo quando perguntado sobre OVNIs. Por sua parte, o ex-presidente Obama especulou abertamente sobre o contato com vida extraterrestre quando perguntado sobre recentes encontros militares com OVNIs.

Depois que diminuíram as costumeiras risadinhas e sorrisos maliciosos que ainda acompanham qualquer menção a “OVNIs”, tanto Clinton quanto Obama adotaram um comportamento sério e prático ao discutir o assunto. Clinton, em particular, repreendeu uma audiência de televisão por rir quando um apresentador lhe perguntou sobre OVNIs. É importante notar que os ex-presidentes continuam recebendo os briefings de inteligência mais sensíveis do governo.

Sem surpresa, essa notável mudança de atitude em relação aos OVNIs está promovendo uma discussão mais ampla e rica do fenômeno.

O comediante e comentarista político Bill Maher, por exemplo, recentemente teorizou que os OVNIs estão se revelando intencionalmente aos pilotos de caça.

Ele pode estar certo. A trajetória de voo geometricamente reconstruída de um conhecido encontro de OVNIs em 2015 na Costa Leste dos EUA indica que o objeto reagiu quando um caça da Marinha tentou se esgueirar por trás dele. É importante ressaltar que o movimento do objeto não sugere hostilidade tanto quanto um desejo de ser observado pela tripulação, que finalmente “voou direto para essa coisa”.

Um OVNI envolvido nos agora famosos incidentes “Tic Tac” de 2004 apareceu no radar na localização precisa de um ponto de encontro conhecido apenas por um pequeno grupo de aviadores e operadores de radar. Dez anos depois, dois caças quase colidiram com um OVNI que pairava no local e altitude exatos de um ponto de entrada para um campo de treinamento militar.

Para o ponto de Maher, alguns OVNIs parecem se mover e se posicionar de maneiras que tornam sua presença óbvia para as tripulações militares próximas.

Com o Congresso sugerindo abertamente que os OVNIs têm origens não humanas, esse comportamento é particularmente intrigante.

(Fonte)


E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO… e (importante) se puder, ajude na manutenção do OVNI Hoje utilizando o QR code do PIX abaixo:

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!

hit counter code
Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!!!

Caro leitor, a existência do OVNI Hoje depende exclusivamente dos anúncios apresentados aqui. Por favor, apoie o OVNI Hoje e desabilite seu bloqueador de anúncios para este site. Obrigado!