web analytics

Psiquiatra passa por experiência mística após receber anestesia

Compartilhe com a galáxia!
Tempo de leitura: 2 min.
Ouça este artigo...

Depois de receber anestesia após sofrer um acidente, um homem pôde experimentar ‘Noesis‘, após o qual afirma ter entendido como o cosmos funciona.

Psiquiatra passa por experiência mística após receber anestesia
(Domínio Público)

Para Aristóteles, Noesis refere-se àquela capacidade da razão de intuir imediatamente o conhecimento, dos primeiros princípios do conhecimento, se, e somente se, for de realidade imediata, contrário à compreensão das Idéias de Platão.

Um psiquiatra da Universidade de Warwick tentou descobrir a validade científica das experiências místicas descrevendo seu próprio encontro momentoso ao sair da anestesia geral. Detalhando o estranho fenômeno no Journal of Nervous and Mental Disease, o professor Swaran Singh explica como ele chegou a “entender o cosmos, não em um sentido cognitivo de conhecimento, mas de uma forma experiencial, que é difícil de articular“.

O evento ocorreu há quase 40 anos, em 4 de abril de 1984, durante a recuperação pós-operatória de um grave acidente de trânsito. Desde então, o professor Singh tem se dedicado ao estudo da ciência objetiva, mas insiste que a experiência “tornou-se cada vez mais proeminente no meu senso de si e na minha compreensão da relação entre o empírico e o transcendental”.

Descrevendo a experiência em si, ele revela que ela estava imbuída de uma “qualidade noética“, que ele define como “um senso de revelação e compreensão completa“.

Segundo o autor, o estranho evento durou entre dez e doze minutos, e permitiu a ele “conhecer algo completa e totalmente, que ele nunca havia conhecido antes“.

Singh escreve em um comunicado, antes de explicar como chegou a entender completamente a interação entre “espaço, tempo, energia, matéria e vida“:

“Não sei como sei, mas sei que sei.

A vida muda de uma forma para outra, mas a quantidade total de força vital permanece constante e fixa. O aumento de uma forma ocorre à custa de outra e, no caso da vida, uma forma de vida aparece à custa de outra desaparecendo.

Tentando descobrir a origem e a legitimidade dessa descarga inesperada, Singh insiste que “deve haver uma base neural nesses fenômenos“.

Aprofundando-se no assunto, ele relata como a ativação de regiões cerebrais como a ínsula, o córtex pré-motor e o lobo parietal inferior têm sido implicados na geração de experiências místicas durante a meditação ou sob a influência de drogas psicodélicas. Ele também observa que tais mudanças em sua própria atividade cerebral provavelmente foram causadas por “um estado confusional tóxico ou induzido por outra substância“, mas ao mesmo tempo afirma que o conhecimento adquirido durante a experiência foi válido e autêntico. Ao fazer isso, ele encapsula o abismo entre a ciência empírica e o poder indefinido da experiência pura e argumenta que, embora a atividade neural inegavelmente determine nossos processos mentais, certos níveis de consciência podem derivar de algo mais profundo do que a mera atividade cerebral.

Singh escreve:

“Os estados cerebrais são mecanismos. Não conferem significado. E o significado subjetivo não pode ser reduzido a um estado cerebral, independentemente da força da associação estatística entre os dois.”

Em última análise, então, o artigo serve para expor um paradoxo filosófico que ameaça frustrar nossa busca por uma explicação científica da consciência, da experiência e, em última análise, da própria realidade.

Depois de delinear esse conflito aparentemente fundamental, Singh conclui:

“Não posso dizer que realidade experimentei: a induzida pela anestesia, o sonho lúcido ou qualquer outra coisa.”

A experiência relatada neste artigo foi detalhada em uma investigação publicada no Journal of Nervous and Mental Disease.

(Fonte)


…E não esqueça: Nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui para acessá-la.

ATENÇÃO: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

IMPORTANTE: Se puder, colabore para manter o OVNI Hoje no ar, pois cada doação, por menor que seja, é crucial para manter este espaço de informação e conhecimento disponível para todos os interessados. Ao utilizar o QR code do PIX abaixo ou a chave PIX “OVNIHoje” (sem aspas), você está desempenhando um papel fundamental na sustentação deste site.

Lembre-se que as doações não são apenas um ato de generosidade, mas também uma demonstração do seu compromisso em apoiar o compartilhamento de informações relevantes e o crescimento da comunidade interessada em assuntos tão fascinantes, possibilitando a continuação das pesquisas, análises e publicações que enriquecem nosso entendimento.

Seja parte deste movimento contínuo em prol do conhecimento. O OVNI Hoje e seus leitores agradecem sinceramente por seu apoio dedicado.

Agradecimentos aos colaboradores do mês: Edward Vaz Jr. ❤️ Silas Raposo ❤️ Leopoldo Della Rocca ❤️ Egídia L dos Santos ❤️

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS
(Mais abaixo…👇)

ATENÇÃO:


Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!!!

Caro leitor, a existência do OVNI Hoje depende dos anúncios apresentados aqui. Por favor, apoie o OVNI Hoje e desabilite seu bloqueador de anúncios para este site. Obrigado!

hit counter code