A tentativa de abdução de José Higgins, no Paraná – Brasil

Tempo de leitura: 4 min.

Um dos mais antigos Contatos Imediatos do Quinto Grau da ovnilogia brasileira e um dos primeiros a serem registrados no estado do Paraná, tendo como protagonista o topógrafo José Higgins, ocorreu em 1947.

A tentativa de abdução de José Higgins, no Paraná - Brasil

Em 23 de julho de 1947, José Carlos Higgins e alguns auxiliares realizavam trabalhos de levantamento topográfico em um campo na Colônia Goio-Bang, próximo da Campina do Amoral.

Na época, a área fazia parte do município de Pitanga (PR) e hoje pertence ao município de Luiziana.

O município de Luiziana possui vários rios e as mais belas cachoeiras de toda a sua região. Estes estão distribuídos por todo o território, e hoje a economia local é basicamente de agricultores.

José Higgins e seus assistentes ouviram um estranho som agudo. Eles observaram um objeto discoidal de aproximadamente 30 metros de diâmetro, cinza-esbranquiçado, que pousou nas proximidades.

O OVNI repousava sobre pés de metal curvos. Os ajudantes da testemunha fugiram do local, apavorados. José Higgens, curioso, permaneceu ali e, mesmo com medo, aproximou-se do objeto para examiná-lo melhor.

Ele notou que no OVNI havia uma espécie de janela onde ele testemunhou duas figuras em forma humana.

Os OVNInautas e José Higgins

Pouco depois, uma porta se abriu e saíram duas figuras com 2,10 metros de altura. Os seres usavam macacões transparentes que cobriam todo o corpo, inclusive a cabeça. O uniforme que eles usavam era inflado com ar.

Nas costas deles havia uma mochila de metal.

Ele podia ver camisetas, shorts e sandálias por baixo do uniforme, que parecia papel brilhante.

Os seres tinham uma aparência estranha. Eles tinham grandes olhos redondos, sem sobrancelhas, com cílios aparentemente comuns. Eles eram carecas, imberbes, com cabeças grandes e redondas. As mãos e pernas eram compridas.

No objeto, havia um terceiro ser. Os alienígenas eram muito parecidos, parecendo gêmeos, e se comunicavam através de uma linguagem linda e sonora, totalmente desconhecida. Moviam-se com agilidade e leveza.

Um deles carregava um pequeno tubo de metal, que apontou para a testemunha, indicando que deveria entrar no OVNI.

Convite alienígena para outro planeta

Um dos seres começou a desenhar no chão para indicar a José Higgins para onde iria. O desenho consistia em sete círculos concêntricos. O alienígena apontou para o ponto central do desenho, dizendo: “Alamo”. Então apontou para o sétimo círculo, dizendo: “Orque”.

Comparando o desenho com o Sistema Solar, teríamos um ponto central como o Sol e o sétimo círculo como a órbita do planeta Urano.

A testemunha tirou uma foto de sua esposa, que estava em sua carteira, dizendo por meio de gestos que queria buscá-la. Os alienígenas concordaram. A testemunha fugiu e se escondeu em um arbusto, de onde começou a observar os estranhos seres.

Higgens notou que os seres davam saltos gigantescos e atiravam grandes pedras a distâncias enormes.

Algum tempo depois, todos entraram no aparelho que decolou, em direção ao norte.

Testemunho de José Higgins

O Incidente teve repercussão na época e foi noticiado em alguns jornais.

No jornal Diário da Tarde de 8 de agosto de 1947, temos a seguinte transcrição do depoimento da principal testemunha do caso:

“Eu estava, no dia 23 de julho, a oeste da Colônia Goio-Bang, que fica a noroeste de Pitanga e sudeste de Campo Mourão, realizando alguns trabalhos topográficos. Ao atravessar um dos raros espaços abertos da região, ouvi um silvo profundo, porém baixo, que me fez levantar e olhar para o céu.

Algo como uma cápsula de remédio desceu do espaço. Meus homens, todos trabalhadores simples, fugiram aterrorizados. E não sei por que decidi ficar e esperar.

O estranho dispositivo percorreu um círculo fechado no chão e pousou suavemente a cerca de 50 metros de mim. Foi algo surpreendente. Tinha aproximadamente 30 metros de diâmetro fora das bordas, um metro a mais ou menos – e cerca de 5 metros de altura total.

A parte que pousou no chão tinha hastes curvas, que se curvaram um pouco mais ao tocarem o solo.

O OVNI parecia sido feito de um metal cinza-branco, diferente da prata.

Enquanto examinava todo o conjunto sem ousar tocar no aparelho, notei uma parede mostrando uma janela guarnecida de vidro ou algo semelhante. Vi então duas pessoas me examinando com ar de curiosidade.

Percebi que eles tinham uma aparência estranha. Um dos alienígenas virou-se para o interior do OVNI para falar com alguém.

Imediatamente, ouvi um barulho dentro do OVNI e uma porta se abriu, permitindo a passagem de três pessoas. Dentro de uma espécie de macacão transparente, que os cobria completamente, cabeça e tudo, e que estava inchado como um tubo interno, cheio de ar comprimido, uma mochila de metal parecia ser parte integrante do traje.

Através desse macacão, eu podia ver pessoas vestidas com camisetas, shorts e sandálias, não de pano, mas de papel brilhante.

Reparei também que a sua estranha aparência se devia aos seus enormes olhos redondos sem sobrancelhas, tendo, no entanto, pestanas, e calvície muito pronunciada. Eles não tinham barba, e suas cabeças eram grandes e redondas, e suas pernas eram mais longas do que as proporções. Eles eram cerca de trinta centímetros mais altos do que eu, um metro e oitenta de altura.

O mais emocionante é que pareciam irmãos gêmeos, tanto os de macacão quanto o da janela, atrás do vidro. Um deles tinha um tubo do mesmo metal do aparelho na mão, um tubo pequeno, e apontou para mim. Percebi que eles falavam um com o outro. Eu podia ouvir as palavras perfeitamente, mas não entendia nada.

Eles falavam uma língua que eu nunca tinha ouvido, mas bonita e ressonante. Apesar de seu porte significativo, eles se moviam com incrível agilidade e leveza, formando um triângulo ao meu redor. O que segurava o tubo fez um gesto indicando que eu deveria entrar no aparelho.

A esse gesto, aproximei-me da porta, e só pude ver um pequeno cubículo, limitado por outra porta interior, e a ponta de um cano vinha de dentro, redonda, na base do parapeito ou borda.

Comecei a falar, perguntando para onde queriam me levar com muitos gestos. Eles entenderam o movimento, e o que parecia ser o chefe fez um ponto no chão cercado por sete círculos. Eu tinha notado que eles evitavam estar sob o Sol.

Mostrando o Sol no espaço, ele indicou o sétimo círculo, apontando alternadamente para este círculo e o dispositivo. Fiquei pasmo.

Eu refleti sobre isso. Lutar era impossível para mim porque eles eram mais potentes em corpo e números. Tive então uma ideia.

Mostrei a ele a foto de minha esposa, dizendo que queria procurá-la por meio de gestos. Eles não me impediram. Brincavam como crianças, pulando e atirando pedras de tamanho enorme.

Depois de mais ou menos meia hora, depois de observarem de perto os arredores, retiraram-se para o aparelho, que se elevou no ar com o mesmo silvo, rumo ao norte, subindo até desaparecer nas nuvens.

Nunca saberei se eram homens ou mulheres. No entanto, posso dizer que, apesar das características que mencionei, eles são lindos e parecem estar em esplêndida saúde. Por outro lado, é difícil para mim traduzir sua língua em letras.

No entanto, lembro-me de duas palavras: “Alamo” e “Orque”, aquela que designa o Sol, e este é o sétimo círculo do desenho. Se eu pudesse ter certeza que voltaria, Deus sabe onde eu estaria a esta hora!

Tinha sido um sonho? Teria sido realidade? Às vezes duvido que isso tenha acontecido, pois pode ter sido um sonho estranho, mas bonito.”

(Fonte)


E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO… e (importante) se puder, ajude na manutenção do OVNI Hoje utilizando o QR code do PIX abaixo:

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!

hit counter code
Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!!!

Caro leitor, a existência do OVNI Hoje depende exclusivamente dos anúncios apresentados aqui. Por favor, apoie o OVNI Hoje e desabilite seu bloqueador de anúncios para este site. Obrigado!