2 razões porque os OVNIs estão obcecados com nossas armas nucleares

Tempo de leitura: 4 min.

Por Arjun Walia

…Os OVNIs têm uma longa história de serem vistos por civis e militares nas proximidades de instalações de armazenamento e fabricação de armas nucleares. Em junho de 2021, Luis Elizondo, ex-diretor do Programa Avançado de Identificação de Ameaças Aeroespaciais do Pentágono, enfatizou esse fato em entrevista ao Washington Post.

2 razões porque os OVNIs estão obcecados com nossas armas nucleares

Ele explicou como se trata de um fenômeno global, e que esses objetos interferiram e colocaram os recursos de lançamento de armas nucleares completamente offline. Estamos falando das instalações militares mais seguras e avançadas sendo “hackeadas” por esses objetos. Em alguns casos, eles até iniciaram a contagem regressiva para o lançamento dos mísseis.

Existem vários exemplos. Em 1967, testemunhas militares na Base Aérea de Malmstrom, em Montana, viram um OVNI vermelho e brilhante pairando do lado de fora do portão da frente. Depois que isso aconteceu, todos os mísseis nucleares foram desligados e ficaram completamente mortos. Um incidente semelhante aconteceu na base RAF Woodbridge, na Inglaterra, em 1980, que era usada na época pela Força Aérea dos Estados Unidos (USAF). O pessoal da USAF, incluindo o vice-comandante da base, tenente-coronel Charles I. Halt descreveu o incidente e a nave como um objeto metálico brilhante que se dividiu em vários objetos, eventualmente lançando um feixe sobre as armas nucleares que estavam armazenadas na base.

O incidente em Bentwaters, de acordo com o Ministério da Defesa do Reino Unido, foi descrito como sem significado de defesa. Isso não fazia muito sentido – como alguém pode afirmar que um coronel em uma instalação de armas nucleares e seus subordinados passaram pelo que passaram, ou todos sofreram uma alucinação gigante juntos, sem significado de defesa? Você pensaria que qualquer explicação seria altamente significativa.

Então, qual é a explicação?

Estamos brincando com fogo

Uma explicação pode ser que estamos brincando com fogo. Talvez se os ocupantes desses objetos, ou aqueles que estão controlando esses objetos de um local remoto, estejam nos alertando sobre o perigo que as armas nucleares apresentam. Como você sabe, uma guerra nuclear destruiria completamente nosso planeta e mataria quase toda a vida nele. Talvez existam outras civilizações em outros planetas que chegaram ao nosso estágio de desenvolvimento tecnológico apenas para se auto destruirem? Alguns acreditam que foi isso que aconteceu com a “Atlântida” aqui na Terra no passado.

Se mergulharmos no conhecimento associado ao fenômeno, há razões para acreditar nesta primeira explicação. Histórias de seres visitando pessoas e retratando sua preocupação com nós, nosso planeta, a direção que estamos seguindo e a capacidade que temos de nos destruir são bastante prevalentes.

Por exemplo, em 1994, mais de 60 crianças em idade escolar em Ruwa, Zimbábue, testemunharam o pouso de uma espaçonave no pátio de sua escola. Vários seres saíram da nave e aparentemente foram vistos pelas crianças.

O que é fascinante nessa história é que todas as crianças, que foram entrevistadas por muitos, incluindo o psiquiatra de Harvard, Dr. John Mack, contaram exatamente a mesma história. Elas o fizeram de maneira tão precisa e pareciam ser completamente sinceras sobre sua experiência, algo que não é difícil para as crianças fazerem.

Outro fato notável sobre este caso é que os desenhos das crianças dos objetos e dos seres eram extremamente consistentes entre si. Elas estavam, de acordo com Mack, contando claramente uma história como se realmente tivesse acontecido, elas acreditavam no que estavam dizendo e não havia evidência de psicose ou delírio entre as crianças.

Tal como acontece com muitos outros exemplos de suposto contato, as crianças foram avisadas sobre a direção que a humanidade estava tomando e como estamos destruindo lentamente nosso planeta e toda a vida nele.

O coronel Ross Dedrickson da Força Aérea dos EUA foi designado para a Comissão de Energia Atômica dos EUA e lá serviu de 1950 a 1958. Seu trabalho lidava com as tarefas administrativas em locais de teste nuclear de Nevada, Áreas de Teste Nuclear do Pacífico a oeste do Havaí, fabricação de armas nucleares e garantia de qualidade em Albuquerque e inspeção de instalações nucleares e não nucleares em todo o país.

Segundo ele, as armas nucleares que foram enviadas ao espaço “foram destruídas pelos extraterrestres”. Ele afirmou que sua principal preocupação é a preservação do nosso planeta. Ele também afirmou que as armas nucleares enviadas à Lua para medições científicas também foram destruídas por extraterrestres.

É de conhecimento público que um relatório desclassificado do Centro de Armas Nucleares da Força Aérea de junho de 1959 mostra o quão seriamente eles consideraram o plano chamado Projeto A119. Em geral, eles queriam investigar a capacidade das armas no espaço, além de obter mais informações sobre o ambiente espacial e a detonação de dispositivos nucleares dentro dele.

O professor Robert Jacobs (primeiro oficial já premiado com a insígnia de míssil guiado da Força Aérea), que era o oficial encarregado da instrumentação óptica na Base Aérea de Vandenberg, foi responsável por supervisionar a fotografia de instrumentação de cada míssil que desceu na faixa de teste.

Naquela época, os mísseis nucleares eram chamados de “mísseis balísticos intercontinentais” (de sigla em inglês, ICBM’s) e a maioria deles explodia no lançamento. O trabalho deles também era fornecer dados sobre por que eles explodiam, para que eles pudessem fornecer aos engenheiros uma fotografia sequencial de engenharia boa o suficiente para que pudessem ver o que havia de errado com o míssil quando ele decolou em voo.

Segundo ele, um OVNI desativou um teste de lançamento de uma arma nuclear enquanto ela estava no ar.

O número de exemplos de pessoas “credíveis” continua. Talvez existam forças benevolentes por aí que se preocupam conosco e com a preservação do nosso planeta. Essa pode ser uma das razões pelas quais esses objetos e seus tripulantes, sejam eles quem forem e de onde quer que sejam, parecem estar tão preocupados com nossas armas nucleares desde que começamos a fabricá-las.

O fenômeno foi documentado não apenas no século passado, mas por milhares de anos através da arte, da introdução da imprensa e muito mais. Você pensaria que se houvesse alguma intenção hostil real eles já teriam manifestado até agora. Mas o fenômeno é complicado e tem muitos fatores benevolentes, bem como o que parece ser malévolo, associados a ele.

Um sinal de superioridade

É bastante claro que, sejam quais forem esses objetos, eles são centenas, milhares ou até milhões de anos mais avançados do que nós tecnologicamente.

Esses objetos foram filmados, rastreados no radar e observados simultaneamente realizando manobras que desafiam nossa compreensão da física e da aerodinâmica.

Aqui está um caso fascinante do Irã, se você quiser saber mais sobre isso. É um dos milhares de exemplos.

Christopher Mellon, vice-secretário assistente de inteligência de 1997 a 2002 descreve um vídeo da Marinha dos EUA lançado em 2017:

“Em alguns casos, de acordo com relatórios de incidentes e entrevistas com militares, esses veículos desceram de altitudes superiores a 60.000 pés (18.000 m) em velocidades supersônicas, apenas para parar de repente a 50 pés (15 m) acima do oceano.”

O fato de que as contagens regressivas de nossas armas nucleares tenham sido iniciadas por esses objetos é bastante preocupante e talvez possa ser uma demonstração de domínio. Mas há tanta coisa que não sabemos; talvez esses seres estejam tão preocupados com nosso planeta que nossa própria existência seja uma ameaça ao próprio planeta? Portanto, qualquer ato hostil seria, na verdade, um tipo ato de boa vontade.

Talvez a detonação de armas nucleares de alguma forma afete suas próprias características operacionais e capacidade de pilotar suas naves em nossa atmosfera? Talvez a energia de uma detonação nuclear tenha algum tipo de impacto negativo no espaço-tempo, em outras dimensões, ou algo que ainda temos que entender?

É realmente difícil dizer, quase impossível dizer, mas como esses objetos exibem características tão avançadas e existem há milhares, senão milhões de anos, reagir a eles de maneira hostil e agressiva não parece ser uma opção.

Talvez quando essas próprias civilizações, de onde quer que sejam e se são extraterrestres e/ou extradimensionais, passaram pelo mesmo tipo de estágios de desenvolvimento tecnológico que passamos e também experimentaram as mesmas preocupações com a tecnologia de armas nucleares?

Hermann Oberth, fundador dos foguetes e da astronáutica, também conhecido como o ‘pai dos voos espaciais’, declarou sua crença de que “discos voadores são reais” e que “são naves espaciais de outro sistema solar“. Ele acreditava que eles eram “tripulados por observadores inteligentes que são membros de uma raça que pode estar investigando nossa Terra há séculos”.

Ele escreveu essas palavras no artigo “Flying Saucers Come From A Distant World” (“Discos Voadores Vêm de um Mundo Distante”, em tradução livre), no The American Weekly de 24 de outubro de 1954, e expressou:

“Os OVNIs são uma espécie de sentinela, aqui simplesmente para observar e relatar; porque uma humanidade tão talentosa como inventores e pesquisadores quanto nós, mas que permaneceu política e moralmente em nosso estágio de desenvolvimento, constitui uma ameaça para todo o cosmos.”

(Fonte)


E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO… e (importante) se puder, ajude na manutenção do OVNI Hoje utilizando o QR code do PIX abaixo:

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!

hit counter code
Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!!!

Caro leitor, a existência do OVNI Hoje depende exclusivamente dos anúncios apresentados aqui. Por favor, apoie o OVNI Hoje e desabilite seu bloqueador de anúncios para este site. Obrigado!