web analytics
Tempo de leitura: 3 min.

OVNIS também foram vistos durante testes nucleares da Austrália

Tempo de leitura: 3 min.

Por Keith Basterfield

Dadas todas as discussões atuais sobre a conexão entre OVNIs e locais de testes nucleares/mísseis nucleares, etc., pensei em dar uma olhada em quaisquer avistamentos de Maralinga, Austrália do Sul, o local dos testes da bomba atômica britânica, no período 1956-1963. Maralinga fica a 845 quilômetros a noroeste de Adelaide, a capital da Austrália do Sul, e 54 quilômetros a noroeste de Ooldea, no sul da Austrália.

OVNIS também foram vistos durante testes nucleares da Austrália
Crédito da ilustração: UFO Chronicles.

Encontrei detalhes de três avistamentos de OVNIs em Maralinga, um em cada ano de 1956, 1957 e 1960. Fornecerei detalhes sobre eles a seguir. Agradeço quaisquer casos adicionais que os leitores do blog possam conhecer.

1 de junho de 1956

A seguir está o testemunho de um certo Harry Woolfall:

“Eu era um dos principais motoristas de caminhões na pista de pouso (um posto avançado de Maralinga). Estávamos levando caixas de câmeras para Rockwell, onde os cientistas se preparavam para a explosão. Naquela noite, estávamos a caminho do desvio da ferrovia de Watson para pegar mais caixas.

Eram 21h40 do dia 1º de junho de 1956. Trabalhávamos sem parar. Então eu vi um objeto muito brilhante, muito longo e um pouco como um foguete, viajando de oeste para leste, com luzes como janelas ao longo das laterais. Paramos no topo de montes de areia e saí para ver se ouvia alguma coisa. Bem, eu não consegui, mas a coisa parecia estar acima de Watson, a cerca de 6 quilômetros de distância.

Nada rápido na maneira como ele viajou. Na verdade, ele se moveu bem devagar até chegar abaixo do nosso horizonte. Os companheiros nos caminhões atrás de nós pararam para assistir também. Chips, um dos meus amigos o viu em Watson e uma escavadeira mais adiante na pista também o viu. Nós conversamos sobre isso, mas éramos diretos e não pensamos muito nisso na época.

[Fonte: jornal ‘Sunday Mail’, Adelaide, South Australia. 27 de setembro de 1987. Woolfall contatou o jornal depois de ver um artigo sobre o avistamento de 1957.]

Outubro / novembro de 1957

Considere, por exemplo, este relato de um ex-cabo da RAF estacionado em Maralinga – local dos testes nucleares britânicos na Austrália – durante setembro e outubro de 1957. O incidente estava ausente dos arquivos oficiais da RAAF:

“Durante setembro e outubro de 1957, a série de testes de armas nucleares com o codinome ANTLER foi realizada em Maralinga, com explosões nucleares de alcance de quiloton ocorrendo em 25 de setembro e 9 de outubro.

O local foi submetido a um escrutínio intenso, no entanto, até outubro e novembro de 1957, quando a integridade das instalações foi desafiada de uma forma extraordinária.

Certa noite, um pouco antes do anoitecer, o cabo da RAF e alguns colegas foram chamados para fora da cantina da vila de Maralinga para testemunhar um OVNI pairando, aparentemente silencioso sobre o campo de aviação. Ele foi descrito como uma ‘visão magnífica’, sendo de cor prata-azul, um lustre metálico, com uma linha de ‘janelas’ ou ‘vigias’ ao longo de sua borda. O cabo afirmou que o objeto podia ser visto tão claramente que ele e seus companheiros puderam ver o que parecia ser chapas em sua superfície.

O oficial de controle de tráfego aéreo de plantão também teria presenciado o espetáculo. Ele supostamente checou os aeródromos de Alice Springs e Edimburgo, que relataram que eles não tinham nada sobre suas áreas. Nenhuma foto foi tirada supostamente porque o status ultrassecreto da área exigia que todas as câmeras fossem bloqueadas. Elas tiveram que ser registradas e desconectados quando usadas.

Após cerca de 15 minutos, o objeto aéreo partiu rápida e silenciosamente, quando o crepúsculo começou a cair.

A testemunha disse a Jenny Randles: ‘Juro para você, como cristão praticante, isso não foi um sonho, nenhuma ilusão, nenhum conto de fadas – mas uma sólida arte de construção metálica.”

[Chalker, W. ‘The NW Cape Incident.’ International UFO Reporter, janeiro / fevereiro de 1986, pp 9-12.]

15 de julho de 1960

“Às 19 horas, um policial, Maxwell, estava à margem da estrada, localizado a 20 quilômetros da vila de Maralinga, quando relatou ter visto uma luz no céu, na direção de Wewak. Parecia o brilho do luar, e brincando no chão.

Às 19h05 em um local chamado Wewak, a 15 milhas (24 km) da vila de Maralinga, um policial Scarborough, viu uma luz branca no céu, viajando de leste a oeste. Ela cresceu em tamanho aparente e ficou vermelha. A duração estimada do avistamento foi de 30 segundos. Não iluminou a área ao seu redor.

Quatro pessoas na própria aldeia de Maralinga também denunciaram a luz, na direção de Wewak. As durações estimadas variaram de 2 a 15 segundos. A luz não foi associada com o lançamento de um foguete de Woomera.

Harry Turner, um físico nuclear, que tinha um interesse de longo prazo no assunto desde 1954 ou antes, que era um oficial de segurança sanitária no local de teste, conduziu suas próprias investigações e concluiu que se tratava de um OVNI.

[Arquivo dos Arquivos Nacionais da Austrália, série A6456, símbolo de controle R029 / 284. “Projeto Maralinga – Geral – Política e Administração”. pp74 e 76.]

(Fonte)


OVNIs observando atividades com testes nucleares não são uma exclusividade dos EUA, como pode ser visto acima também ocorreu na Austrália. E não para por aí, pois há também relatos sobre isto na antiga União Soviética e na China.

Eles estão de olho, mas com qual intenção?

n3m3

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…

USE O CUPOM OVH10 E GANHE 10% DE DESCONTO!


ÁREA DE COMENTÁRIOS

Atenção:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores. Pessoas que insistirem em burlar as regras serão banidas dos comentários.

Plugin Kapsule Corp