web analytics
Tempo de leitura: 4 min.

Revisitando casos antigos: Os desaparecimentos em Navegantes

Tempo de leitura: 4 min.

Um dia desses em uma matéria sobre casos ufológicos no Youtube vi nos comentários o relato de uma pessoa que disse que conhecia o caso de dois irmãos que teriam sido abduzidos no interior do Rio Grande do Sul, afirmando que apenas um voltou e o outro nunca mais foi visto.

Revisitando casos antigos: Os desaparecimentos em Navegantes
Imagem meramente ilustrativa. Crédito: depositphotos

Enviei meu e-mail para obter o relato completo e ele respondeu que irá verificar e responder. Esse é um lado da ufologia pouco comentado, mas quem transita pela casuística sabe que existem diversos casos. Resolvi fazer esta matéria sobre dois casos que ocorreram em Navegantes, Santa Catarina, no ano de 1974, e que se enquadram nesses eventos, obviamente, sinistros (afinal não sabemos o que fizeram com as pobres pessoas levadas a força) …

CASO 1 – Praia de Navegantes, Santa Catarina

Data: 31 de agosto de 1974

Hora: noite

Antônio de Azevedo, um pescador local, relatou que ele e a sua esposa Francisca Guimarães de Azevedo foram passear ao longo da praia numa noite de verão, perto do porto de pesca, quando viram um disco no céu iluminado por luzes de várias cores.

No início, eles pensaram que poderia ser um avião comum, pois o Aeroporto Internacional de Santa Catarina não ficava muito distante.

Mas aquela hora não particularmente movimentada, com muitos voos, e além disso o objeto no céu não emitia nenhum som. Na verdade, quando eles o avistaram inicialmente eles pensaram simplesmente que era uma estrela cadente.

No entanto qualquer dúvida sobre o assunto foi rapidamente dissipada, pois a luz começou a se aproximar deles, aumentando de tamanho, até que puderam ver que era um objeto iluminado, e o formato nítido de uma nave finalmente pôde ser observado quando ficou bem perto deles, até que ela aterrissou na praia, praticamente ao lado deles.

As luzes vivas emitidas pelo objeto paralisaram temporariamente ele e a esposa. Então eles viram sair do disco três seres estranhos, vestindo um traje do tipo usado pelos nossos astronautas, aparentemente de cor verde. Eles não puderam ver os rostos dos seres, pois refletiam a luz e a cor verde das suas roupas.

Apesar da sensação de ser totalmente imobilizado, o pescador disse que ele estava na posse completa de todas as suas faculdades… os três humanoides se aproximaram, pegaram a sua mulher que estampava um olhar de espanto e também estava paralisada e a arrastaram para dentro da nave. Ela nunca mais foi vista.

Exatos dois meses antes, outro incidente igual tinha acontecido na mesma área. Isso foi no início de julho de 1974, quando a esposa de outro pescador também foi abduzida pela tripulação de um disco voador.

Os detalhes do caso eram quase iguais, ambos na praia de Navegantes. Nesse caso, um pescador, muito considerado e conhecido na região, conhecido pelo apelido de “Boca-de-Traíra”, viu os aliens em frente a uma nave. Ele e esposa ficaram paralisados. Ela foi levada para dentro da nave. Ele nunca mais viu a esposa…

Outro evento interessante na mesma época e local ocorreu em 02 de julho de 1974, portanto em data coincidente ou próxima ao desaparecimento da mulher do pescador, quando muitas pessoas viram um objeto luminoso que “caiu no mar”.

Dizem que a Marinha fez extensas buscas mas nada foi encontrado (eu entendo que não houve nenhuma queda; as pessoas sem conhecimento ufológico acham que um OVNI caiu porque o veem despencando para dentro do mar, mas não sabem que os OVNIS podem adentrar no mar (quando passam a ser chamados OSNIs – capacidade que agora, com os eventos relatados pela Marinha americana, passou a ser denominada “capacidade transmidia” – transitar por meios diferentes – ar e água). Pela data e local, é bem possível até que fosse o mesmo OVNI responsável pelos desaparecimentos das mulheres.

Ainda no mês de julho, e em data igualmente próxima do evento no qual a mulher do pescador “Boca de Traíra” foi levada, há um outro caso, divulgado pela Revista UFO (https://ufo.com.br/artigos/caso-navegantes-queda-de-ufo-em-santa-catarina/), onde o pesquisador Carlos Alberto Machado relata:

Em 1984, estivemos novamente no litoral catarinense e, desta vez, entrevistamos o senhor João Manuel Barreto e quatro testemunhas, que presenciaram um segundo incidente ocorrido em Gravatá, praia vizinha a Navegantes, exatamente uma semana após o primeiro incidente. Em 09 de julho de 1974, Barreto, sua esposa, seus vizinhos e sua sobrinha esperavam um carregamento que havia sido comprado naquele mesmo dia. Tratava-se de uma cama de campanha que seus hóspedes utilizariam ainda naquela noite. Todos assistiam tevê quando a senhora Olinda resolveu dar uma “olhadela” nas estrelas, enquanto aguardava a encomenda. Inesperadamente, observou uma forte luz proveniente das montanhas, vindo em sua direção. Com a aproximação, ela notou que tratava-se de um enorme objeto metálico, que pairou sobre sua casa. Segundo a testemunha, ele produzia um zumbido “gim-gim-gim” e tinha o formato de dois pratos emborcados. O objeto possuía ainda uma cúpula, com uma pequena antena, e uma janela que permitia ver dois vultos, aparentemente humanos, se movendo.

Se considerarmos que duas mulheres foram levadas naquela mesma região, talvez o OVNI estivesse em um primeiro momento interessado também na Sra. Olinda, mas, por alguma razão (e para a sua sorte, presumo) resolveram não leva-la. O que sugere que havia alguma agenda em andamento, uma intenção por trás dos raptos, que não era ao acaso, mas devidamente planejada com escolhas de mulheres específicas (seria interessante revisitar o caso e verificar o que as duas mulheres que foram levadas tinham em comum, o que poderia ser a chave para compreender melhor qual seria a motivação por trás dos raptos).

Seja qual for a motivação, parece que havia uma agenda focada nas mulheres. Porque também temos um evento idêntico que ocorreu em Manaus nesse mesmo ano de 1974, relatado por uma pessoa que se interessa pela ufologia e que entrevistou a amiga da mulher que foi levada por uma nave. Trata-se do caso Dalva (https://www.youtube.com/watch?v=2i9oxwZOyd0) (na verdade Dalva não era a mulher – grávida – que foi levada da frente da igreja Assembleia de Deus à vista de várias testemunhas, em plena luz do dia!!!, mas a testemunha que estava lá e relata o caso).

Aliás, foi nesse mesmo ano – 1974 – que ocorreu um avistamento espetacular – em massa – em Manaus – uma nave gigantesca (nave mãe talvez) que sobrevoou a cidade por várias vezes (fiz uma matéria sobre o evento: https://ovnihoje.com/2018/12/19/disco-voador-gigante-sobre-manaus-uma-historia-apagada-pelo-tempo-mas-ainda-na-memoria-de-testemunhas/)

Por fim, importante destacar também outro conjunto de eventos bem mais recentes, ocorridos na Índia em 2002, onde naves atacaram dezenas de pessoas, em eventos bem parecidos com os da Ilha de Colares no Brasil, em 1977.

Naquele país, além de muitos terem sido gravemente feridos no rosto por raios de luz emitidos pelas naves, cerca de 20 pessoas, segundo consta, desapareceram e nunca mais foram vistas… Mas esse é assunto para uma nova matéria que publicarei sob o título “Ataques de Ovnis em Lucknow: os eventos de Colares se repetiram na Índia?

Se você tem alguma informação sobre os desaparecimentos das mulheres em Navegantes, 1974, relatados nessa matéria comente abaixo ou, se quiser confidencialidade, me escreva: [email protected] ou  [email protected]

Se conhece algum outro caso em que ovnis levaram pessoas, que nunca mais retornaram, também comente ou escreva.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…

USE O CUPOM OVH10 E GANHE 10% DE DESCONTO!


ÁREA DE COMENTÁRIOS

Atenção:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores. Pessoas que insistirem em burlar as regras serão banidas dos comentários.

Plugin Kapsule Corp