web analytics
Tempo de leitura: 3 min.

Moléculas orgânicas são encontradas em Marte pela primeira vez

Tempo de leitura: 3 min.

Depois de despender 1.909 “sóis” marcianos no planeta vermelho, o jipe-sonda Curiosity da NASA estava sofrendo de um leve mau funcionamento.

Moléculas orgânicas são encontradas em Marte
Dunas Bagnold, onde os orgânicos foram encontrados. NASA / JPL-Caltech

A broca do robô parou de funcionar enquanto o Curiosity estava no cume Vera Rubin de Marte, na base do Monte Sharp. O jipe-sonda coletou uma amostra de solo marciana e a equipe por trás da missão decidiu seguir um caminho diferente.

Em vez de colocar a amostra em um dos copos do carrossel de amostras, eles a colocaram em um copo pré-preenchido com uma mistura química. As moléculas liberadas do copo foram então capturadas e analisadas, revelando moléculas orgânicas em Marte que nenhuma agência espacial havia detectado anteriormente.

Os cientistas detalharam sua descoberta em um estudo publicado segunda-feira na revista Nature Astronomy.

Maëva Millan, pós-doutoranda no Goddard Spaceflight Center da NASA e principal autora do novo estudo, explica que a motivação inicial por trás do experimento era ter uma referência para futuros experimentos químicos conduzidos em amostras de Marte.

Ela disse ao site Inverse:

“Este experimento foi definitivamente um sucesso. Embora não tenhamos encontrado o que procurávamos, as bioassinaturas, mostramos que essa técnica é realmente promissora.”

Aqui está o histórico

O jipe-sonda Curiosity da NASA pousou na cratera Gale em 6 de agosto de 2012 e tem percorrido o terreno marciano desde então.

O equipamento foi recentemente acompanhado pelo jipe-sonda Perseverance da NASA, que pousou em Marte em 18 de fevereiro.

A missão tem como objetivo procurar sinais de vida antiga em Marte.

Embora Marte seja frio e árido hoje, lá pode ter havido rios fluindo e lagos. Os cientistas acreditam que o planeta pode ter sido habitável e possivelmente hospedou vida microbiana antiga durante sua história inicial.

Para pesquisar essa vida, os cientistas procuram bioassinaturas em Marte – certas substâncias químicas que podem ter sido produzidas por alguma forma de vida passada ou presente, seja micróbios ou algo mais complexo.

Os cientistas também procuram moléculas orgânicas. As moléculas orgânicas são consideradas os blocos de construção da vida na Terra – que podem ser transportadas para outras partes do Universo.

O Curiosity já havia detectado moléculas orgânicas enterradas em sedimentos marcianos, mas as novas descobertas aumentam a lista de moléculas orgânicas em Marte, reforçando ainda mais o caso de habitabilidade no passado.

O que há de novo?

Em março de 2017, Curiosity coletou amostras de solo da Duna Bagnold em Marte. Como o exercício do Curiosity estava fora de serviço na época, a equipe decidiu realizar um experimento inédito. O veículo espacial tem 74 copos dentro de sua barriga, e nove desses são pré-preenchidas com uma mistura química.

Millan disse:

“No processo normal, quando coletamos a amostra com o braço robótico do Curiosity, nós a colocamos em um desses copos. Mas, neste caso, jogamos a amostra em um dos campos preenchidos com reagentes químicos.”

A equipe não esperava que a amostra fosse rica em moléculas orgânicas bem preservadas, uma vez que a radiação ionizante há muito castigava o solo antigo.

Mas depois de testar a amostra com a mistura química, a equipe por trás da missão identificou moléculas orgânicas nunca antes vistas em Marte. As duas moléculas mais significativas foram o ácido benzóico e a amônia.

Embora essas moléculas não sejam bioassinaturas, são bons indicadores da presença de bioassinaturas.

Millan disse:

“Uma das coisas que estávamos tentando ao procurarmos moléculas orgânicas em Marte é entender a habitabilidade passada de Marte e procurar bioindicadores.”

O que vem a seguir

Depois de identificar as moléculas orgânicas, a equipe visa encontrar suas origens ou ‘moléculas-mãe’.

Millan informou:

“Depois de descobrirmos isso, podemos dizer de onde elas se originaram. A partir de agora, com todas as moléculas que encontramos em Marte, levantamos a hipótese de que poderiam vir de processos geológicos.”

Mas, uma vez que o Curiosity pegou a amostra da cratera Gale, que supostamente teve água no passado, então as moléculas podem ser possíveis indicadores de habitabilidade no passado.

A equipe de cientistas por trás do estudo está aguardando o lançamento da missão ExoMars da Agência Espacial Europeia em 2022 para coletar mais amostras de Marte.

O jipe-sonda Perseverance também está coletando amostras da superfície marciana, que mais tarde serão trazidas à Terra para serem analisadas em um laboratório.

Todas as diferentes missões marcianas juntam diferentes peças do quebra-cabeça da história de Marte, e se o Planeta Vermelho já hospedou vida ou não e se essa vida gerou vida na Terra.

(Fonte)


E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…

USE O CUPOM OVH10 E GANHE 10% DE DESCONTO!


ÁREA DE COMENTÁRIOS

Atenção:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores. Pessoas que insistirem em burlar as regras serão banidas dos comentários.

Plugin Kapsule Corp