web analytics
Tempo de leitura: 2 min.

O misterioso “Bigfoot” que horrorizou as tropas na Guerra do Vietnã

Tempo de leitura: 2 min.

Os soldados estadunidenses na Guerra do Vietnã enfrentaram dificuldades quase intransponíveis enquanto o Exército do Norte do Vietnã atacou o Sudeste Asiático por quase uma década. Quase 60.000 soldados dos dos EUA foram mortos, declarados desaparecidos ou já morreram como resultado da guerra.

O misterioso "Bigfoot" que horrorizou as tropas na Guerra do Vietnã
 Crédito: Youtube – The Infographics Show

Aqueles que sobreviveram vivem com as memórias de um pesadelo da vida real. Poucos ainda são assombrados pelo mistério do Batatut.

De acordo com o site MysteriousUniverse.org, as histórias do Batatut, na verdade, são anteriores à Guerra do Vietnã. Variantes regionais de Laos e Bornéu foram adicionadas aos mitos de Batatut por décadas, mas muitas mais são compartilhadas dentro da Reserva Natural Vu Quang. As pessoas que vivem lá chamam a criatura de Batutut, mas também de ‘Ujit’ ou ‘Người rừng’, traduzido vagamente como ‘povo da selva’.

Quando em pé, evidências anedóticas colocam o Batatut com cerca de 1,8 metros de altura, uma besta simiesca peluda não muito diferente do “Bigfoot”, mais familiar na América do Norte.

O Batatut varia em ferocidade, dependendo da lenda regional, com as variantes mais agressivas encontradas em Bornéu. O primeiro registro de avistamento do Batatut foi em 1918, mas foi somente quando a guerra destruiu os habitats da selva que as histórias da fúria do Batatut se tornaram mais populares.

Mysterious Universe relata:

“Os habitantes dessas regiões consideram essas criaturas apenas um fato da vida, mas o Batutut não era realmente conhecido do mundo exterior até que a guerra começou a entrar em seu domínio.”

Kregg P. J. Jorgenson compartilhou um “relato de testemunha ocular” em seu livro “Strange but True Stories of the Vietnam War” (“Histórias Estranhas Mas Verdadeiras da Guerra do Vietnã”, em tradução livre).

“Foi um dia quente. Os seis homens da 101ª Divisão Aerotransportada estavam fazendo uma pausa no meio de uma selva montanhosa quando o evento aconteceu. Eles carregavam equipamentos de cem libras sob o Sol implacável em um ambiente infestado de mosquitos, cheio de sons estranhos e imagens que não eram nada como os soldados americanos estavam acostumados em sua terra natal. Apesar do descanso momentâneo, eles mantiveram seus cinco sentidos ativos, pois sabiam que o vietcongue poderia muito bem tê-los rastreado, algo em que os nativos eram extremamente bons. De repente, de acordo com os homens, algumas árvores pequenas localizadas a quinze metros colina acima começaram a tremer claramente. Os soldados haviam treinado para isso e, ao se prepararem para o combate para enfrentar os esperados soldados VC, eles nunca imaginaram o que veriam a seguir.

Uma longa cabeça em forma de pepino apareceu. O rosto, disseram os soldados, era coberto de cabelos ruivos, com um par de olhos escuros e uma boca enorme. A criatura então saiu da vegetação para uma clareira, permitindo ao grupo observar o resto de seu corpo musculoso, que também era caracterizado pelo mesmo tipo de cabelo ruivo. O suposto criptídeo não tinha mais de 1,5 metro de altura e andava ereto. Ele parou, olhou para eles como se estivesse examinando cada um dos soldados.

‘O que diabos é isso?’, um dos soldados lembra ter resmungando.

‘É um macaco da rocha’, disse outro.

‘Não, não é’, disse um terceiro homem. ‘Eu já vi macacos das rochas, e com certeza não é um macaco das rochas!’

Os guerreiros não tiravam os olhos da criatura.

‘É um orangotango, não é?’, perguntou o primeiro soldado novamente.

‘Bem, se for, então ele não pode ler um mapa. Não há orangotangos no Vietnã’.”

Em contraste, alguns encontros com o Batatut ocorreram fora de uma cenário de violência.

Its Nature relata:

“Em alguns dos vilarejos mais isolados de Sumatra, os moradores afirmam ter tido encontros próximos com Batutut, em alguns casos até oferecendo comida e compartilhando momentos, assistindo enquanto o Batutut comia e falava em um dialeto não identificado.”

É possível que os habitantes locais e soldados americanos tenham confundido um orangotango com um criptídeo monstruoso, mas nunca saberemos com certeza. O Batatut continua sendo um misterioso protetor das florestas tropicais do sudeste da Ásia. Com a ameaça agora representada pela mudança climática, talvez seja hora para esta besta emergir de sua floresta e lutar pela paz mais uma vez.

(Fonte)

Colaboração: MaryH


E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é produtos-OVNI-Hoje-1.jpg
O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Loja-Nerd.jpg

Leitores OVNI Hoje ganham 10% de desconto em todos os produtos da Loja Nerd, inclusive nos produtos OVNI Hoje. (Use o cupom OVH10)


*Agora você também pode apoiar o OVNI Hoje através de uma transferência PIX, clicando aqui, ou utilizando o QR Code abaixo:



ÁREA DE COMENTÁRIOS

Atenção:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores. Pessoas que insistirem em burlar as regras serão banidas dos comentários.

Plugin Kapsule Corp