web analytics
Tempo de leitura: 3 min.

Novo experimento de física indica que não há realidade objetiva

Tempo de leitura: 3 min.

Alguém disse uma vez: “O mundo é tudo o que acontece”. Mas será mesmo?

Pesquisadores realizando um experimento criaram realidades diferentes que são irreconciliáveis, provando que fatos objetivos podem ser feitos para exibir propriedades que não podem ser coerentes, de acordo com um estudo recente compartilhado em um servidor de pré-impressão.

Parece confuso? Você não é o único a pensar assim, pois tudo isso envolve uma física bastante complicada. Mas, em resumo, a lição é esta: a realidade está em conflito com ela mesma.

Dois fatos, nenhuma realidade final

Eugene Wigner, vencedor do Prêmio Nobel, descreveu um experimento mental em 1961 que destacou um paradoxo incomum da mecânica quântica. Especificamente, ele revela a estranheza do universo quando dois observadores, quando Wigner e seu amigo, observaram duas realidades distintas. Desde o experimento mental, os físicos o têm usado para explorar a própria natureza da medição, além da ideia bizarra de se fatos objetivos realmente existem ou não. Esta é uma característica crucial da ciência, uma vez que a investigação empírica funciona para estabelecer fatos objetivos.

Mas se não há fatos, como pode a ciência presumir descrever um mundo real em primeiro lugar?

Por décadas (e filosoficamente, muito mais), isso serviu como um ótimo bocado para entreter os convidados do jantar, mas o experimento mental de Wigner não era nada mais do que isso. Até agora.

Em 2020, os físicos perceberam que os recentes avanços da tecnologia quântica tornaram possível criar o teste Wigner’s Friend (Amigo de Wigner) em um experimento do mundo real. Em essência, podemos criar realidades diferentes e compará-las em um laboratório para ver se podem ser reconciliadas ou coerentes em um sistema. E o pesquisador Massimiliano Proietti da Heriot-Watt University, em Edimburgo (Escócia), junto com um punhado de pesquisadores, disseram que realizaram esta experiência tão esperada pela primeira vez: Criando realidades distintas, comparando-as e contrastando-as e descobrindo que elas são, em rato, irreconciliável.

Fótons emaranhados quânticos reproduziram o experimento mental de Wigner

O experimento mental inicial de Wigner era simplista em princípio, começando com um único fóton polarizado que pode ter polarização vertical ou horizontal, após medição. As leis da mecânica quântica sustentam que um fóton existe em ambos os estados de polarização simultaneamente, no que é chamado de superposição. Em seu experimento mental, Wigner imaginou um amigo medindo o estado de um fóton em um laboratório diferente e registrando o resultado enquanto Wigner observava de longe. Ele não tem ideia de qual é a medição de seu amigo e, portanto, é forçado a presumir que o fóton e sua medição estão em um estado de superposição de todos os resultados possíveis para o experimento.

Wigner pode dizer, entretanto, que o ‘fato’ da existência da superposição é real. E, estranhamente, esse estado de coisas sugere que a medição não pode ter ocorrido. Obviamente, isso está em contradição direta com o ponto de vista do amigo de Wigner, que acabou de medir e registrar a polarização do fóton. Ele pode até ligar para Wigner e dizer que a medição foi feita, sem revelar os resultados. Isso significa que há duas realidades em conflito uma com a outra e “questiona o status objetivo dos fatos estabelecidos pelos dois observadores”, explicou Proietti e colegas, em um relatório do MIT Technology Review.

E a nova pesquisa reproduziu o experimento mental de Wigner usando técnicas de emaranhamento para muitas partículas ao mesmo tempo.

Este é um experimento inovador de Prioretti e seus colegas.

Eles acrescentaram ao relatório:

“Em um experimento de 6 fótons de última geração, percebemos esse cenário de amizade ampliado de Wigner.”

E isto levantou algumas questões desconcertantes que forçaram os físicos a confrontarem a natureza da realidade. Pode haver uma brecha para algumas suposições que tornam necessária essa conclusão de realidade desconhecida, mas se tudo se sustenta para um escrutínio futuro, acontece que a realidade não existe.

Portanto, da próxima vez que seus amigos pensarem que algo é ou não é o caso, considere intervir com um argumento da física quântica: os dois estão errados, e você também, porque até o simples fato da discordância em si é apenas outra ilusão.

(Fonte)


Bem, se tudo é uma ilusão, então deve haver uma forma de controlá-la. Assim, fou tentar encontrar um jeito de moldar esta ilusão para que ela supra pelo menos minhas necessidades básicas da melhor maneira possível.

Alguém aqui sabe como fazer isto?

n3m3

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…

USE O CUPOM OVH10 E GANHE 10% DE DESCONTO!


ÁREA DE COMENTÁRIOS

Atenção:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores. Pessoas que insistirem em burlar as regras serão banidas dos comentários.

Plugin Kapsule Corp