web analytics
Tempo de leitura: 3 min.

A luz e o ruído da Terra poderiam atrair a atenção dos ETS no espaço?

Tempo de leitura: 3 min.

Desde o primeiro uso de lâmpadas elétricas no século XIX, a sociedade não olhou para trás. Casas e ruas ficam iluminadas o tempo todo, para que as pessoas pudessem cuidar de seus negócios quando já dormiram.

A luz e o ruído da Terra poderiam atrair a atenção dos ETS no espaço?
Crédito da imagem: pixabay

Além dos benefícios óbvios para as sociedades e a economia, há uma consciência crescente do impacto negativo da luz artificial.

A poluição luminosa tem sido responsabilizada por desperdiçar energia, perturbar o comportamento da vida selvagem e prejudicar a saúde mental. No entanto, um aspecto evitou os holofotes. Ou seja, essa luz permite não apenas ver, mas também ser visto. Isso pode muito bem atrair atenção indesejada – e não apenas das mariposas.

A curiosidade inata dos humanos e nosso crescente conhecimento do universo em que vivemos nos levaram inexoravelmente a uma pergunta: As civilizações existem em outros planetas além da Terra? Os cientistas agora acreditam que existem muitos lugares no universo que podem abrigar formas de vida simples, como bactérias.

O que é mais especulativo é a noção de que essa vida extraterrestre poderia ter se tornado tecnologicamente avançada, talvez até muito além de nossa capacidade.

Essa ideia capturou a imaginação do público em geral, dando origem a uma rica coleção de literatura de ficção científica e filmes de sucesso. Mas também recebeu séria atenção dos cientistas, que pensaram em maneiras de encontrar e possivelmente entrar em contato com essas espécies exóticas.

Em 1974, o rádio astrônomo Frank Drake usou o então mais poderoso transmissor de rádio, em Arecibo, em Porto Rico, para transmitir uma mensagem ao espaço anunciando nossa presença. A mensagem agora estará a 45 anos-luz de nós. Embora existam muitas estrelas e planetas mais perto de nós do que isso, eles não estarão no caminho da transmissão de Drake.

Mas por mais impacientes que os cientistas tendem a ser, mais esforço foi despendido na busca desses sinais transmitidos por civilizações extraterrestres.

À medida que mais e mais planetas são descobertos em torno de outras estrelas, a busca por inteligência extraterrestre – frequentemente abreviada para SETI – está se tornando mais relevante, mais bem informada e com mais recursos.

Em 2015, os ricos empresários Yuri e Julia Milner alocaram US $ 100 milhões para o projeto Breakthrough Listen SETI, que compra tempo nos observatórios para usar seus poderosos telescópios para detectar sinais artificiais do espaço sideral.

Mas, apesar da vastidão e do vazio do espaço, os cientistas começaram a se perguntar porque ainda não ouvimos falar de alienígenas. Este quebra-cabeça é conhecido como Paradoxo de Fermi, em homenagem ao físico Enrico Fermi. Entre as muitas soluções propostas para este problema, uma realmente nos traz de volta à Terra: os alienígenas podem ter medo de outros alienígenas.

Alguém está nos ouvindo?

Embora tentador, muitos cientistas agora concordam que enviar mensagens ao espaço sem saber quem pode estar interceptando-as pode não ser uma ideia tão boa. Depois de enviado, isto não pode ser desfeito.

Ao contrário de uma postagem nas redes sociais, ela não pode ser removida. Ouvir é muito mais seguro. Mas a comunicação de rádio entre nós – que inclui navegação, transmissões de televisão e internet – também pode ser detectada do espaço.

Afinal, as ondas de rádio que não são capturadas continuam a viajar, para cima e para longe da Terra para o espaço profundo.

Sem querer, podemos já ter sido observados por uma espécie divertida, apavorada ou “interessada”, que pode decidir nos receber para “apertar nossas mãos”, ou vir nos escravizar, nos comer ou nos destruir por precaução. Afinal, nós próprios somos uma espécie agressiva.

Felizmente, a Terra tornou-se muito mais silenciosa, graças à sinalização mais direcionada e aos cabos de fibra que substituem a transmissão aérea. Podemos simplesmente fugir com nossa imprudência do passado. Mas um novo farol está se iluminando.

Imagens da Terra à noite revelam nossa presença de maneira espetacular. Cidades e estradas delineiam os contornos dos continentes, enquanto as plataformas de petróleo pontilham os mares e os navios desenham linhas através do oceano.

Esse tipo de luz, que substituiu as fontes incandescentes mais antigas, não é natural. Desde as lâmpadas laranja de sódio ou mercúrio azulado até diodos emissores de luz branca (LEDs), a origem artificial desse “espectro” deve ser fácil para os alienígenas tecnologicamente avançados identificarem.

Nas próximas décadas, as agências espaciais da Terra podem estar desenvolvendo os meios para detectar essa luz artificial de planetas ao redor de outras estrelas. Mas podemos falhar, se os alienígenas acreditarem que a coisa mais inteligente a se fazer é ficarem quietos e permanecerem no escuro.

Nós, por outro lado, podemos já ter sido vistos, e eles podem já estar a caminho. Isso levanta a questão – devemos diminuir nossas luzes, antes que seja tarde demais?

(Fonte)


O que o autor do artigo acima não levou em consideração é que, possivelmente, os alienígenas já nos vigiam desde muito antes de termos descoberto a eletricidade para iluminar nossas vidas. E, se eles quisessem nos “comer”, já não estaríamos mais aqui. A não ser, é claro, que sejamos para eles como gado produtor de “emoções”. Mas este é assunto para outro artigo…

n3m3

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é produtos-OVNI-Hoje-1.jpg
O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Loja-Nerd.jpg

Leitores OVNI Hoje ganham 10% de desconto em todos os produtos da Loja Nerd, inclusive nos produtos OVNI Hoje. (Use o cupom OVH10)


*Agora você também pode apoiar o OVNI Hoje através de uma transferência PIX, clicando aqui, ou utilizando o QR Code abaixo:



ÁREA DE COMENTÁRIOS

Atenção:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores. Pessoas que insistirem em burlar as regras serão banidas dos comentários.

Plugin Kapsule Corp