web analytics
Tempo de leitura: 3 min.

Humanos ficariam bastante otimistas em relação aos ETs, mostra estudo

Tempo de leitura: 3 min.

Hollywood está completamente errada. Os humanos realmente responderiam favoravelmente às notícias de vida extraterrestre inteligente.

Humanos ficariam bastante otimistas em relação aos ETs, mostra estudo
Crédito: depositphotos

Como as possibilidades de uma inteligência não humana estar presente na Terra aumentam diariamente, uma questão crítica deve ser abordada: Como vamos lidar com isso se fizermos contato? Ficaremos apavorados se nos sentirmos ameaçados? Vamos aceitar isso? Seremos capazes de compreender a situação? Ou vamos descartá-la como apenas mais um item para enfrentar em nosso mundo cada vez mais acelerado?

Pesquisadores da Arizona State University realizaram um estudo para tentar descobrir a resposta, e o artigo é intitulado  “How Will We React to the Discovery of Extraterrestrial Life?” (“Como Reagiremos à Descoberta de Vida Extraterrestre?”)

Os pesquisadores analisaram como a linguagem foi usada na cobertura da mídia de anúncios anteriores desse tipo, com ênfase na vida microbiana alienígena (Estudo Piloto). Uma grande amostra online foi solicitada a escrever sobre a reação deles e da humanidade a um anúncio hipotético de tal descoberta, e outra grande amostra online foi solicitada a ler e responder a um artigo de notícias sobre a descoberta de vida microbiana extraterrestre fossilizada em um meteorito marciano.

o professor assistente de psicologia da Arizona State University, Michael Varnum, disse:

“Se ficássemos cara a cara com a vida fora da Terra, ficaríamos muito otimistas com isso.”

Varnum apresentou os resultados do estudo em 16 de fevereiro na reunião anual da Associação Americana para o Avanço da Ciência em Austin, Texas.

Os artigos do estudo piloto focaram na descoberta de 1996 de micróbios extraterrestres marcianos possivelmente fossilizados, a descoberta de 2015 de escurecimento periódico em torno da Estrela de Tabby, que poderia ser a presença de uma “esfera de Dyson” construída artificialmente e a descoberta de 2017 de exoplanetas semelhantes à Terra zona habitável de uma estrela.

Possível estrutura fossilizada em Marte. Crédito: NASA

O estudo piloto descobriu que a linguagem usada para descrever esses eventos suscitou muito mais sentimentos positivos do que negativos.

Em um segundo estudo, os pesquisadores convidaram mais de 500 pessoas para escreverem sobre suas reações potenciais à descoberta de vida microbiana alienígena, bem como a possível reação da humanidade. Ao considerarem seus sentimentos individuais, bem como os da humanidade como um todo, as respostas dos participantes revelaram substancialmente mais emoções positivas do que negativas.

Um participante comentou:

“Eu ficaria um pouco animado com a notícia. Mesmo que existisse uma forma rudimentar, seria fascinante.”

O grupo de Varnum então deu uma cobertura de notícias históricas de descobertas científicas a uma amostra adicional de mais de 500 pessoas e pediu-lhes que escrevessem sobre suas emoções em outra pesquisa. Os participantes foram divididos em dois grupos. Os participantes de um grupo leram um artigo anterior do The New York Times sobre evidências prováveis ​​de vida microbiana antiga em um meteorito de Marte. O segundo grupo de participantes escreveu um relatório do New York Times sobre o alegado desenvolvimento de vida sintética feita pelo homem em um laboratório.

Os cientistas descobriram evidências de emoções consideravelmente mais felizes do que negativas em respostas à alegada descoberta de vida alienígena, e esse impacto foi maior em resposta à leitura sobre vida extraterrestre do que em resposta à vida sintética feita pelo homem.

Um participante afirmou:

“Esta descoberta demonstra que outros planetas podem suportar vida. É uma descoberta intrigante e fascinante que pode ser apenas o começo.”

Varnum examinou a cobertura recente da mídia sobre o potencial do asteroide interestelar Oumuamua ser na verdade uma espaçonave, em dados não publicados fornecidos na conferência. Aqui, também, ele descobriu evidências de emoções mais positivas do que negativas, o que implica que os humanos podem reagir favoravelmente às notícias da descoberta de vida senciente em outras partes do cosmos.

De acordo com Varnum:

“Tomados em conjunto, isso implica que, se descobrirmos que não estamos sozinhos, receberemos a notícia muito bem.”

O estudo pode ser encontrado na íntegra aqui (em inglês) – https://www.frontiersin.org/articles/10.3389/fpsyg.2017.02308/full

(Fonte)


De forma geral, penso eu, se houver a oficialização da vida extraterrestre, nossas vidas continuariam sendo conduzidas da mesma forma que temos conduzido até agora. Isto é, se a vida alienígenas não começasse a se relacionar diretamente conosco. Daí a história seria diferente, mas, esperançosamente, melhor.

– n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.


PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


*Agora você também pode apoiar o OVNI Hoje através de uma transferência PIX, clicando aqui, ou utilizando o QR Code abaixo:



ÁREA DE COMENTÁRIOS

Atenção:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores. Pessoas que insistirem em burlar as regras serão banidas dos comentários.
EnglishFrançaisDeutschItaliano日本語PortuguêsEspañol