web analytics

Enorme estrutura submarina é encontrada no Mar da Galileia

Tempo de leitura: 3 min.

Para quem gosta de mistérios da arqueologia, aqui está uma descoberta interessante publicada no site codigooculto.com:

Enorme estrutura submarina é encontrada no Mar da Galileiaaccc
A estrutura circular foi detectada pela primeira vez em um sonar de parte do mar no verão de 2003. Crédito: Shmuel Marco

Uma roda de pedra gigante e um monumento colossal em forma de lua. Esses são alguns dos elementos de uma enorme estrutura subaquática no Mar da Galileia, que se tornou um enigma para a arqueologia.

Israel é uma nação que tem uma forte relação com o passado. Seus edifícios atuais ainda estão ligados a estruturas de milhares de anos atrás. No entanto, ainda existem muitos mistérios não resolvidos. Um deles está localizado no fundo do Mar da Galiléia, especificamente entre as regiões disputadas de Golã e Galiléia.

Uma misteriosa estrutura subaquática tem intrigado arqueólogos e historiadores. Quem a construiu?

Enorme estrutura submarina é encontrada no Mar da Galileia
Enormes estruturas subaquáticas de rochas de basalto que formam a estrutura Pedras de basalto que formam a estrutura. Cortesia: livescience

Sua descoberta ocorreu em 2014. Um arqueólogo israelense relatou um estranho monumento de pedra em forma de meia-lua. Medindo 150 metros de comprimento e 7 metros de altura, foi apelidado de “Jethro Cairn”. Até agora, os especialistas encontraram cerâmicas que pertencem à Idade do Bronze, o que a situaria no ano de 3050 ou 2560 a.C.

No entanto, acredita-se que o monumento possa ter até 13.000 anos. Os especialistas sugerem que o imenso monumento em forma de meia-lua pode simbolizar o deus lunar da Mesopotâmia, Sin. Essa divindade era a guardiã dos caldeus que habitavam a cidade de Ur.

A apenas um dia de caminhada de distância fica a cidade Ben Yerah, do final da Idade do Bronze, que significa ‘Casa do Deus da Lua’. A 13 quilômetros ao sudeste, há outro monumento misterioso; em 2003, uma estrutura cônica maior do que um Boeing 747 foi encontrada a 9 metros de profundidade no Mar da Galiléia. Esta construção colossal foi feita com rochas basálticas. Suas medidas exatas são de 70 metros de largura em sua base e mede 10 metros de altura, pesando 60.000 toneladas.

Os especialistas acreditam que este monumento foi construído em terra, ficando após submerso pelo mar. Mesmo assim, eles não conseguiram decifrar sua idade exata. A única coisa clara é que essa construção teve grande importância no passado.

Cada pedra, com 1 a 2 metros de largura e 90 kg cada, foi extraída da pedreira mais próxima, localizada a quilômetros de distância.

Outro dos mistérios colossais da arqueologia é Gilgal Rfaim. Este monumento pré-histórico, cujo nome significa “roda de gigantes”, refere-se aos Nefilins, a raça de gigantes mencionada na Bíblia. O monumento é composto por mais de 42.000 rochas basálticas, alinhadas em cinco círculos concêntricos. Toda a estrutura conjunta pesa mais de 40.000 toneladas.

A construção do complexo possui uma câmara mortuária de 4,5 metros no centro dos cinco círculos que a formam. Destes, o maior tem mais de 152 metros de largura.

Na superfície, a estrutura parece um labirinto intrincado. Da altura pode-se apreciar corretamente sua forma circular. Alguns desses círculos estão completos, outros não. Isso sugere que isto poderia ter sido criado de acordo com padrões astronômicos.

Nos dias mais curtos e longos do ano, o nascer do sol se alinha com as aberturas nas rochas. Em suma, poderia ser uma espécie de “máquina” para prever eclipses solares e lunares.

Ajuda do céu?

Quem e para que essas estruturas foram criadas é algo que a ciência não foi capaz de resolver. Porém, a importância para seus criadores é evidente.

O avanço tecnológico abriu um panorama muito mais amplo das ideias e descobertas do passado. Isso nos fez entender que os humanos antigos eram, na verdade, muito mais avançados do que pensávamos.

O problema é que não há registros arqueológicos ou evidências dessas criações, já que a queima de bibliotecas no passado apagou muito de nossa história. É por isso que não sabemos como os cientistas pré-históricos, que estudaram os antigos conhecimentos egípcios, mesopotâmicos ou babilônicos, como Hou Yih, da China, sabiam que a lua era um satélite frio e desolado. Ou como os filósofos gregos conheciam as distâncias exatas entre as estrelas ou a existência de planetas que eles não podiam ver.

Embora a ciência se recuse a aceitar essas lendas como válidas, uma explicação para isso pode estar nas histórias sobre a descida das divindades dos céus.

E eis que, a partir do ano 8000 a.C., o humano deixou de ser um caçador nômade para se tornar um fazendeiro que se estabeleceu em comunidades. Apenas séculos depois, a humanidade alcançou um desenvolvimento que não alcançou em milhares de anos antes.

O que aconteceu durante aquele tempo perdido na história? Por que as culturas antigas atribuem essa mudança às divindades que vieram do céu? Elas receberam algum ensinamento cósmico desses seres?

Especialistas afirmam que a única maneira de criar uma enorme estrutura subaquática, como a do Mar da Galileia, só é possível com um planejamento digno de uma sociedade desenvolvida. Isso levou os teóricos a sugerir que as origens da humanidade estão em uma época muito mais distante. Muito mais atrás no tempo do que fomos levados a acreditar por décadas.

(Fonte)


– n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.


Meus sinceros agradecimentos aos que doaram ao OH neste mês de maio:

  • Boris G. K.
  • Ricardo C. A.
  • Eduardo S. S.
  • Egidia L.
  • Joaquim F. P. C.
  • Helio S Jr.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

*Agora você também pode apoiar o OVNI Hoje através de uma transferência PIX, clicando aqui, ou utilizando o QR Code abaixo:



ÁREA DE COMENTÁRIOS

Atenção:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores. Pessoas que insistirem em burlar as regras serão banidas dos comentários.
EnglishFrançaisDeutschItaliano日本語PortuguêsEspañol