Projeto ISIS: KGB descobre o corpo mumificado de antigo “deus alienígena”

Compartilhe esta informação com a galáxia!
Tempo de leitura: 3 min.

Atenção: A matéria abaixo, publicada aqui como parte da missão do OH, não possui comprovação de veracidade das declarações nela apresentadas, podendo contradizer a ciência atualmente aceita e as crenças gerais difundidas na humanidade.

Projeto ISIS: KGB descobre o corpo mumificado de antigo "deus alienígena"

Em 1961, a KGB lançou o Projeto ISIS, um programa ultra secreto que almejava obter tecnologia alienígena. O projeto culminou com a descoberta de um corpo alienígena de 13.000 anos dentro de uma tumba no planalto de Gizé, no Egito.

Nos primeiros anos da Guerra Fria, oficiais militares russos temiam que os Estados Unidos tivessem ganhado uma vantagem tática por meio de engenharia reversa de tecnologia alienígena, presumivelmente estudando OVNIs como o que caiu perto de Roswell.

Determinados a possuir tecnologia avançada, os russos usaram seus serviços de inteligência para localizar vários lugares onde artefatos extraterrestres poderiam ser encontrados.

Um desses lugares era uma tumba antiga localizada no planalto de Gizé, no Egito. Eles basearam sua pesquisa em uma antiga lenda sobre a Tumba do Deus Visitante.

Conforme a história continua, dois beduínos acidentalmente tropeçaram no antigo local de descanso de um visitante alienígena. Imediatamente após entrarem no túmulo, os dois homens adoeceram e foram hospitalizados. Antes de sucumbirem à doença misteriosa, eles foram capazes de dar detalhes sobre a localização da tumba.

As autoridades egípcias trocaram essas informações com seus aliados russos, que queriam chegar à Tumba do Deus Visitante antes que a CIA descobrisse sobre isso. Como resultado, eles rapidamente organizaram uma expedição do Projeto ISIS.

Um grupo de egiptólogos soviéticos, cientistas e militares foram auxiliados por seus colegas egípcios na localização da tumba. Esta informação foi verificada pelo cientista russo Viktor Ivanvich, que teve acesso a documentos confidenciais da KGB:

“Não há dúvida de que um pequeno grupo de cientistas russos com especialistas militares descobriu uma tumba no Egito em 1961. Mas nos documentos, nunca foi revelado exatamente o que foi encontrado dentro do sarcófago.

Apenas as fontes dos mais altos escalões da KGB sabem que encontramos os restos mortais de uma criatura alienígena que morreu no Egito 10.000 antes de Cristo.”

A expedição russo-egípcia conseguiu descobrir a tumba e supostamente protegeu vários artefatos. De acordo com um relatório para um oficial sênior da KGB, 15 caixas de artefatos foram retiradas da Tumba do Deus Visitante.

Inscrições hieroglíficas foram copiadas e traduzidas. Entre as inscrições estava uma profecia predizendo o retorno de um deus alienígena alado. O relatório também menciona a presença de uma barreira protetora:

“Durante a inspeção das paredes, notamos uma estranha força repulsiva saindo das paredes. Não conseguimos encontrar nenhuma explicação científica.”

Mas nada encontrado dentro da tumba foi tão intrigante quanto o corpo mumificado do próprio Deus Visitante, cuidadosamente colocado dentro de um grande sarcófago. O corpo era maior do que o da média egípcia e os testes de carbono-14 revelaram que tinha aproximadamente 13.000 anos.

De acordo com a mitologia egípcia, a primeira dinastia foi estabelecida pelo homem-deus Osíris, que desceu à Terra em um barco voador. Seria esta uma referência a um OVNI e se sim, o Projeto ISIS realmente encontrou o corpo mumificado deste deus alienígena?

Projeto ISIS: KGB descobre o corpo mumificado de antigo "deus alienígena"

É impossível dizer, mas existem evidências de vídeo da descoberta. Um vídeo em preto e branco apresenta detalhes da escavação arqueológica e foi obtido por meio de um intermediário russo com acesso aos arquivos secretos da KGB.

O vídeo mostra pessoal soviético entrando na tumba sem equipamento de proteção e dois soldados levantando a tampa do sarcófago. Uma nuvem de fumaça tóxica é vista subindo e determina o retorno dos homens usando roupas protetoras e máscaras de gás.

A equipe da missão do Projeto ISIS incluía egiptólogos da Academia Soviética de Ciências, cientistas e especialistas militares. A equipe foi apoiada por Sami Sharaf, um assessor próximo do presidente Gamel Abdel Nasser do Egito.

A colaboração entre Egito e Rússia é entendida quando consideramos a situação geopolítica da época. Os soviéticos apoiaram o Egito contra Israel, França e Grã-Bretanha e o Projeto ISIS organizado em conjunto foi ostensivamente o resultado de interesses comuns de segurança e defesa.

Embora não seja possível certificar que o corpo mumificado realmente pertencia a um deus alienígena, analistas forenses declararam o vídeo genuíno. Até hoje, o resultado da expedição é desconhecido.

(Fonte)


Com base no histórico da humanidade de forjar coisas para a obtenção de algum tipo de vantagem, fica uma grande dúvida no ar se o que foi relatado acima é real, ou se é somente um fragmento da imaginação humana.

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe esta informação com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site.

Clique aqui para apoiar através do site Apoia.se, ou use o botão abaixo:


*Agora você também pode apoiar o OVNI Hoje através de uma transferência PIX, clicando aqui, ou utilizando o QR Code abaixo:

(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.