web analytics
OVNI Hoje!
Notícias diárias sobre OVNIs / UFOs, vida extraterrestre, bem como assuntos impactantes relacionados ao Universo e à Terra.

Acontecimentos sinistros forçaram caçador de OVNIs a desistir

Tempo de leitura: 4 min.
Acontecimentos sinistros forçaram caçador de OVNIs a desistir
Imagem meramente ilustrativa.

Ex-caçador de OVNIs afirma que escutas telefônicas do governo forçaram o fechamento de sua própria organização, o Unidentified Flying Object Information Bureau (Escritório de Informações sobre Objetos Voadores Não Identificados).

Brian Leathley-Andrew registrou relatos de uma infinidade de naves estranhas no final dos anos 1960. Recortes da imprensa na época sugerem que, nos anos 60, a verdade estava definitivamente lá fora – e espreitando nos céus de West Midlands, na Inglaterra.

Mas seu trabalho tornou as figuras sombrias nos corredores do poder inquietantes, Brian – que agora se refere a si mesmo como Lord Brian Leathley-Andrew – acredita.

Ele calcula que eles estavam preocupados por ele ter tropeçado na tecnologia das trevas sendo desenvolvida em locais secretos. Agora com 71 anos e morando em Bedworth, Warwickshire, o ex-engenheiro elétrico diz:

“A sociedade está sendo observada pelo ‘Departamento Deles’. Diga olá ao Sistema X.

Claramente, eu tive problemas com grampeamento de telefone, enorme grampeamento de telefone. Você podia ouvir o clique.

Havia muitas pessoas olhando, em retrospecto.”

Já se passaram mais de 50 anos desde que Brian virou as costas ao escritório de OVNIs e seu interesse em Contatos Imediatos diminuiu.

Ele admiti:

“Atualmente estou aposentado. Tenho dificuldade em encontrar tempo até para amarrar os cadarços.”

Mas ele está convencido da validade de alguns dos avistamentos, mesmo que o trabalho às vezes tenha sido atrapalhado por fraudadores.

Ele também está convencido de que o Big Brother estava, de fato, observando – e ouvindo. Sua segurança pessoal, diz ele, foi comprometida.

Acontecimentos sinistros forçaram caçador de OVNIs a desistir
Brian Leathley-Andrew

Ele admite:

“Havia muitos fraudadores. Um homem me enviou fotos de um OVNI. Era exatamente a tampa do mesmo creme de mão que minha esposa usava. A jarra estava na mesa na minha frente.”

Meio século depois, o trabalho do escritório de Brian continua vivo por meio dos arquivos amarelados do jornal The Coventry Telegraph.

Em 3 de dezembro de 1968, Brian admitiu publicamente que era um homem assustado. Sob a manchete “Worried UFO Man Gives Up” (“Home OVNI Preocupado Desiste”), ele anunciou o fechamento da organização.

No artigo bombástico, Brian alegou:

– Ele havia sido observado por um homem com um rosto laranja brilhante;
– Seu telefone desligava sempre que ele tentava falar sobre OVNIs;
– Ele recebeu uma mensagem telefônica de um interlocutor “falando um inglês incomum”.

Ele disse ao Telegraph:

“Desisti dessa coisa e destruí todos os papéis. Acontecimentos têm me preocupado e assustado minha esposa.”

Para Brian, o alarme tocou durante o conserto do carro de sua mãe.

Ele disse ao jornal:

“De repente, percebi um homem parado na garagem ao lado. Ninguém tinha estado lá antes.

Seu rosto estava com um brilho laranja. Enquanto eu observava, o rosto mudou para o de um velho diante dos meus olhos. Então ele se virou e foi embora.

Você não poderia descrever o primeiro rosto em termos normais. Tinha olhos, nariz e boca nos lugares adequados – mas não da forma que associamos à figura humana.”

Logo depois, uma visita a um colega observador de OVNIs em Stoke foi estranhamente frustrada.

Ele disse:

“Todas as luzes da casa diminuíram repentinamente, como se uma enorme carga elétrica tivesse sido colocada no circuito.

Isso vai acontecer de vez em quando normalmente, mas continuou acontecendo. Isso é muito incomum.

Tudo isso começou dois dias depois que abri meu escritório. Quero alertar publicamente todos os adolescentes entusiastas de que isso não é nada para se intrometer de forma leviana.”

A julgar pela enxurrada de relatórios, Brian estava no lugar certo para experimentar atividades extraterrestres. Na época, o Coventry Telegraph exibia página após página de avistamentos.

E ele não estava sozinho sendo dominado pela febre extraterrestre. Ele acredita que a enxurrada de avistamentos coincidiu com pesquisas experimentais do governo. A fábrica da Rolls Royce ficava perto, ele ressaltou.

O pessoal de Coventry – até mesmo os policiais da cidade – vivenciavam encontros imediatos diariamente.

Os relatos dramáticos podem ser melhor descritos como sendo “de seu tempo”. Francamente, alguns dos repórteres do Coventry Telegraph parecem ter abordado o assunto com ironia.

Por exemplo:

“’OVNI Deu a Luz’ (28 de setembro de 1968): Um disco voador que deu à luz em Willenhall foi relatado ao Centro de Informações de Objetos Voadores Não Identificados do Sr. Brian Leathley-Andrew.

Uma testemunha ocular ligou para o Sr. Leathley-Andrew para relatar que a mãe OVNI era um objeto gigante semelhante a uma esfera avistada em 1953. Faíscas vieram da parte inferior do OVNI, que deu origem a uma pequena esfera. O incidente foi visto por pessoas em uma fila de ônibus perto da ilha de tráfego de Willenhall.”

E tem mais …

“’Discos voadores não são um monte de bobagens’ (24 de setembro de 1968): Os discos voadores eram o maior mistério de nosso tempo e não deveriam ser considerados um monte de bobagens, disse Wilf Grunau ao Nuneaton Rotary Club.

O Sr. Grunau é o diretor administrativo da
Awson Motor Carriage Company, que tem trabalhos em Solihull e Nuneaton. A humanidade, disse ele, tem visto coisas estranhas no céu desde o início da história registrada. O Sr. Grunau falou em ter feito ele mesmo dois avistamentos sobre Coventry com binóculos. Ele disse: ‘Como resultado, eu acredito em OVNIs. Tudo o que posso repetir é que os OVNIs devem ser pilotados por seres de outros mundos ou então são fenômenos naturais em nossa atmosfera ‘.”

E ainda mais:

“’Disco Sobre Cidade, Dizem Mulheres’ (31 de março de 1969): Duas mulheres de Coventry acreditam que pode ter havido um disco voador sobre a cidade durante o fim de semana, depois que foram acordadas por um ruído estridente ‘sobrenatural’ acompanhado por uma luz brilhante.

‘Eu examinei todas as possibilidades e essa é a única explicação que consigo pensar’, disse Patricia Hughes, de 28 anos. Não seja muito cético sobre os OVNIs’.”

Na década de 1960 e no início dos anos 1970, os membros da polícia eram menos tímidos em admitir que tinham visto OVNIs.

Afinal, toda a nação era “crentes de armário”.

Em 24 de fevereiro de 1971, quatro policiais contaram sua história ao Coventry Telegraph.

O jornal noticiou:

“O policial Brian Hewitt da subdivisão B disse: ‘Estávamos participando de um trabalho em Lythall’s Lane às 6h15 quando todos vimos um objeto estranho no céu. Não era um meteoro ou algo parecido. Havia três luzes brancas únicas no céu sobre a área de Nuneaton e movendo-se em uma grande extensão na direção oeste em direção a Birmingham. Elas então viraram para o norte. ‘Elas estavam na altura de cerca de três quilômetros e as luzes não pertenciam ao mesmo objeto porque estavam muito distantes. Elas pareciam estar em formação. Elas também estavam viajando a uma velocidade tremenda porque uma aeronave voando a, digamos, 600 mph (1.000 km/h) a essa altura pareceria estar indo muito lentamente.

Eu não sei o que eles poderiam ter sido. Não acredito em discos voadores ou qualquer coisa assim e tentei ver de uma forma racional. Eu verifiquei com o controle de tráfego aéreo do aeroporto de Birmingham e a primeira aeronave a pousar lá foi depois do momento em que vimos aquelas luzes. Eu não posso explicar isso’.”

Tamanha era a febre espacial que a polícia realmente apelou para avistamentos de OVNIs.

Em 4 de janeiro de 1972, o sargento da polícia de Warwickshire Mike Davies disse ao Telegraph:

“Não seja muito cético sobre os OVNIs.

Peço às pessoas a quem forem relatados avistamentos que ouçam o que é dito. Então, elas podem deduzir o que o objeto não era e especular o que era. Eu acredito que há algo além de nossa compreensão e nossa tecnologia.

A tendência é fazer algumas declarações e depois fazer uma declaração abrangente sobre o que o objeto era. As pessoas estão muito preparadas para descartar o assunto.

Ainda não estou convencido de que algumas informações sobre OVNIs não são ocultadas pelas autoridades. Mas supondo que houvesse uma afirmação de que estávamos sendo invadidos por pessoas de outro planeta, o que você acha que seria a reação do público?”

(Fonte)


n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site.

Clique aqui para apoiar através do site Apoia.se, ou use o botão abaixo:


*Agora você também pode apoiar o OVNI Hoje através de uma transferência PIX, clicando aqui, ou utilizando o QR Code abaixo:

(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS

Atenção:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores. Pessoas que insistirem em burlar as regras serão banidas dos comentários.