web analytics
Tempo de leitura: 2 min.

China ativa ‘sol artificial’ movido a energia nuclear

Tempo de leitura: 2 min.
China ativa 'sol artificial' movido a energia nuclear
O reator HL-2M Tokamak é o maior e mais avançado dispositivo de pesquisa experimental de fusão nuclear da China e pode atingir temperaturas de mais de 150 milhões de graus Celsius.

O reator HL-2M Tokamak é o maior e mais avançado dispositivo de pesquisa experimental de fusão nuclear da China, e os cientistas esperam que o dispositivo possa desbloquear uma poderosa fonte de energia limpa.

Ele usa um poderoso campo magnético para fundir plasma quente e pode atingir temperaturas de mais de 150 milhões de graus Celsius, de acordo com o People’s Daily (jornal governamental chinês) – aproximadamente dez vezes mais quente que o centro do sol.

Localizado no sudoeste da província de Sichuan e concluído no final do ano passado, o reator costuma ser chamado de “sol artificial” devido ao enorme calor e energia que produz.

O People’s Daily informou:

“O desenvolvimento da energia de fusão nuclear não é apenas uma maneira de resolver as necessidades estratégicas de energia da China, mas também tem grande significado para o futuro desenvolvimento sustentável da energia e da economia nacional da China.”

Cientistas chineses têm trabalhado no desenvolvimento de versões menores do reator de fusão nuclear desde 2006.

Eles planejam usar o dispositivo em colaboração com cientistas que trabalham no International Thermonuclear Experimental Reactor – o maior projeto de pesquisa de fusão nuclear do mundo com base na França, que deve ser concluído em 2025.

A fusão é considerada o Santo Graal da energia e é o que alimenta nosso Sol.

Ele funde núcleos atômicos para criar grandes quantidades de energia – o oposto do processo de fissão usado em armas atômicas e usinas nucleares, que os divide em fragmentos.

Ao contrário da fissão, a fusão não cria lixo radioativo e acarreta menos risco de acidentes ou roubo de material atômico.

Mas alcançar a fusão é extremamente difícil e proibitivamente caro, com o custo total do ITER estimado em US $ 22,5 bilhões.

(Fonte)

Colaboração: Adalberto Dorneles


n3m3

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é produtos-OVNI-Hoje-1.jpg
O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Loja-Nerd.jpg

Leitores OVNI Hoje ganham 10% de desconto em todos os produtos da Loja Nerd, inclusive nos produtos OVNI Hoje. (Use o cupom OVH10)


*Agora você também pode apoiar o OVNI Hoje através de uma transferência PIX, clicando aqui, ou utilizando o QR Code abaixo:



ÁREA DE COMENTÁRIOS

Atenção:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores. Pessoas que insistirem em burlar as regras serão banidas dos comentários.

Plugin Kapsule Corp