Crânio de primo humano de 2 milhões de anos é encontrado em caverna sul-africana

Tempo de leitura: 2 min.
Crânio de primo humano de 2 milhões de anos é encontrado em caverna sul-africana
Cientistas australianos descobriram um crânio de 2 milhões de anos de um primo humano distante, com dentes grandes e cérebro pequeno, na África do Sul.

Um crânio de dois milhões de anos de um primo humano distante com dentes grandes foi desenterrado em uma escavação arqueológica liderada por australianos em um sistema de cavernas sul-africano.

A descoberta é o exemplo mais antigo conhecido e mais bem preservado do hominídeo de cérebro pequeno chamado Paranthropus robustus, dizem os pesquisadores da Universidade La Trobe.

O crânio masculino quase completo, encontrado no sistema de cavernas Drimolen perto de Joanesburgo em 2018, pode levar a uma nova compreensão da microevolução humana.

O Paranthropus robustus andou sobre a Terra quase ao mesmo tempo que nosso ancestral direto Homo erectus, disse a paleoantropóloga Angeline Leece, referindo-se aos hominídeos, um membro de cérebro pequeno da árvore genealógica humana.

Ela informou:

Mas essas duas espécies muito diferentes – Homo erectus com seus cérebros relativamente grandes e dentes pequenos, e Paranthropus robustus com seus dentes relativamente grandes e cérebros pequenos – representam experimentos evolutivos divergentes.

Embora fôssemos a linhagem que venceu no final, há dois milhões de anos o registro fóssil sugere que Paranthropus robustus era muito mais comum do que o Homo erectus na paisagem.

Até recentemente, os cientistas acreditavam que o Paranthropus robustus existia em estruturas sociais semelhantes aos gorilas, com grandes machos dominantes vivendo em um grupo de fêmeas menores de Paranthropus robustus.

Este raro fóssil masculino é mais próximo em tamanho aos espécimes femininos anteriormente encontrados no local, fornecendo a primeira evidência de alta resolução para microevolução dentro das primeiras espécies de hominídeos.

Os pesquisadores argumentam que a descoberta pode levar a um sistema revisado para classificar e compreender a paleobiologia dos ancestrais humanos – um desenvolvimento significativo para seu campo.

O arqueólogo Andy Herries disse que o crânio, que foi cuidadosamente reconstruído a partir de centenas de pedaços de ossos, representa o início de uma linhagem muito bem-sucedida de Paranthropus robustus que existiu na África do Sul por um milhão de anos.

Ele disse:

Como todas as outras criaturas da Terra, para permanecermos bem-sucedidos, nossos ancestrais se adaptaram e evoluíram de acordo com a paisagem e o ambiente ao seu redor.

Acreditamos que essas mudanças ocorreram em uma época em que a África do Sul estava secando, levando à extinção de várias espécies de mamíferos contemporâneos. É provável que as mudanças climáticas tenham produzido estressores ambientais que impulsionaram a evolução dentro do Paranthropus robustus.

Os resultados da nova descoberta no berço da humanidade na África do Sul foram publicados na Nature Ecology and Evolution na terça-feira (10).

(Fonte)


Interessante notar a declaração da arqueóloga Angeline Leece: “…representam experimentos evolutivos divergentes.”

Obviamente ela se referiu à uma evolução natural ocorrida ao longo dos anos, mas a frase “experimentos evolutivos” deu um “clique” estranho na minha cabeça😆 (bom entendedores entenderão).

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site.

Clique aqui para apoiar através do site Apoia.se, ou use o botão abaixo:


*Agora você também pode doar através de uma transferência PIX, clicando aqui, ou utilizando o QR Code abaixo:

(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.