Defesa Planetária localiza “OVNI” em rota de colisão com a Terra, mas…

Tempo de leitura: 2 min.
Defesa Planetária localiza "OVNI" em rota de colisão com a Terra, mas...

Um objeto não identificado foi avistado em rota de colisão com a Terra, disparando o alarme entre os especialistas em defesa planetária. Felizmente, o objeto foi identificado antes que quaisquer medidas drásticas de emergência fossem tomadas.

Dada a grande quantidade de rochas espaciais que disparam em nosso quintal cósmico a cada semana, não é surpreendente que um objeto não identificado avistado vindo direto para a Terra soaria o alarme. A pesquisa Catalina Sky Survey da Universidade do Arizona, financiada pelo Escritório de Coordenação de Defesa Planetária (PDCO) da NASA, avistou o OVNI no final de 25 de agosto.

O avistamento foi corroborado pelo Asteroid Terrestrial-impact Last Alert System da Universidade do Havaí.

Depois de analisarem alguns números e consultarem livros antigos da década de 1960, os especialistas resolveram o caso. O OVNI era, na verdade, o Observatório Geofísico Orbital 1 da NASA (OGO-1), voltando para casa após 56 anos no espaço.

Tendo chegado em órbita em setembro de 1964, o satélite queimou inofensivamente na atmosfera, fazendo chover detritos de fogo sobre o Oceano Pacífico cerca de 160 quilômetros a sudeste do Taiti, na Polinésia Francesa, no sábado, 26 de agosto às 20h44 UTC, de acordo com a NASA.

O OGO-1, junto com cinco outros satélites, foi lançado para mapear e estudar a magnetosfera da Terra, a atmosfera, a relação da Terra com a Lua e o impacto dos raios do Sol no espaço imediatamente ao redor de nosso planeta.

Sua função começou a diminuir após cinco anos no espaço, momento em que foi tomada a decisão de colocá-lo em modo de espera em novembro de 1969, antes de ser desativado dois anos depois.

Neste ponto, o satélite de 487 quilogramas juntou-se aos milhares de outros fragmentos de lixo espacial obstruindo o quintal da Terra.

Em seguida, ele começou a cair lentamente de volta para a Terra graças à sua órbita excêntrica, o que o trouxe apenas perto o suficiente para a gravidade da Terra convencê-lo a voltar para baixo em um incêndio de glória na semana passada.

Apesar de ser o primeiro dos seis satélites OGO lançados, foi o último a descer, os outros cinco anteriores queimaram na reentrada entre 1972 e 2011, seus destroços caindo inofensivamente no oceano.

(Fonte)


n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site.

Clique aqui para apoiar através do site Apoia.se, ou use o botão abaixo:


*Agora você também pode doar através de uma transferência PIX, clicando aqui, ou utilizando o QR Code abaixo:

(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.